sexta-feira, 7 de abril de 2017

Transtorno bipolar

O transtorno bipolar, anteriormente chamado de depressão maníaca, causa oscilações de humor extremas que incluem altos (mania ou hipomania) e baixos (depressão) comportamentos emocionais. Quando você se encontra deprimido, você pode sentir-se triste ou sem esperança e perder o interesse ou prazer na maioria das atividades. Quando o seu humor mudar na outra direção, você pode sentir-se eufórico e cheio de energia. Mudanças de humor podem ocorrer apenas algumas vezes por ano ou várias vezes por semana.
Embora o transtorno bipolar seja uma condição disruptiva, a longo prazo, você pode manter os seus humores sob controle, seguindo um plano de tratamento. Na maioria dos casos, o transtorno bipolar pode ser controlado com medicamentos e aconselhamento psicológico (psicoterapia).

Causas de transtorno bipolar

A causa exata do transtorno bipolar é desconhecida, mas vários fatores podem estar envolvidos, tais como:
  • Diferenças biológicas. As pessoas com transtorno bipolar parecem ter alterações físicas nos seus cérebros. A importância destas mudanças ainda é incerta, mas pode eventualmente ajudar a identificar as causas.
  • Neurotransmissores. Um desequilíbrio em substâncias químicas do cérebro que ocorrem naturalmente chamadas neurotransmissores parece desempenhar um papel significativo no transtorno bipolar e noutros transtornos de humor.
  • Traços herdados. Transtorno bipolar é mais comum em pessoas que têm um parente de primeiro grau, como um irmão ou pai, com a condição. Pesquisadores estão a tentar encontrar genes que possam estar envolvidos na causa do transtorno bipolar.

Sintomas de transtorno bipolar

Existem vários tipos de distúrbios bipolares. Associados a cada tipo, os sintomas exatos de transtorno bipolar podem variar de pessoa para pessoa. Transtorno bipolar I e II também têm características específicas adicionais que podem ser adicionadas a um diagnóstico, tendo por base os seus sinais e sintomas particulares.
O Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5), publicado pela American Psychiatric Association, listou os critérios para diagnóstico de transtornos bipolares e outras condições semelhantes, sendo um manual usado por provedores de saúde mental para diagnosticar as condições mentais.
Atendendo a que existe muita informação sobre os diversos sintomas associados ao transtorno bipolar, elaborámos um artigo específico sobre Sintomas de transtorno bipolar.

Diagnóstico de transtorno bipolar

Quando os médicos suspeitam que alguém tem transtorno bipolar, normalmente, eles promovem uma série de testes e exames. Estes podem ajudar a excluir outros problemas, identificar um diagnóstico e verificar se existem complicações relacionadas. Estes testes e exames podem incluir:
  • Exame físico. Um exame físico e testes de laboratório podem ser feitos para ajudar a identificar quaisquer problemas médicos que possam estar a causar os seus sintomas.
  • Avaliação psicológica. O médico ou provedor de saúde mental irá falar com você sobre os seus pensamentos, sentimentos e padrões de comportamento. Você também pode preencher uma auto-avaliação psicológica ou um questionário. Com a sua permissão, membros da família ou amigos próximos podem ser solicitados a fornecer informações sobre os seus sintomas e possíveis episódios de mania ou depressão.
  • Mapa do humor. Para identificar exatamente o que está a acontecer, o seu médico pode pedir para você manter um registro diário dos seus humores, padrões de sono ou outros fatores que possam ajudar com o diagnóstico, e para permitir encontrar o tratamento certo.
  • Sinais e sintomas. Normalmente, o médico ou profissional de saúde mental irá comparar os seus sintomas de transtornos bipolares e de outras condições relacionadas com os critérios definidos no Manual Estatístico de Transtornos Mentais, para determinar um diagnóstico.

Tratamento para transtorno bipolar

Os principais tratamentos para o transtorno bipolar incluem medicamentos e aconselhamento psicológico (psicoterapia), mas também podem incluir educação e grupos de apoio. Atendendo a que existe muita informação sobre a forma de tratar o transtorno bipolar, elaborámos um artigo específico sobre as formas de tratamento de transtorno bipolar.


Prevenção de transtorno bipolar

Não existe nenhuma maneira certa de prevenir o transtorno bipolar. Entretanto, começar o tratamento ao primeiro sinal de uma desordem mental pode ajudar a impedir que o transtorno bipolar ou outras circunstâncias de saúde mental possam piorar.
Se você foi diagnosticado com transtorno bipolar, algumas estratégias podem ajudar a evitar que os sintomas menores se tornem episódios de mania ou depressão:
  • Preste atenção aos sinais de aviso. Resolver os sintomas no início pode evitar que os episódios possam piorar. Você e os seus cuidadores de saúde podem ter identificado um padrão para os seus episódios bipolares e o que os aciona. Consulte o seu médico se você sentir que está caindo num episódio de depressão ou mania. Envolva os membros da família ou amigos na observação de sinais de alerta.
  • Evite drogas e álcool. Usar álcool ou drogas pode piorar os seus sintomas e torná-los mais propensos a voltar.
  • Tome os seus medicamentos exatamente conforme indicado. Você pode ser tentado a parar o tratamento, mas não o faça. Isto pode ter consequências imediatas, já que você pode ficar muito deprimido, sentir-se suicida, ou entrar num episódio maníaco ou hipomaníaco. Se você achar que precisa de fazer uma mudança, consulte o seu médico.
  • Verifique primeiro antes de tomar outros medicamentos. Consulte o seu médico antes de tomar medicamentos prescritos por outro médico ou qualquer suplemento ou medicamento de venda livre. Por vezes, outros medicamentos desencadeiam episódios de transtorno bipolar ou podem interferir com medicamentos que você já está a tomar para tratar o transtorno bipolar.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL