sexta-feira, 30 de junho de 2017

Siringomielia

Siringomielia é um distúrbio no qual se forma um cisto na medula espinhal. Este cisto expande-se e alonga ao longo do tempo, motivando a destruição de uma porção da medula espinal a partir do seu centro para fora. Como este cisto se alarga, ele comprime e fere fibras nervosas que carregam informações do cérebro para as extremidades. Muitas vezes, os danos na medula espinhal podem levar a fraqueza progressiva nos braços e pernas, rigidez nas costas, ombros, braços ou pernas, e dor severa e crônica. Outros sintomas podem incluir dores de cabeça, uma perda da capacidade de sentir extremos de calor ou frio (especialmente nas mãos), e perdas da função da bexiga e de outras funções. Cada indivíduo experimenta uma combinação diferente de sintomas, dependendo de onde (na medula espinhal) as formas de cisto se localizam e até onde se estendem. Sinais da doença tendem a desenvolver-se lentamente, apesar do início súbito poder ocorrer com tosse ou esforço.
Muitos distúrbios compartilham os primeiros sintomas de siringomielia, que também podem ocorrer em associação com outras condições.

Causas de siringomielia

A substância aquosa de proteção conhecida como líquido cefalorraquidiano, normalmente flui ao redor da medula espinhal e do cérebro, transportando nutrientes e produtos residuais. Estas substâncias também atuam como uma almofada para proteger o cérebro e a medula espinhal. No início do desenvolvimento, este líquido também preenche um pequeno canal que atravessa o centro da medula espinal, e em seguida, cai normalmente ao longo do tempo.
Um certo número de condições médicas podem causar uma obstrução do fluxo normal do liquido cefalorraquidiano, reorientando o excesso de fluido para dentro da medula espinhal e do canal central. Este liquido redireccionado acumula-se no interior do tecido da medula espinhal e forma um cisto cheio de fluido. As diferenças de pressão ao longo da coluna vertebral fazem com que o fluido se mova dentro do cisto e fora da medula espinhal. Os médicos acreditam que este movimento contínuo de fluido em torno da medula espinhal resulta em crescimento dos cistos e danos adicionais ao tecido da medula espinhal.

Sintomas de siringomielia

Geralmente, os sintomas desenvolvem-se lentamente ao longo do tempo. Se a sua condição for causada pela protrusão do tecido cerebral no seu canal espinhal, geralmente, os sintomas podem começar entre as idades de 25 e 40 anos.
Nalguns casos, tosse ou esforço podem desencadear sintomas de siringomielia, mas nem sempre provocam siringomielia.
Os seguintes sinais e sintomas precoces de siringomielia podem afetar a parte de trás do seu pescoço, ombros, braços e mãos:
  • Fraqueza muscular e perda de massa (atrofia)
  • A perda de reflexos
  • A perda de sensibilidade à dor e à temperatura

Tratamento pata siringomielia

O tratamento para seringomielia depende da gravidade e da progressão dos seus sinais e sintomas.
Se a siringomielia for descoberta através de um exame de ressonância magnética que é feita para outra condição qualquer, e se a siringomielia não estiver a causar sinais ou sintomas, o acompanhamento com ressonâncias magnéticas periódicas e exames neurológicos podem ser tudo o que se torna necessário. Em casos raros, um cisto pode resolver por conta própria, sem tratamento.

Cirurgia para siringomielia

Se a condição fizer com que os sinais e sintomas interfiram com a sua vida diária, ou se os sinais e os sintomas piorarem rapidamente, normalmente, o médico irá recomendar uma cirurgia.
O objetivo da cirurgia é remover a pressão dos locais dos cistos na sua medula espinhal e restaurar o fluxo normal de fluido cerebrospinal. O tipo de cirurgia de que você vai precisar depende da causa subjacente da siringomielia.
Vários tipos de opções de cirurgias estão disponíveis para reduzir a pressão sobre o cérebro e a medula espinhal. O objetivo da cirurgia é melhorar os seus sintomas e função do sistema nervoso.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL