domingo, 3 de setembro de 2017

Osteíte fibrosa

Osteite fibrosa também conhecida como osteíte fibrosa cística é uma complicação de hiperparatireoidismo, em que certos ossos se tornam anormalmente fracos e deformados.


Causas de osteíte fibrosa

As glândulas paratireóides são quatro glândulas do pescoço que ajudam a controlar o uso de cálcio e a sua remoção do corpo. Estas glândulas conseguem realizar esta operação através da produção de hormônio da paratireóide. Hormônio da paratireóide ajuda a controlar o cálcio, fósforo e os níveis de vitamina D no sangue e osso.
Muita quantidade de hormônio paratireóide (hiperparatireoidismo) pode levar ao aumento da degradação óssea, o que pode fazer com que os ossos se possam tornar mais fracos e mais frágeis. Muitas pessoas com hipertireoidismo desenvolvem osteoporose. Nem todos os ossos respondem ao hormônio da paratireóide da mesma maneira. Alguns desenvolvem áreas anormais em que o osso se torna muito suave e quase não tem cálcio. Esta condição corresponde a osteite fibrosa.
Raramente, o câncer da paratireóide pode causar osteíte fibrosa.
Antes de 1950, cerca de metade das pessoas diagnosticadas com hiperparatireoidismo teve osteíte fibrosa. Agora, esta condição é incomum, provavelmente porque os pacientes com hiperparatireoidismo são diagnosticados mais cedo, antes desta complicação ocorrer.
Pessoas com hiperparatireoidismo grave têm um risco maior de desenvolver osteíte fibrosa.


Sintomas de osteíte fibrosa

Osteíte fibrosa pode causar dor óssea ou sensibilidade, podendo haver fraturas (quebras) nos braços, pernas ou na coluna vertebral, mas também podem ocorrer outros problemas ósseos.
Hiperparatireoidismo pode causar náuseas, constipação, fadiga, micção frequente e fraqueza.

Tratamento de osteíte fibrosa

A maioria dos problemas ósseos devido a osteíte fibrosa podem ser invertidos com uma cirurgia para remover a glândula paratiróide anormal. No entanto, algumas pessoas podem optar por não ser sujeitas a cirurgia, e em vez disso podem ser seguidas com exames de sangue e medidas ósseas.
Se a cirurgia não for possível, por vezes, os medicamentos podem ser utilizados para baixar os níveis de cálcio.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL