segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Pseudotumor cerebral

Pseudotumor cerebral (também conhecido com hipertensão intracraniana idiopática ou hipertensão intracraniana benigna) é uma condição em que a pressão no interior do crânio fica aumentada. Nesta condição, o cérebro é afetado de uma forma em que a condição parece ser (mas não) é um tumor.

Causas de pseudotumor cerebral

A condição ocorre mais frequentemente em mulheres do que em homens, especialmente em mulheres jovens e obesas com idade entre os 20 e os 40 anos, sendo rara em crianças, mas podendo ocorrer em crianças.
A causa da condição é desconhecida.

Sintomas de pseudotumor cerebral

Os sintomas associados à condição podem incluir:
Os sintomas podem piorar durante a atividade física, especialmente quando você aperta os músculos do estômago.

Diagnóstico de pseudotumor cerebral

O médico irá realizar um exame físico. Sinais desta condição incluem:
  • Abaulamento da fontanela anterior em crianças
  • Tamanho aumentado da cabeça
  • Inchaço do nervo óptico na parte de trás do olho (papiledema)
Mesmo que exista um aumento de pressão no crânio, não existe nenhuma mudança no estado de alerta.
Os testes que podem ser implementados incluem:
  • Tomografia computadorizada da cabeça
  • Exame de olho, incluindo testes de campo visual
  • Ressonância magnética da cabeça
  • Punção lombar
O diagnóstico é feito quando outras condições de saúde são descartadas. Estas incluem condições que podem causar aumento da pressão no crânio, tais como:

Tratamento de pseudotumor cerebral

O tratamento de pseudotumor cerebral visa a causa do pseudotumor.
Uma punção lombar pode ajudar a aliviar a pressão no cérebro e prevenir problemas de visão.
Outros tratamentos podem incluir:
  • Restrição de líquidos ou de sal
  • Medicamentos tais como corticosteróides, acetazolamida e furosemida
  • Procedimentos de manobras para aliviar a pressão do acúmulo de fluido espinhal
  • Cirurgia para aliviar a pressão sobre o nervo óptico
  • Perda de peso
As pessoas precisam de ter a sua visão acompanhada de perto. Pode não haver perda de visão, que por vezes, quando ocorre, pode tornar-se permanente. Exames de acompanhamento como ressonância magnética ou tomografia computadorizada podem ser implementados para excluir câncer escondido.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL