quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Queda da pálpebra

Queda da pálpebra corresponde ao excesso de flacidez da pálpebra superior. A borda da pálpebra superior pode ser menor do que deveria ser (ptose) ou pode haver excesso de pele na pálpebra superior. Queda da pálpebra é muitas vezes uma combinação de ambas as condições.
O problema também é chamado ptose.

Causas de queda da pálpebra

Uma pálpebra caída é mais frequentemente devida a:
  • Fraqueza do músculo que eleva a pálpebra
  • Dano nos nervos que controlam esse músculo
  • Afrouxamento da pele das pálpebras superiores
Pálpebra caída pode ser:
  • Um processo normal de envelhecimento
  • Presente antes do nascimento
  • Resultado de uma lesão ou doença
Doenças ou doenças que podem levar à queda da pálpebra incluem:
  • Tumor ao redor ou atrás do olho
  • Diabetes
  • Síndrome de Horner
  • Miastenia grave
  • Acidente vascular encefálico
  • Inchaço na pálpebra, tal como com um terçol

Sintomas de queda da pálpebra

Os sintomas de queda da pálpebra podem incluir:
  • Inclinação de uma ou ambas as pálpebras
  • Maior lacrimejamento
  • Interferência com a visão (se a queda for grave)

Tratamento de queda da pálpebra

Se for encontrada uma doença que motiva a condição, ela será tratada. A maioria dos casos de pálpebras caídas são devidas ao envelhecimento e não existe nenhuma doença envolvida.
A cirurgia de elevação das pálpebras (blefaroplastia) é feita para reparar a flacidez ou queda das pálpebras superiores.
Em casos mais leves, a cirurgia pode ser feita para melhorar a aparência das pálpebras.
Em casos mais graves, a cirurgia pode ser necessária para corrigir a interferência com a visão.
Em crianças com queda da pálpebra, a cirurgia pode ser necessária para prevenir a ambliopia, também chamada de "olho preguiçoso".

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL