domingo, 9 de abril de 2017

Tratamento para transtorno bipolar

Este artigo aborda apenas a forma de tratamento do transtorno bipolar. Se quiser conhecer as causas, sintomas, diagnóstico e prevenção de transtorno bipolar, consulte o artigo Transtorno bipolar.

Um psiquiatra qualificado será o melhor especialista para gerir o tratamento de distúrbios bipolares e afins. Você pode ter uma equipe de tratamento que também inclui um psicólogo, assistente social e enfermeiro psiquiátrico.
Dependendo das suas necessidades, o tratamento pode incluir:
  • Tratamento inicial. Muitas vezes, você precisará de começar a tomar medicamentos para equilibrar o seu humor imediatamente. Uma vez que os seus sintomas ficam sob controle, você vai trabalhar com o seu médico para encontrar o melhor tratamento a longo prazo.
  • Continuação do tratamento. O transtorno bipolar exige tratamento ao longo da vida, mesmo durante períodos em que você se possa sentir melhor. Tratamento de manutenção é usado para gerenciar o transtorno bipolar numa base de longo prazo. As pessoas que ignoram o tratamento de manutenção estão em alto risco de uma recaída de sintomas ou de serem sujeitas a alterações de humor menores que se podem transformar em mania ou depressão.
  • Programas de tratamento diário. O seu médico pode recomendar um programa de tratamento diário. Estes programas fornecem o apoio e aconselhamento de que você precisa enquanto começa a manter os sintomas sob controle.
  • Tratamento de abuso de substâncias. Se você tiver problemas com álcool ou drogas, você também precisará de tratamento para abuso de substâncias. Caso contrário, pode ser muito difícil de lidar com o transtorno bipolar.
  • Hospitalização. O seu médico pode recomendar hospitalização se você estiver com comportamentos perigosos, se você se sentir suicida ou se você desapegar da realidade (psicótico). Receber tratamento psiquiátrico num hospital pode ajudar a mantê-lo calmo e seguro e a estabilizar o seu humor, se você estiver  com um episódio maníaco ou depressivo maior.
Os principais tratamentos para o transtorno bipolar incluem medicamentos e aconselhamento psicológico (psicoterapia), e podem incluir educação e grupos de apoio.

Medicamentos para transtorno bipolar

Uma série de medicamentos são utilizados para tratar o transtorno bipolar. Os tipos e doses de medicamentos prescritos são baseados nos seus sintomas em particular.
Os medicamentos podem incluir:
  • Estabilizadores do humor. Se você tiver transtorno bipolar I ou II, normalmente, você precisará de medicação estabilizadora do humor para controlar episódios maníacos ou hipomaníacos. Exemplos de estabilizadores do humor incluem lítio (Lithobid), ácido valpróico (Depakene), divalproex sódico (Depakote), carbamazepina (Tegretol, Equetro, outros) e lamotrigina (Lamictal).
  • Antipsicóticos. Se os sintomas de depressão ou mania persistirem apesar do tratamento com outros medicamentos, adicionar um medicamento antipsicótico como a olanzapina (Zyprexa), risperidona (Risperdal), quetiapina (Seroquel), aripiprazol (Abilify), ziprasidona (Geodon), lurasidona (Latuda) ou asenapina (Saphris) podem ajudar. O seu médico pode prescrever alguns destes medicamentos individualmente ou em conjunto com um estabilizador de humor.
  • Antidepressivos. O seu médico pode adicionar um antidepressivo para ajudar a controlar a depressão. Porque, por vezes, um antidepressivo pode desencadear um episódio maníaco, geralmente é prescrito em conjunto com um estabilizador de humor ou antipsicótico.
  • Antidepressivo-antipsicótico. A medicação Symbyax combina o antidepressivo fluoxetina e a antipsicótica olanzapina. Ele funciona como um tratamento de depressão e um estabilizador de humor. Symbyax é aprovado pela Food and Drug Administration (USA) especificamente para o tratamento de episódios depressivos associados com transtorno bipolar I.
  • Medicamentos anti-ansiedade. As benzodiazepinas podem ajudar na ansiedade e na melhoria do sono. Geralmente, benzodiazepinas são utilizadas para aliviar a ansiedade apenas num curto prazo.

Efeitos colaterais dos medicamentos para transtorno bipolar

Fale com o seu médico ou profissional de saúde mental sobre os efeitos secundários. Se os efeitos colaterais parecerem intoleráveis, você pode ser tentado a parar de tomar o seu medicamento ou reduzir a sua dose por conta própria. Não faça isso. Você pode experimentar efeitos de abstinência ou os seus sintomas podem retornar.
Muitas vezes, os efeitos colaterais podem melhorar quando você encontrar os medicamentos e doses certas que funcionam no seu caso em particular, e quando o seu corpo se ajusta aos medicamentos.

Encontrar a medicação certa para transtorno bipolar

Encontrar o medicamento ou medicamentos certos para você, provavelmente vai passar por uma fase de teste e erro. Se um não funciona bem para você, existem vários outros para tentar.
Este processo requer paciência, já que alguns medicamentos precisam de semanas a meses para ter pleno efeito. Geralmente, apenas um medicamento é alterado de cada vez, para que o seu médico possa identificar quais os medicamentos que funcionam para aliviar os sintomas, com os efeitos secundários menos incômodos. Os medicamentos também podem precisar de ser ajustados à medida que os seus sintomas mudam.

Medicamentos e gravidez

Alguns medicamentos utilizados para o transtorno bipolar podem ser associados com defeitos de nascimento. Discuta estas questões com o seu médico:
  • Opções de controle de natalidade, como medicamentos de controle de natalidade, podem perder eficácia quando tomados em conjunto com certos medicamentos para transtorno bipolar
  • Opções de tratamento se você planejar engravidar
  • Aleitamento materno, já que alguns medicamentos podem passar através do leite materno para o seu bebê

Psicoterapia para transtorno bipolar

Psicoterapia é uma parte vital do tratamento de transtorno bipolar, que pode ser fornecida em configurações individuais, familiares ou de grupo. Vários tipos de terapia podem ser úteis. Estes incluem:
  • Terapia cognitiva comportamental. O foco da terapia cognitivo-comportamental é identificar crenças e comportamentos negativos e insalubres e substituí-los por outros saudáveis e positivos. Esta terapia pode ajudar a identificar o que aciona os seus episódios bipolares. Você também aprenderá estratégias eficazes para gerenciar o estresse e lidar com situações perturbadoras.
  • Psicoeducação. Aconselhamento para ajudá-lo a aprender mais sobre o transtorno bipolar (psicoeducação) pode ajudá-lo a você e aos seus entes queridos a entenderem o transtorno bipolar. Saber o que está a acontecer pode ajudá-lo a obter o melhor suporte e tratamento, e ajudar você e os seus entes queridos a reconhecer sinais de alerta de mudanças de humor.
  • Terapia de ritmo interpessoal e social. Esta terapia centra-se na estabilização de ritmos diários, tais como sono, vigília e hora das refeições. Uma rotina consistente permite um melhor gerenciamento do humor. Pessoas com transtorno bipolar podem beneficiar do estabelecimento de uma rotina diária para dormir, comer e promover exercício.
  • Outras terapias. Outras terapias foram estudadas com alguma evidência de sucesso. 
Pergunte ao seu médico se outras opções podem ser apropriadas para você.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL