sexta-feira, 7 de abril de 2017

Diarreia do viajante

A diarreia do viajante é uma infecção do intestino que afeta cerca de 50% das pessoas que visitam o mundo em desenvolvimento e ocorre devido a ingestão de alimentos ou bebidas contaminadas.
A diarreia do viajante é normalmente causada por uma bactéria (mais comumente E. coli), mas também pode ser causada por vírus ou parasitas. Geralmente, a diarreia não é grave e desaparece sem tratamento. No entanto, quando a diarreia é muito aguada e ocorre, muitas vezes, pode ocorrer desidratação. A desidratação é o maior perigo da diarreia do viajante.

Sintomas de diarreia do viajante

A maioria dos episódios de diarreia do viajante ocorrem na primeira ou segunda semana da viagem. Os sintomas variam de acordo com o organismo que motiva o problema, mas a maioria das pessoas sofre de diarreia, assim como de fadiga, diminuição do apetite e cólicas abdominais. Náuseas e vômitos também podem ocorrer. Normalmente não existe sangue nas fezes.

Diagnóstico de diarreia do viajante

As pessoas sabem que têm diarreia do viajante tendo por base os seus sintomas. Se os sintomas durarem mais do que cinco dias ou se desenvolver-se febre ou dor abdominal, os pacientes devem consultar um médico. O seu sangue e fezes podem ser testados para procurar evidência de infecção. Nalguns casos, um médico pode ser capaz de identificar o organismo infeccioso, o que pode levar a um tratamento específico.


Tratamento para diarreia do viajante

A desidratação é o maior perigo da diarreia do viajante, pelo que a substituição de fluidos é extremamente importante. Se tiver diarreia ligeira, beba caldo de carne e suco de frutas ou bebidas desportivas diluídas. Use alternadamente bebidas doces e salgadas (tais como suco de tomate e suco de fruta) para substituir os eletrólitos do seu corpo. Eletrólitos são as partículas que formam o sal. Os electrólitos, tais como sódio, potássio, cloreto, cálcio e magnésio, desempenham um papel crucial em muitas funções das células do seu corpo.
Se tiver diarreia grave (mais de cinco fezes não formadas por dia), você deve beber uma formulação especial chamada "solução de reidratação oral" para substituir os eletrólitos que você está a perder. Farmácias na maioria dos países têm estes produtos, que podem ser misturados com água potável. Você também pode fazer a sua própria solução, adicionando uma meia colher de chá de sal, meia colher de chá de bicarbonato de sódio e 4 colheres de sopa de açúcar para 1 litro de água limpa.
Tenha em mente que suco de frutas, caldo de carne e bebidas esportivas não contêm a concentração correta de eletrólitos para esta finalidade.
Na maioria dos casos, a diarreia termina no prazo de três a cinco dias sem tratamento antibiótico. No entanto, é uma boa idéia obter uma prescrição do seu médico, e trazer a medicação antibiótica com você no caso de vir a precisar dela. Você deve tomar antibióticos se desenvolver sintomas moderados ou graves, como febre, mais de quatro episódios de diarreia por dia, ou sangue ou muco nas fezes. Se você desenvolver sintomas mais leves, você também pode querer tomar antibióticos, já que, normalmente, a diarreia vai melhorar dentro depois de um dia de tratamento.
Medicamentos como loperamida (Imodium) ou difenoxilato (Lomotil) podem ajudar a diminuir a frequência das evacuações, mas eles não podem evitar a diarreia e não o livram da infecção.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL