terça-feira, 15 de agosto de 2017

Carcinoma adrenocortical

Carcinoma adrenocortical é um câncer das glândulas supra-renais.

Causas de carcinoma adrenocortical

Carcinoma adrenocortical é mais comum em crianças com menos de 5 anos de idade e adultos com idade entre os 30 e 40 anos.
A condição pode estar associada a uma síndrome que é passada através das famílias (herdada). Tanto os homens como as mulheres podem desenvolver este tumor.
O carcinoma adrenocortical pode produzir hormonas cortisol, aldosterona, estrogênio ou testosterona, assim como outras hormonas. Nas mulheres, muitas vezes, o tumor libera esses hormônios, que podem levar a características masculinas.
O carcinoma adrenocortical é muito raro e  a causa é desconhecida. Apenas 2 num milhão de pessoas desenvolve este tipo de tumor.

Sintomas de carcinoma adrenocortical

Os sintomas de aumento do cortisol e de outros hormônios da glândula adrenal podem motivar:
  • Costas arredondadas, logo abaixo do pescoço (nuca de búfalo)
  • Rosto arredondado com bochechas rechonchudas (cara de lua)
  • Obesidade
  • O atraso de crescimento (baixa estatura)
  • Virilização, o aparecimento de características masculinas, incluindo o aumento de pêlos do corpo (especialmente na face), pêlos pubianos, acne, engrossamento da voz e clitóris aumentado (meninas)
Os sintomas de aumento da aldosterona são os mesmos que os sintomas de baixo nível de potássio, e incluem:
  • Cãibras musculares
  • Fraqueza

Tratamento para carcinoma adrenocortical

O tratamento primário é a cirurgia para remover o tumor. O carcinoma adrenocortical pode não melhorar com a quimioterapia. Os medicamentos podem ser administrados para reduzir a produção de cortisol (motivo de muitos sintomas).

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL