quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Neuromielite óptica

Neuromielite óptica também designada como doença de Devic, é um distúrbio imunológico que pode ser confundido com a esclerose múltipla. Neuromielite óptica é muitas vezes caracterizada por ataques imunes sobre os nervos ópticos (que transmitem o que você vê para o seu cérebro) e a medula espinhal. Os pacientes podem experimentar estes ataques ao mesmo tempo ou em momentos diferentes. Eles também podem ter apenas problemas com os nervos ópticos isoladamente ou apenas problemas com a medula espinal, e ainda terem a neuromielite óptica.

Sintomas de neuromielite óptica

Potenciais sintomas desta doença incluem:
  • Perda da visão ou visão turva
  • Fraqueza
  • Entorpecimento
  • Problemas com a bexiga e intestinos
  • Espasticidade (rigidez ou tensão nos músculos)

Tratamento de neuromielite óptica

Uma vez que esta é uma doença relativamente rara, não existem estudos a grande escala sobre as formas de tratamento da doença. Geralmente, o tratamento para um ataque agudo de neuromielite óptica, começa com esteróides intravenosos seguidos de esteróides orais. Se os esteróides não forem eficazes, um tratamento conhecido como plasmaferese é frequentemente utilizado. Esta terapia limpa os anticorpos a partir do sangue através da sua difusão por meio de uma máquina, semelhante à forma como funciona a diálise.

Medicamentos para tratamento de longo prazo podem incluir:
  • Esteróides
  • Medicamentos imuno-supressores, tais como a azatioprina
  • Agentes quimioterapêuticos, tais como mitoxantrona (Novantrone®)
  • Outros medicamentos imuno-supressores também têm sido utilizados (por exemplo, rituximab)
A neuromielite óptica não parece responder a medicações convencionais para a esclerose múltipla. Assim, torna-se importante identificar este diagnóstico de modo a que o tratamento mais eficaz para este problema possa ser utilizado no início da desordem.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL