quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Síndrome de Conn

Síndrome de Conn é uma doença em que uma ou ambas as glândulas supra-renais produzem muita aldosterona, como resultado de um tumor.
A síndrome de Conn é o resultado de um tumor no córtex supra-renal de um paciente (a parte externa da glândula supra-renal) que produz excessiva quantidade de aldosterona (a hormona que ajuda a regular os níveis de sal no corpo). Quando o corpo produz muita aldosterona, muito sal é retido e normalmente existe uma queda nos níveis de potássio. Isto cria uma condição conhecida como hipertensão (pressão arterial elevada), que se torna difícil de tratar com medicação por si só.
Síndrome de Conn é tratável se for detetada. Se você tiver pressão arterial elevada e níveis baixos de potássio, você deve questionar o seu médico para investigar a síndrome de Conn.

Causas de síndrome de Conn

Na maior parte dos casos, a síndrome de Conn é causada por um pequeno tumor encontrado no córtex supra-renal. No entanto, nem todos os pacientes com síndrome de Conn terão um tumor. Em muito poucos pacientes, hiperplasia adrenal pode ser a causa subjacente da síndrome de Conn.

Sintomas da Síndrome de Conn

Existem vários sintomas que podem sobrepor-se com outros tumores e condições supra-renais. Após um teste, o seu médico será capaz de determinar se os sintomas que você experimenta estão relacionados com a síndrome de Conn. O sinal mais comum da síndrome é a pressão arterial elevada (hipertensão) que não responde aos medicamentos usualmente utiizados para a pressão arterial elevada.


Tratamento da síndrome de Conn

Se o seu médico o diagnosticar com esta síndrome, provavelmente, ele irá recomendar uma adrenalectomia para remover a glândula adrenal, onde o tumor se encontra localizado. Este procedimento pode ser efetuado por laparoscopia. Após a remoção do tumor, os níveis de sal, potássio e pressão arterial, tipicamente, retornam aos níveis normais na maioria dos pacientes,

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL