sábado, 22 de julho de 2017

Fibrilação ventricular

A fibrilhação ventricular é um ritmo cardíaco severamente anormal (arritmia) que pode colocar a vida em risco.

Causas de fibrilhação ventricular

O coração bombeia o sangue para os pulmões, cérebro e para outros órgãos. Se o batimento cardíaco for interrompido, mesmo que por alguns segundos, a condição pode levar a desmaios (síncope) ou parada cardíaca.
Fibrilação é uma contração descontrolada ou tremor de fibras musculares (fibrilas). Quando isto ocorre nas câmaras inferiores do coração, a condição é chamada de fibrilação ventricular. Durante a fibrilação ventricular, o sangue não é bombeado a partir do coração e pode ocorre morte cardíaca.
A causa mais comum desta condição é um ataque cardíaco. No entanto, a fibrilhação ventricular pode ocorrer quando o músculo do coração não recebe oxigênio suficiente, por qualquer motivo. Condições que podem levar a fibrilhação ventricular incluem:
  • Acidentes de eletrocussão ou lesão do coração
  • Ataque cardíaco
  • Doença cardíaca que está presente ao nascimento (congênita)
  • Doença do músculo cardíaco, incluindo cardiomiopatias
  • Cirurgia cardíaca
  • Artérias coronárias estreitadas
  • A morte súbita cardíaca (concussão cardíaca), que mais frequentemente ocorre em atletas que tenham passado por uma lesão sobre a superfície do coração
  • Medicamentos
A maioria das pessoas com fibrilhação ventricular não tem nenhum histórico de doença cardíaca. No entanto, muitas vezes elas têm fatores de risco de doença do coração, como tabagismo, hipertensão arterial e diabetes.


Tratamento para fibrilhação ventricular

A fibrilação ventricular é uma emergência médica que deve ser tratada imediatamente para salvar a vida de uma pessoa.
Peça ajuda de emergência se uma pessoa passar por um episódio de fibrilhação ventricular que motiva colapso em casa ou que motiva inconsciência.
Enquanto espera por ajuda, coloque a cabeça e pescoço da pessoa em linha com o resto do corpo, para ajudar a facilitar a respiração. Promova compressões torácicas (comprimir com força e de forma rápida).
Continue a fazer isso até que a pessoa fique alerta ou até que a ajuda chegue.
A fibrilhação ventricular é tratada por entrega de um choque elétrico rápido através do peito. Isto é feito usando um dispositivo chamado de desfibrilador externo. O choque elétrico pode restabelecer imediatamente a pulsação a um ritmo normal, e deve ser realizado tão rapidamente quanto possível. Muitos locais públicos têm agora estas máquinas.
Os medicamentos podem ser administrados para controlar a função de pulsação e coração.
Um cardioversor desfibrilador implantável (CDI) é um dispositivo que pode ser implantado na parede torácica de pessoas que estão em risco de sofrer deste distúrbio Este dispositivo deteta um ritmo cardíaco perigoso e envia rapidamente um choque para corrigi-lo. Torna-se importante que os familiares e amigos de pessoas que tiveram fibrilhação ventricular e doenças cardíacas façam um curso de compressões torácicas.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL