quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Sífilis congênita

A sífilis congênita é uma infecção grave e incapacitante que muitas motiva risco de vida em lactentes. A mãe grávida que tem sífilis pode transmitir a doença através da placenta para o bebê.

Causas de sífilis congênita

A sífilis congênita é causada pela bactéria Treponema pallidum, que é passada de mãe para o filho durante o desenvolvimento fetal ou no momento do nascimento. Quase metade de todas as crianças infetadas com sífilis enquanto estão no útero, morrem pouco antes ou após o nascimento.
Apesar do facto desta doença poder ser curada com antibióticos, se for diagnosticada no início, tem havido um aumento das taxas de sífilis entre as mulheres grávidas, o que tem aumentado o número de crianças nascidas com sífilis congênita.

Sintomas de sífilis congênita

Os sintomas de sífilis nos recém-nascidos podem incluir:
  • Incapacidade de ganhar peso ou falta de desenvolvimento
  • Febre
  • Irritabilidade
  • Nenhuma ponte no nariz (nariz em sela)
  • Erupções na boca, genitais e ânus
  • Erupção que começa como pequenas bolhas nas palmas das mãos e plantas dos pés e que mais tarde mudam para uma erupção cor de cobre, plana ou acidentada na face, palmas das mãos e solas dos pés
  • Líquido aquoso do nariz
Os sintomas em crianças mais velhas podem incluir:
  • Dentes anormais
  • Dor óssea
  • Cegueira
  • Opacificação da córnea
  • Diminuição da audição ou surdez
  • Manchas tipo muco de cor cinza no ânus e na parte exterior da vagina
  • Inchaço das articulações
  • Recusa em mover um braço ou perna dolorosa
  • Problema com ossos da perna
  • Cicatrizes da pele ao redor da boca, genitais e ânus

Tratamento de sífilis congênita

A penicilina é utilizada para tratar todas as formas de sífilis.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL