segunda-feira, 26 de junho de 2017

Cotovelo de golfista

Você não precisa de jogar golfe para sofrer de cotovelo do golfista, mas esta é uma atividade que aumenta o risco desta condição dolorosa que afeta o interior da articulação do cotovelo.
Cotovelo de golfista também é conhecido como epicondilite medial e provoca dor e inflamação no local em que os tendões flexores do antebraço estão ligados à parte superior do braço. A dor situa-se sobre a colisão óssea no interior do cotovelo e pode irradiar ao longo do antebraço.

Causas de cotovelo de golfista

Geralmente, cotovelo de golfista é causado por uso excessivo dos músculos do antebraço que permitem rodar o braço e fletir o pulso. Flexão repetitiva, agarrar ou puxar podem causar pequenas lesões nos tendões perto de onde eles estão ligados ao osso.
Qualquer movimento repetitivo da mão, pulso ou antebraço pode levar a cotovelo de golfista. Esportes de risco incluem ténis, squash e outros esportes de raquete, bowling e críquete. As pessoas também podem obter esta condição ao usar ferramentas como chaves de fenda e martelos, ou ao promover trabalhos de jardinagem ou de pintura de casas.
Cotovelo de golfista está relacionado com o cotovelo de tenista, outro tipo de tendinite do cotovelo. Ao contrário de cotovelo do golfista, cotovelo de tenista afeta os tendões do lado de fora da articulação.

Sintomas de cotovelo de golfista

O principal sintoma do cotovelo de golfista é a dor que fica centrada perto do interior do cotovelo. Por vezes, a dor estende-se ao longo do antebraço interior. Uma pessoa estará em maior risco de contrair a condição quando dobra o seu braço para dentro ou flexiona o seu pulso em direção ao seu corpo. Na maioria dos casos, a dor torna-se progressivamente pior.

Tratamento para cotovelo de golfista

Como acontece com qualquer lesão de esforço, torna-se crucial começar o tratamento para o cotovelo de golfista rapidamente. Inicialmente, deve aplicar-se gelo (enrolado num pano para que ele não fique em contacto direto com a pele) no seu cotovelo por 15 a 20 minutos, três a quatro vezes por dia. Você vai precisar de descansar o cotovelo e evitar movimentos que agravem o problema. Você pode precisar de modificar a forma de realizar atividades diárias, mas pode beneficiar de uma tala ou correia para evitar puxar o tendão lesionado.
Provavelmente, o seu médico irá recomendar um anti-inflamatório não-esteróide, como o ibuprofeno, para reduzir a dor e inchaço. Estes medicamentos também estão disponíveis sem necessidade de receita médica. Estes estão disponíveis em formas de comprimido, creme e gel.
Se os sintomas forem problemáticos, você também poderá receber uma injecção de um corticosteróide, geralmente misturado com um anestésico local, na área da inflamação. Isto pode aliviar a dor e inchaço a curto prazo, mas, no entanto, a eficácia deste tratamento nem sempre é boa.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL