quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Sons respiratórios

Os sons respiratórios são ruídos produzidos pelas estruturas dos pulmões durante a respiração.
Os sons do pulmão são melhor ouvidos com um estetoscópio. Isto é chamado de auscultação.
Os sons pulmonares normais ocorrem em todas as partes da região do peito, incluindo acima da clavícula e na parte inferior da caixa torácica.
Usando um estetoscópio, o médico pode ouvir sons de respiração normal, sons diminuídos ou ausentes e sons respiratórios anormais.
A ausência ou diminuição de sons pode significar:
  • Ar ou fluido no ou em torno dos pulmões (tais como pneumonia, insuficiência cardíaca e derrame pleural)
  • O aumento da espessura da parede torácica
  • O excesso de inflação de uma parte dos pulmões (por exemplo devido a enfisema)
  • Fluxo de ar reduzido a uma parte dos pulmões
Existem vários tipos de sons anormais da respiração. Os 4 mais comuns são:
  • Estertores, sons de pequeno clicar, borbulhar ou chocalho nos pulmões. Estes são ouvidos quando uma pessoa respira (inala). Acredita-se que esta situação ocorre quando o ar abre espaços aéreos fechados. Estertores pode ainda ser descritos como úmidos, secos, finos e grossos.
  • Roncos, que são sons que se assemelham a ronco. Eles ocorrem quando o ar está bloqueado ou o fluxo de ar se torna áspero através das grandes vias aéreas.
  • Estridor, um som tipo chiado, que é ouvido quando uma pessoa respira. Normalmente, este som é devido a um bloqueio do fluxo de ar na traqueia ou na parte de trás da garganta.
  • Chiado no peito, que são sons agudos produzidos por vias aéreas estreitadas. Chiado e outros sons anormais, por vezes, podem ser ouvidos sem um estetoscópio.


Causas de sons respiratórios anormais

Causas de sons anormais da respiração podem incluir:
  • Bronquite aguda
  • Asma
  • Bronquiectasia
  • Bronquite crônica
  • Insuficiência cardíaca congestiva
  • Enfisema
  • Doença intersticial pulmonar
  • Obstrução da via aérea por corpos estranhos
  • Pneumonia
  • Edema pulmonar
  • Traqueobronquite

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL