quarta-feira, 17 de maio de 2017

Pênfigo

O grupo de doenças da pele que causam raras bolhas na pele ou nas membranas mucosas, tais como na boca ou nos órgãos genitais é chamado pênfigo, que geralmente ocorre em pessoas de meia-idade ou mais velhas. Esta condição parece ser mais provável de ocorrer em pessoas do Médio Oriente ou de ascendência judaica, embora afete todas as raças e culturas. Pênfigo, quando é considerado uma condição crônica, é melhor controlado quando ocorre de forma menos generalizada e através de tratamento que pode incluir medicamentos ou tratamentos semelhantes àqueles que são usados para queimaduras graves.

Causas de pênfigo

Pênfigo é uma desordem auto-imune, não sendo uma condição contagiosa. Na maioria dos casos, não se sabe o que desencadeia a doença.
Normalmente, o sistema imunológico ataca invasores estranhos, como vírus e bactérias nocivas. Mas no caos de pênfigo, o sistema imunológico produz erroneamente anticorpos que atacam as células saudáveis na sua pele e membranas mucosas.
Raramente, pênfigo desenvolve-se como um efeito colateral de medicamentos, tais como certas drogas para a pressão sanguínea. Normalmente, este tipo de pênfigo desaparece quando o medicamento é interrompido.

Sintomas de pênfigo

Pênfigo é caracterizado por bolhas na pele e nas mucosas. As bolhas rompem-se facilmente, deixando feridas abertas, que podem drenar e ficar infetadas.
Os sinais e sintomas dos dois tipos principais de pênfigo são:
  • Pênfigo vulgar. Este tipo de pêfigo, geralmente começa com bolhas na boca e, em seguida na pele ou nas membranas mucosas genitais. Geralmente, as bolhas são dolorosas mas não motivam coceira. Bolhas na boca ou garganta podem tornar difícil de engolir e comer.
  • Pênfigo foliáceo. Este tipo de pênfigo, geralmente não afeta as membranas mucosas e as bolhas tendem a não ser dolorosas. Esta condição pode afetar qualquer pele, mas a maioria das bolhas ocorrem no peito, costas e ombros. As bolhas motivam uma pele dura e causam coceira.

Diagnóstico de pênfigo

As bolhas ocorrem com um certo número de condições, por isso, pênfigo pode ser difícil de diagnosticar. O seu médico irá pedir-lhe uma história médica completa e examinar a sua pele e boca. Além disso, ele pode:
  • Verificar se existe descamação da pele. O seu médico irá esfregar levemente um pedaço de pele normal perto da área das bolhas com um cotonete ou com o dedo. Se você tiver pênfigo, as camadas superiores da pele são susceptíveis de distorcer-se.
  • Promover uma biópsia da pele. Neste teste, um pedaço de tecido a partir de uma bolha é removido e examinado sob um microscópio.
  • Solicitar exames de sangue. O objetivo destes testes é detetar e identificar anticorpos no seu sangue conhecidos como desmogleínas. Estes anticorpos são muitas vezes elevados quando pênfigo é diagnosticado pela primeira vez. Normalmente, os níveis destes anticorpos descem quando os sintomas melhoram.
  • Pedir um exame de endoscopia. Se você tiver pênfigo vulgar, o seu médico pode ter de o submeter a endoscopia para verificar se existem feridas na garganta. Este procedimento envolve a inserção de um tubo flexível (endoscópio) para baixo através da sua garganta.

Tratamento para pênfigo

Geralmente, o tratamento começa com medicamentos que se destinam a reduzir os sinais e sintomas e a prevenir complicações. Em geral, o tratamento é mais eficaz quando começa mais cedo. O tratamento também pode envolver um internamento hospitalar. Pênfigo pode motivar risco de vida.

Medicamentos para pênfigo

A prescrição de alguns medicamentos pode ser utilizada isoladamente ou em combinação, dependendo do tipo e da gravidade do pênfigo:
  • Corticosteróides. Para as pessoas com doença leve, creme de corticosteróide pode ser suficiente para controlar a condição. Para outras, a base do tratamento são corticosteróides, como a prednisona em pílulas. O uso de corticosteróides por um longo tempo ou em doses elevadas pode causar efeitos secundários graves, incluindo o aumento de açúcar no sangue, perda óssea, um aumento do risco de infecção, catarata, glaucoma e uma redistribuição da gordura corporal, levando a um rosto redondo (cara de lua).
  • Imunossupressores. Medicamentos como a azatioprina (Imuran) ou micofenolato de mofetil (CellCept) podem ajudar a impedir o seu sistema imunitário de atacar o tecido saudável. Estes podem ter efeitos secundários graves, incluindo um risco aumentado de infecção.
  • As terapias biológicas. O seu médico pode sugerir uma droga chamada rituximab (Rituxan) se outros medicamentos não estiverem a ajudar ou forem difíceis de tolerar, no seu caso em concreto. Esta droga é administrada como uma injecção. Ela tem como alvo as células brancas do sangue, responsáveis pela produção dos anticorpos pênfigo.
  • Antibióticos, antivirais e antifúngicos. Estes podem ser utilizados para controlar ou prevenir infecções.
  • Outros medicamentos. Outras drogas que alteram o sistema imunitário podem ser eficazes. Estes incluem dapsona e imunoglobulina intravenosa.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL