terça-feira, 28 de novembro de 2017

Síndrome carcinóide

A síndrome carcinóide é um grupo de sintomas associados com tumores carcinóides, que são tumores do intestino delgado, cólon, apêndice, brônquios e pulmões.


Causas de síndrome carcinóide

A síndrome carcinóide corresponde a um padrão de sintomas, por vezes vistos em pessoas com tumores carcinóides. Estes tumores são raros, e muitas vezes têm um lento crescimento. Cerca de 70% dos tumores carcinóides são encontrados no trato gastrointestinal.
A síndrome carcinóide ocorre em cerca de 1 em cada 10 pessoas com tumores carcinóides, geralmente após o tumor se espalhar para o fígado ou pulmão.
Estes tumores libertam demasiada hormona serotonina, bem como várias outras substâncias químicas que fazem com que os vasos sanguíneos possam abrir (dilatar). Isto faz com que ocorra a síndrome carcinóide.


Sintomas de síndrome carcinóide

A maioria dos tumores carcinóides não motivam sintomas. Quando os sintomas ocorrem, eles podem incluir:
  • Dor abdominal que aparece e desaparece
  • Rubor vermelho brilhante do rosto, pescoço ou parte superior do tórax
  • Diarreia
  • Palpitações cardíacas
  • Pressão sanguínea baixa
  • Lesões de pele na face chamadas telangiectasias
  • Pieira
Por vezes os sintomas são provocados por esforço físico ou devidos a comer ou beber alimentos como queijos azuis, chocolate ou vinho tinto.


Tratamento de síndrome carcinóide

A cirurgia para remover o tumor é geralmente o primeiro tratamento, podendo curar permanentemente a condição se o tumor for completamente removido.
Se o tumor se espalhar para o fígado, o tratamento envolve a destruição do fornecimento de sangue local do tumor ou quimioterapia dada diretamente no fígado.
Quando todo o tumor não pode ser removido, a remoção de grandes porções do tumor pode ajudar a aliviar os sintomas.
Injecções de octreotide (Sandostatin) são por vezes administradas em pessoas com tumores carcinóides avançados que não podem ser removidos com cirurgia. Interferon é frequentemente dado com octreotide para ajudar a parar o crescimento do tumor. Os pacientes cujo tumor carcinóide segregam histamina irão beneficiar do tratamento com anti-histamínicos.
Pessoas com síndrome carcinóide devem evitar álcool, grandes refeições e alimentos ricos em tiramina (queijos envelhecidos, abacate, muitos alimentos processados), porque podem desencadear sintomas.
Alguns medicamentos comuns, como inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS), tais como a paroxetina (Paxil) e a fluoxetina (Prozac) podem piorar os sintomas, aumentando os níveis de serotonina. No entanto, não pare de tomar estes medicamentos, a menos que o seu médico lhe diga para o fazer.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL