quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Adenoma

Adenoma é um tipo de tumor não-canceroso ou benigno que pode afetar vários órgãos. A palavra é derivada de "adeno" palavra que significa "pertencente a uma glândula".
Cada célula do corpo tem um sistema bem regulado que dita quando ela precisa de crescer, amadurecer e, eventualmente, morrer. Tumores e cânceres ocorrem quando as células perdem este controle e se dividem e proliferam de forma indiscriminada.

Diferença entre um tumor benigno e um câncer

A diferença básica entre um tumor benigno e um câncer é o crescimento mais lento e uma menor capacidade de se espalhar. Por outras palavras, os adenomas são muito menos agressivos em termos de crescimento do que adenocarcinomas.

Onde podem ocorrer adenomas

Um adenoma é um tumor benigno com origem no tecido glandular. Os tecidos afetados são parte de uma categoria de tecido maior conhecido como tecido epitelial. Tecidos epiteliais alinham pele, glândulas, cavidades de órgãos, etc. Este epitélio vem de ectoderme, endoderme e mesoderme no feto.
As células de adenoma não precisam necessariamente de ser parte de uma glândula, mas podem possuir propriedades secretoras.


Adenomas e câncer

Adenomas são geralmente benignos ou não cancerosos, mas têm o potencial de se tornarem adenocarcinomas que são malignos ou cancerosos.
Quando os tumores benignos podem crescer em tamanho e pressionar sobre as estruturas vitais circundantes, podem levar a graves consequências.


Síndromes paraneoplásicas

Grandes adenomas em órgãos vitais aumentam os hormônios que o órgão produz, levando a complicações graves chamadas síndromes paraneoplásicas.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL