terça-feira, 25 de julho de 2017

Alergia ao trigo

Alergia ao trigo é uma condição que afeta milhões de pessoas e que ocorre quando o sistema imunológico se torna sensibilizado para o trigo e, em seguida, exagera quando alimentos como cereais, pão, massas ou pizza são ingeridos. O trigo também é encontrado em bebidas tais como a cerveja, que também pode desencadear uma reacção alérgica.
Geralmente, este tipo de alergia afeta crianças menores com idade até aos 12 anos. Geralmente, as pessoas estão em maior risco de desenvolver uma alergia ao trigo se tiverem uma história familiar de alergias, como asma ou eczema.

Sintomas de alergia ao trigo

Uma pessoa com uma alergia ao trigo é susceptível de apresentar sintomas de reacção alérgica dentro de minutos a horas após a exposição ao trigo. Geralmente, os sintomas que surgem são leves, mas as pessoas também podem desenvolver uma reação com risco grave de vida chamada anafilaxia. Assim, um diagnóstico preciso e correto para alergia ao trigo é essencial.
Como noutras alergias alimentares, os sintomas que podem surgir com uma alergia ao trigo podem incluir:
Se uma pessoa desenvolver algum destes sintomas após a exposição ao trigo, deve consultar um alergista ou imunologista.

Gestão de alergia ao trigo

Se uma alergia ao trigo for diagnosticada, os alimentos que contêm trigo, como pão e massas devem ser evitados, bem como produtos não alimentares com ingredientes que contenham trigo, como cosméticos. Alimentos que não se destinam a conter trigo podem ser contaminados com este durante a fabricação ou preparação, e as pessoas com alergia também devem evitar quaisquer itens que exibam um aviso de que o produto foi fabricado ou embalado num lugar onde o trigo também é processado.
Se a exposição não ocorrer acidentalmente, os sintomas podem ser controlados com anti-histamínicos ou corticosteroides. A adrenalina é a única droga que pode reverter a anafilaxia, que pode surgir depois de apenas alguns segundos de exposição ao trigo. Quando isto ocorre, o corpo liberta uma massa de produtos químicos que pode causar a constrição das vias aéreas, uma queda acentuada na pressão sanguínea e choque.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL