segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Displasia broncopulmonar

A displasia broncopulmonar é uma doença pulmonar crônica que afeta recém-nascidos que foram, ou colocados numa máquina de respiração após o nascimento, ou nasceram muito cedo (prematuramente).

Causas de displasia broncopulmonar

Displasia broncopulmonar ocorre em crianças muito doentes que receberam altos níveis de oxigênio por um longo período de tempo, mas também pode ocorrer em crianças que estiveram numa máquina de respiração (respirador).
A condição é mais comum em crianças nascidas prematuramente, cujos pulmões não estavam totalmente desenvolvidos no nascimento.
Os fatores de risco incluem:
  • Doença cardíaca congênita
  • Prematuridade, geralmente em crianças nascidas antes das 32 semanas de gestação
  • Infecção respiratória ou pulmonar grave
O risco de displasia broncopulmonar grave diminuiu nos últimos anos.

Sintomas de displasia broncopulmonar

Os sintomas da condição podem incluir:

Tratamento de displasia broncopulmonar

Quando estão no hospital, as crianças que têm problemas respiratórios são muitas vezes colocadas num ventilador. Esta é uma máquina de respiração que envia pressão para os pulmões dos bebês para mantê-los inflados, de modo a proporcionar mais oxigênio. Quando os pulmões do bebê se desenvolvem, a pressão e oxigênio serão lentamente reduzidos, e o bebê será desmamado do ventilador. O bebê pode ainda continuar a receber oxigênio através de um tubo de uma máscara nasal durante várias semanas ou meses.

Bebês com displasia broncopulmonar são normalmente alimentados por tubos inseridos no estômago. Estes bebês precisam de calorias extra devido ao esforço da respiração. Para evitar que os seus pulmões possam encher com o líquido, a ingestão de líquidos pode precisar de ser limitada. Eles também podem ser administrados com medicamentos que removem a água do corpo (diuréticos). Outros medicamentos podem incluir corticosteróides e broncodilatadores.
Os pais destas crianças precisam de apoio emocional. Isto acontece porque displasia broncopulmonar leva tempo para melhorar e a criança pode precisar de ficar no hospital por um longo período de tempo.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL