segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Gigantismo

Gigantismo é o crescimento anormal devido a um excesso de hormônio de crescimento durante a infância.

Causas de gigantismo

A causa mais comum do excesso de libertação da hormona de crescimento é um tumor benigno da glândula pituitária. Outras causas incluem:
  • Doença genética que afeta a cor da pele (pigmentação) e faz com que ocorram tumores benignos da pele, problemas cardíacos e problemas do sistema endócrino (hormonal) (complexo de Carney)
  • Doença genética que afeta os ossos e pigmentação da pele (síndrome de McCune-Albright)
  • Doença genética em que uma ou mais das glândulas endócrinas se tornam hiperativas ou formam um tumor (neoplasia endócrina múltipla tipo 1)
  • Doença em que se formam tumores nos nervos do cérebro e coluna vertebral (neurofibromatose)
Se o excesso de hormônio de crescimento ocorrer após o crescimento normal do osso ter parado, a condição é conhecida como acromegalia.
O gigantismo é muito raro.

Sintomas de gigantismo

A criança irá crescer demasiadamente em altura, bem como os seus músculos e órgãos. Este crescimento excessivo faz com que a criança se torne extremamente grande para a sua idade.
Outros sintomas incluem:
  • Puberdade atrasada
  • Visão dupla ou dificuldade com visão periférica
  • Testa muito proeminente (bossa frontal) e uma mandíbula proeminente
  • Lacunas entre os dentes
  • Dor de cabeça
  • Aumento da transpiração
  • Períodos irregulares (menstruação)
  • Mãos e pés grandes com dedos grossos
  • Liberação de leite materno
  • Problemas de sono
  • Espessamento das características faciais
  • Fraqueza
  • Mudanças na voz


Tratamento de gigantismo

Para os tumores da hipófise que têm contornos claros, a cirurgia pode curar muitos casos.
Quando a cirurgia não possibilita remover completamente o tumor, os medicamentos são utilizados para bloquear ou reduzir a libertação de hormona de crescimento ou para prevenir que a hormona de crescimento possa atingir tecidos alvo.
Por vezes, o tratamento de radiação é usado para diminuir o tamanho do tumor após uma cirurgia.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL