sexta-feira, 16 de março de 2018

Pólipo endometrial

Endométrio é o revestimento do interior do útero. Supercrescimento deste revestimento pode criar pólipos. Pólipos são crescimentos que se ligam à parede do útero que podem ser tão pequenos como uma semente de gergelim ou maiores do que uma bola de golfe, podendo existir apenas um ou diversos pólipos.


Causas de pólipo endometrial

Ninguém sabe exatamente porque é que algumas mulheres têm pólipos endometriais, mas estes tendem a crescer quando existe maior quantidade do hormônio estrogênio no organismo.
A maioria dos pólipos endometriais não são cancerosos. Cerca de 5% podem ser cancerosos ou pré-cancerosos. A chance de câncer é maior se você estiver na pós-menopausa, usar tamoxifeno ou tiver períodos pesados ou irregulares.
Estes fatores podem aumentar o risco de pólipos endometriais:
  • Obesidade
  • O uso de tamoxifeno, um tratamento para o câncer de mama
  • Terapia de reposição hormonal pós-menopausa
  • História familiar de síndrome de Lynch ou síndrome de Cowden (condições genéticas que podem ocorrer em famílias)


Sintomas de pólipo endometrial

Você pode não ter quaisquer sintomas devidos a pólipos endometriais. Se você tiver sintomas, eles podem incluir:
  • Sangramento menstrual que não é regular ou previsível
  • Sangramento menstrual longo ou pesado
  • Sangramento entre os períodos
  • Hemorragia vaginal após a menopausa
  • Dificuldade para obter ou manter uma gravidez (infertilidade)

Tratamento de pólipo endometrial

A maioria dos pólipos devem ser removidos por causa da pequena possibilidade de câncer.
Geralmente, os pólipos endometriais são removidos através de um procedimento chamado de histeroscopia. Mulheres na pré-menopausa que não têm sintomas e não têm outros fatores de risco podem considerar a espera vigilante, em que o seu médico continua a monitorar a sua saúde mas não promove tratamento, a menos que você tenha sintomas ou que existam alterações que o justifiquem.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL