quinta-feira, 13 de abril de 2017

Diabetes tipo 2 - Causas, sintomas e tratamento

Diabetes tipo 2 é uma condição crônica que afeta a forma como o corpo metaboliza o açúcar (glicose), importante fonte de combustível do corpo humano.
Com diabetes tipo 2, o corpo resiste aos efeitos da insulina (um hormônio que regula a circulação do açúcar nas suas células) ou não produz insulina suficiente para manter um nível normal de glicose.
Mais comum em adultos, o diabetes tipo 2 afeta cada vez mais crianças, já que a obesidade infantil está a aumentar. Não existe cura para o diabetes tipo 2, mas você pode ser capaz de gerir a condição através de uma alimentação adequada, implementação de exercícios e manutenção de um peso saudável. Se a dieta e o exercício não forem suficientes para gerir bem o açúcar no sangue, você também pode precisar de medicamentos para diabetes ou de terapia com insulina.

Causas de diabetes tipo 2

Esta condição desenvolve-se quando o corpo se torna resistente à insulina ou quando o pâncreas deixa de produzir insulina suficiente. Não se sabe exatamente porque é que isso acontece, embora fatores genéticos e ambientais, tais como o excesso de peso e inatividade, parecem ser fatores contribuintes.

Sintomas de diabetes tipo 2

Muitas vezes, os sinais e sintomas associados a esta condição desenvolvem-se lentamente. Na verdade, você pode ter diabetes tipo 2 durante anos e não saber disso. Os sinais e sintomas deste tipo de diabetes podem incluir:
  • Aumento da sede e micção frequente. Excesso de açúcar acumulado na sua corrente sanguínea faz com que o fluido possa ser extraído a partir dos tecidos. Isto pode deixar você com sede. Como resultado, você pode beber (e urinar) mais do que o habitual.
  • Aumento da fome. Sem insulina suficiente para mover o açúcar nas suas células, os seus músculos e órgãos ficam esgotados de energia. Isto provoca fome intensa.
  • Perda de peso. Apesar de comer mais do que o habitual para aliviar a fome, você pode perder peso. Sem a capacidade de metabolizar a glicose, o corpo utiliza combustíveis alternativos armazenados no músculo e gordura. Calorias são perdidas quando o excesso de glicose é liberado na urina.
  • Fadiga. Se as células forem privadas de açúcar, você pode tornar-se cansado e irritado.
  • Visão embaçada. Se o açúcar no sangue for muito alto, o fluido pode ser retirado das lentes dos seus olhos, o que pode afetar a sua capacidade de foco.
  • Feridas ou infecções frequentes com cura lenta. O diabetes tipo 2 afeta a sua capacidade de curar e resistir a infecções.
  • Áreas de pele escura. Algumas pessoas com diabetes tipo 2 têm manchas escuras, pele aveludada nas dobras e vincos no seu corpo, normalmente nas axilas e pescoço. Esta condição, chamada acantose nigricans, pode ser um sinal de resistência à insulina.

Diagnóstico de diabetes tipo 2

Essencialmente, todos os tipos de diabetes são diagnosticados tendo por base a medição de níveis de açúcar no sangue. Atendendo a que existem vários critérios associados à medição de açúcar no sangue, em função do tipo de condição e dos vários fatores que podem motivar a sua ocorrência, elaborámos um artigo específico sobre esta matéria, que tem como nome Diagnóstico de diabetes.
Alguns especialistas recomendam a triagem de rotina para diabetes tipo 2 com início aos 45 anos, especialmente se você tiver sobrepeso. Se os resultados forem normais, você deverá repetir o teste a cada três anos. Se os resultados se situarem nos limites superiores, pergunte ao seu médico quando deve voltar a ser sujeito a outro teste.
Exames de imagem também são recomendados para pessoas que têm menos de 45 anos e excesso de peso, ou se existirem outras doenças cardíacas ou fatores de risco presentes, como o sedentarismo, história familiar de diabetes tipo 2, uma história pessoal de diabetes gestacional ou pressão arterial acima de 140 / 90 milímetros de mercúrio (mm Hg).
Se você for diagnosticado com diabetes, o médico pode promover outros testes para distinguir entre diabetes tipo 1 e tipo 2, uma vez que muitas vezes, as duas condições exigem tratamentos diferentes.


Após o diagnóstico de diabetes tipo 2

Os níveis de açúcar no sangue precisam de ser verificados entre duas e quatro vezes por ano. O seu objetivo de presença de açúcar no sangue pode variar, dependendo da sua idade e de outros fatores. Pergunte ao seu médico qual deve ser o seu alvo.
Um nível elevado de açúcar no sangue pode sinalizar a necessidade de uma mudança na sua medicação, plano de refeições ou nível de atividade.
O seu médico poderá colher amostras de sangue e urina periodicamente para verificar os níveis de colesterol, função da tireoide, função hepática e renal. O médico também irá avaliar a sua pressão arterial. Exames oftalmológicos e exames regulares aos pés também são importantes.

Tratamento para diabetes tipo 2

Dependendo do tipo de diabetes que você tem, o monitoramento de açúcar no sangue e o uso de insulina e de medicamentos orais podem ser muito importantes no seu tratamento. A implementação de uma dieta saudável, manutenção de um peso saudável e participação em atividades físicas regulares também se tornam fatores importantes no controle de diabetes.
Atendendo a que existe muita informação relativa à forma de tratar e possível reversão de diabetes do tipo 2, promovemos um artigo específico sobre esta matéria, que tem como nome Tratamento para diabetes tipo 2.
Este artigo engloba:
  • Alimentação saudável
  • Atividade física
  • Monitorar o açúcar no sangue
  • Medicamentos para diabetes e terapia com insulina
  • Cirurgia bariatrica
  • Tratamento para mulheres grávidas

Estilo de vida e remédios caseiros para diabetes tipo 2

A gestão cuidadosa de diabetes tipo 2 pode reduzir o risco de sérias (mesmo com risco de vida) complicações. Considere estas dicas:
  • Comprometa-se a gerir o diabetes. Saiba tudo o que puder sobre o diabetes tipo 2. Faça uma alimentação saudável e promova atividade física como parte da sua rotina diária. Estabeleça uma relação com um educador de diabetes, e peça à sua equipe de tratamento para o ajudar, quando você precisar.
  • Agende um exame físico anual e exames oftalmológicos regulares. Os seus exames regulares para a diabetes não são destinados a substituir exames médicos regulares ou exames oftalmológicos de rotina. Durante um exame físico, o médico irá procurar por quaisquer complicações relacionadas com o diabetes, bem como outros problemas médicos. O seu oftalmologista irá verificar se existem sinais de danos na retina, catarata ou glaucoma.
  • Identifique-se. Use um colar ou pulseira que diga que você tem diabetes.
  • Mantenha as suas imunizações em dia. Açúcar elevado no sangue pode enfraquecer o sistema imunológico. Obtenha uma vacina contra a gripe todos os anos, e provavelmente, o seu médico também irá recomendar a vacina pneumonia.
  • Cuide dos seus dentes. Diabetes pode deixá-lo propenso a infecções mais graves na gengiva. Escove os dentes pelo menos duas vezes por dia, use fio dental nos dentes uma vez por dia e agende exames dentários regulares. Consulte o seu dentista imediatamente se as suas gengivas sangrarem ou parecerem vermelhas ou inchadas.
  • Preste atenção aos seus pés. Lave os seus pés diariamente com água morna. Seque-os com cuidado, especialmente entre os dedos, e hidrate com loção. Verifique os seus pés todos os dias para procurar por bolhas, cortes, feridas, vermelhidão e inchaço. Consulte o seu médico se tiver um problema como uma ferida no pé que não cura.
  • Mantenha a sua pressão arterial e colesterol sob controle. A ingestão de alimentos saudáveis e exercício regular podem necessitar de um longo caminho para controlar a pressão arterial e colesterol elevados.
  • Se você fuma ou usa outros tipos de tabaco, peça ao seu médico para ajudá-lo a deixar de fumar. Fumar aumenta o risco de várias complicações associadas a diabetes. Fale com o seu médico sobre maneiras de parar de fumar ou parar de usar outros tipos de tabaco.
  • Se você beber álcool, faça-o de forma responsável. O álcool pode causar açúcar no sangue alto ou baixo, dependendo de quanto você bebe e do facto de você comer ou não, ao mesmo tempo. Se você optar por beber, faça-o com moderação e sempre com uma refeição. A recomendação é que não beba mais do que uma bebida por dia no caso de mulheres, e não mais do que duas bebidas por dia para homens com 65 anos ou mais jovens, e uma bebida por dia para homens com mais de 65. Se você estiver a receber insulina ou outros medicamentos que baixam o açúcar no sangue, verifique o seu açúcar no sangue antes de ir dormir, para se certificar de que você mantêm um nível seguro.

Prevenção de diabetes tipo 2

Estilo de vida saudável pode ajudar a prevenir este tipo de diabetes. Mesmo que você tenha casos de diabetes na sua família, uma dieta adequada e a promoção de exercício podem ajudar a prevenir a doença. Se você já recebeu um diagnóstico de diabetes, você pode usar um estilo de vida saudável para ajudar a prevenir complicações. E se você tiver pré-diabetes, mudanças no seu estilo de vida podem retardar ou parar a progressão da pré-diabetes para diabetes. Considere:
  • Comer alimentos saudáveis. Escolha alimentos com teores mais baixos de gorduras e calorias, e mais ricos em fibra. Concentre-se em frutas, legumes e grãos integrais.
  • Obtenha atividade física. Aponte para um mínimo de 30 minutos de atividade física moderada por dia. Dê uma rápida caminhada diária. Ande de bicicleta. Nade. Se você não poder manter um treino longo, distribua-o por sessões de cerca de 10 minutos ao longo do dia.
  • Perca peso adicional. Se você estiver com sobrepeso, perder 7 por cento do seu peso corporal pode reduzir o risco de diabetes. Para manter o seu peso numa escala saudável, foque-se em mudanças permanentes nos seus hábitos alimentares e na implementação de exercício. Motive-se ao lembrar de todos os benefícios da perda de peso, tais como um coração mais saudável, mais energia e melhoria da auto-estima.
  • Por vezes, a medicação também se torna uma opção. Uma medicação pode reduzir o risco de diabetes tipo 2, mas as escolhas de estilo de vida saudáveis continuam a ser essenciais.
Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL