sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Frigidez sexual

No passado, frigidez sexual referia-se a uma disfunção sexual entre as mulheres, da mesma forma que o termo impotência refere o mesmo fenômeno de grande amplitude entre os homens.
Muitos médicos consideram agora, que o termo “frigidez sexual” se trata de um termo sexista que coloca a culpa sobre a própria mulher, em vez do seu meio sócio-cultural, experiências emocionais ou estado de saúde, os quais podem contribuir para a ausência de resposta sexual.
Disfunção sexual feminina, que substituiu o termo frigidez sexual como uma categoria diagnóstica em psiquiatria e psicologia, refere-se à incapacidade de uma mulher funcionar adequadamente em termos de desejo sexual, excitação sexual, orgasmo ou em situações de coito.
O termo frigidez continua a ser usado na linguagem cotidiana, comumente como um insulto ou termo depreciativo para mulheres que são vistas como sexualmente sem resposta. É muito provável que o termo seja mais frequentemente usado para explicar a falta de interesse ou rejeição por uma mulher que originalmente foi alvo de interesse pela pessoa que faz o insulto.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL