terça-feira, 10 de outubro de 2017

Amniocentese

A amniocentese é um teste que pode ser feito durante a gravidez para observar a presença de certos problemas no desenvolvimento do bebê. Estes podem incluir:
  • Defeitos de nascença
  • Problemas genéticos
  • Infecção
  • Desenvolvimento pulmonar

Porque se usa a amniocentese

Normalmente, a amniocentese é recomendada em mulheres que estão em maior risco de ter uma criança com defeitos de nascimento. Isto inclui mulheres que:
  • Terão mais de 35 anos quando elas dão à luz
  • Tiveram um teste de triagem que mostra que pode haver um defeito de nascença ou outro problema
  • Tiveram bebês com defeitos congênitos noutras gravidezes
  • Têm um histórico familiar de doenças genéticas
O aconselhamento genético é recomendado antes do procedimento. Isto irá permitir-lhe:
  • Saber mais sobre outros testes pré-natais
  • Tomar uma decisão informada sobre as opções de diagnóstico pré-natal
Amniocentese:
  • É um teste de diagnóstico, não é um teste de triagem
  • Permite resultados 99% precisos para o diagnóstico de síndrome de Down
  • Geralmente é feita entre a 15ª e 20ª semana de gravidez
A amniocentese pode ser utilizada para diagnosticar muitos problemas de genes e problemas cromossómicoss no bebé, incluindo:
  • Anencefalia (quando o bebê tem falta de uma grande parte do cérebro)
  • Síndrome de Down
  • Doenças metabólicas raras que são transmitidas através de famílias
  • Outros problemas genéticos, como a trissomia 18

Como se realiza a amniocentese

A amniocentese é um prodecimento que remove uma pequena quantidade de fluido do “saco” que envolve o bebê no útero (útero). Geralmente, a recolha é feita num consultório médico ou num centro médico. Você não precisará de permanecer num hospital.
Inicialmente, você será sujeita a um ultrassom, para ajudar o seu prestador de cuidados de saúde a verificar a localização do seu bebê no seu ventre.
Medicamentos para entorpecimento são então esfregados na sua barriga. Por vezes, o medicamento é administrado através de uma injecção na pele, na região da barriga.
O médico insere uma agulha longa e fina através do seu ventre, para o útero. Uma pequena quantidade de líquido (cerca de quatro colheres de chá) é removida a partir do “saco” em torno do bebé.
Este líquido será então enviado para um laboratório. Os testes podem incluir:
  • Estudos genéticos
  • Medição de níveis de alfa-fetoproteína (uma substância produzida no fígado do feto em desenvolvimento)
  • Cultura para a presença de infecção
Geralmente, os resultados dos testes genéticos levam cerca de 2 semanas. Outros resultados do teste podem estar prontos depois de 1 a 3 dias.
Por vezes, a amniocentese também é usada mais tarde ao longo da gravidez para:
  • Diagnosticar uma infecção
  • Verificar se os pulmões do bebê estão desenvolvidos e prontos para o parto
  • Retirar o excesso de fluidos em torno do bebê, se houver muito líquido amniótico (polidrâmnio)

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL