sábado, 30 de setembro de 2017

Síndrome coronariana aguda

Síndrome coronariana aguda (SCA) é um termo utilizado para qualquer condição que pára de repente (ou que reduz severamente) o fluxo de sangue para o coração. Quando o sangue não pode fluir para o coração, o músculo do coração pode ser danificado. Ataques cardíacos e angina instável são duas síndromes coronárias agudas.

Causas de síndrome coronariana aguda

Uma substância gordurosa chamada placa pode acumular-se nas artérias que trazem o sangue rico em oxigênio para o coração. A placa é composta por colesterol, gordura e outros produtos residuais.
As placas podem bloquear o fluxo de sangue de duas maneiras:
  • Ela pode fazer com que uma artéria se possa tornar tão estreita ao longo do tempo que ela fica suficientemente bloqueada para causar sintomas.
  • As placas, de repente, formam um coágulo de sangue em torno delas, estreitando severamente ou bloqueando a artéria.
Muitos fatores de risco para doenças do coração podem levar a uma síndrome coronária aguda.


Sintomas de síndrome coronariana aguda

O sintoma mais comum da síndrome coronariana aguda é uma dor no peito. A dor no peito pode surgir rapidamente, aparecer e desaparecer, ou piorar com o repouso. Outros sintomas podem incluir:
  • Dor no ombro, braço, pescoço, mandíbula, costas ou região da barriga
  • Desconforto que se sente como aperto, esmagamento, queimadura, asfixia ou dor
  • Desconforto que ocorre em repouso e não desaparece facilmente quando você toma remédios
  • Falta de ar
  • Ansiedade
  • Náusea
  • Suor
  • Tonturas ou vertigens
  • Batimentos cardíacos rápidos ou irregulares
Muitas vezes, as mulheres e as pessoas mais velhas experimentam estes sintomas, embora a dor no peito também sejam comum.

Diagnóstico de síndrome coronariana aguda

O seu médico fará um exame, ouvirá o seu peito com um estetoscópio, e formulará perguntas sobre o seu histórico médico.
Os testes para a síndrome coronária aguda incluem:
  • Eletrocardiograma (ECG). Geralmente, um ECG é o primeiro teste que o seu médico mandará executar. Este mede a atividade elétrica do seu coração. Durante o teste, você terá pequenas “almofadas” afixadas no seu peito e noutras áreas do seu corpo.
  • Teste de sangue. Alguns exames de sangue podem ajudar a mostrar a causa de dor no peito e a verificar se você está em alto risco de um ataque cardíaco. Um exame de sangue troponina pode mostrar se as células no seu coração podem ter sido danificadas. Este teste pode confirmar que você está a ter um ataque cardíaco.
  • Ecocardiograma. Este teste utiliza ondas sonoras para observar o seu coração. Ele mostra se o seu coração foi danificado, e pode encontrar alguns tipos de problemas cardíacos.
Uma angiografia coronária pode ser feita imediatamente ou quando você estiver mais estável. Este teste usa uma tintura especial e raios-X para ver como o sangue flui através do seu coração, o que pode ajudar o médico a decidir qual o tratamento de que você precisa.

Outros testes que permitem visualizar o seu coração, e que podem ser feitos enquanto você estiver no hospital incluem:
  • Teste ergométrico
  • Teste de estresse nuclear
  • Ecocardiograma de estresse

Tratamento de síndrome coronariana aguda

O seu médico pode usar medicamentos, cirurgia ou outros procedimentos para tratar os seus sintomas e restaurar o fluxo sanguíneo para o coração. O tratamento depende da sua condição e da quantidade de bloqueio nas suas artérias. O tratamento pode incluir:
  • Medicamentos. O seu médico pode receitar um ou mais tipos de medicamentos, incluindo aspirina, beta-bloqueadores, estatinas, diluentes de sangue, inibidores da ECA, ou nitroglicerina. Estes medicamentos podem ajudar a prevenir ou acabar com um coágulo de sangue, ou tratar pressão arterial elevada ou angina, aliviar a dor no peito e estabilizar o seu coração.
  • Angioplastia. Este procedimento abre a artéria obstruída usando um tubo longo e fino chamado cateter. O tubo é colocado na artéria, e o médico insere um pequeno balão vazio. O balão é insuflado dentro da artéria para a abrir. O seu médico pode inserir um stent para manter a artéria aberta.
  • Cirurgia de Ponte de Safena. Esta é uma cirurgia para direcionar o sangue ao redor da artéria que está bloqueada.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL