sexta-feira, 12 de maio de 2017

Hiperlipidemia

Hiperlipidemia refere-se ao excesso de substâncias gordas ou lípidos no sangue. A hiperlipidemia pode ser dividida em duas categorias, hipercolesterolemia, que é o excesso de colesterol no sangue, e hipertrigliceridemia, o qual é o excesso de triglicerídeos no sangue. A hiperlipidemia também é referida como hiperlipoproteinemia como resultado da viagem de lípidos na corrente sanguínea em combinação com proteínas. Os lípidos são os complexos de gordura-proteína que podem ser tanto de lipoproteínas de baixa densidade (LDL) como lipoproteínas de alta densidade (HDL). Estes diferentes tipos de lipoproteínas têm um impacto diferente sobre a saúde geral do coração. Um maior nível de colesterol LDL leva à obstrução das artérias, o que causa susceptíbilidade a um ataque cardíaco. Pelo contrário, um nível baixo de HDL aumenta a susceptibilidade para doenças coronárias. Como tal, o colesterol LDL é referido como o mau colesterol, enquanto que o colesterol HDL é referido como o bom colesterol.

Sintomas de hiperlipidemia

Hiperlipidemia não motiva sintomas muito proeminentes e específicos, e, como tal, é geralmente diagnosticado durante um exame médico para as doenças coronárias. Hiperlipidemia leva à deposição de colesterol (ou xantomas) sob a pele. Isto também leva a numerosas lesões semelhantes a espinhas através da pele. Outro dos principais sintomas de hiperlipidemia é a inflamação do pâncreas, medicamente designada por pancreatite.

Diagnóstico para hiperlipidemia

Um exame de sangue que analise os níveis de lipídeos é tradicionalmente realizado após uma noite de jejum.

Tratamento de hiperlipidemia

A hiperlipidemia pode ser tratada através da regulação do nível de colesterol no sangue. Promoção de uma dieta amiga do coração também é extremamente benéfico nesta condição. Não consuma alimentos que sejam ricos em colesterol, como carnes vermelhas e alimentos de origem animal, como queijo, ovos e leite integral. Além disso, deve incluir muitas verduras e frutas na sua dieta, já que esses alimentos têm teor de colesterol desprezível. Além disso, estes alimentos servem como alimentos de calorias negativas, reduzindo assim o teor total de LDL no corpo. Comer couve, pepino, cebola, rabanete, tomate, cenoura e alface também se torna útil, já que são pobres em colesterol e ricos em fibras. Certifique-se de beber muita água, já que a água dissolve o colesterol e as gorduras. Evidentemente, é necessário que se abstenha de consumo excessivo de álcool e nicotina.
Se você acha que pode estar a sofrer de hiperlipidemia, o melhor é consultar um cardiologista e receber o tratamento necessário.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL