sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Esquizofrenia paranoide

A esquizofrenia paranoide é uma espécie de psicose, em que a mente não está de acordo com a realidade e afeta a forma como um pessoa pensa e se comporta, podendo mostrar-se de diferentes maneiras e em diferentes momentos, mesmo na mesma pessoa. Geralmente, a doença começa no final da adolescência ou no início da idade adulta.
Pessoas com delírios paranoicos são excessivamente desconfiadas dos outros. Isto pode tornar mais difícil manter um emprego, conseguir transmitir recados, manter amizades e até mesmo ir ao médico.
Embora seja uma doença que permanece ao longo da vida, a pessoa afetada pode tomar medicamentos e encontrar ajuda para se livrar dos sintomas ou para os tornar mais fáceis.

Sintomas paranóicos

Delírios são crenças que parecem reais e verdadeiras para a pessoa, mesmo quando existem fortes evidências de que eles não são verdadeiros. Delírios paranoicos também chamados de delírios de perseguição, estão enraizados no medo e ansiedade, e podem fazer com que a pessoa pense que:
  • Um colega de trabalho está tentando feri-lo, como por exemplo pretendendo colocar veneno na sua comida.
  • O seu cônjuge ou parceiro está a trai-lo.
  • O governo está a espiá-lo.
  • As pessoas da sua vizinhança estão a conspirar para assediá-lo.
Estas crenças podem criar problemas nos seus relacionamentos e a pessoa pode pensar que pessoas estranhas vão tentar machucá-lo, pelo que, a pessoa pode não sair à rua ou pode não interagir com outras pessoas.
Geralmente, pessoas com esquizofrenia não são violentas, mas, por vezes, delírios paranoicos podem fazer com que se sintam ameaçadas e irritadas com isso.
Por exemplo, a pessoa pode ouvir vozes que parecem insultá-la ou que lhe dizem para fazer coisas prejudiciais.

Tratamento para esquizofrenia paranoide

O seu médico pode prescrever um medicamento antipsicótico para fazer os delírios desaparecerem. Estes podem ser administrados na forma de comprimidos, em líquido ou através de injecções, podendo demorar algumas semanas para que esses medicamentos possam funcionar plenamente, mas as pessoas pode começar a sentir-se um pouco mais calmas rapidamente. No entanto, pode ser necessário tentar mais de um medicamento para encontrar um medicamento ou combinação que funcione adequadamente para cada caso em concreto.
Mesmo quando a pessoa sente melhoras deve continuar a tomar o seu medicamento. Se a pessoa parar a medicação, provavelmente, os seus delírios irão reaparecer. Deve evitar-se o uso de marijuana, nicotina, cocaína ou outros estimulantes, já que estes podem impedir que a medicação possa trabalhar de modo adequado e também podem causar paranoia ou torná-la pior.
A pessoa com esquizofrenia paranoide também pode ter que tomar diferentes tipos de medicamentos para outros sintomas.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL