sábado, 18 de março de 2017

Sutura - O que é para que se usa a sutura

Sutura para que serve como preparar como se faz riscos
Sutura, comumente chamada de pontos, são fios cirúrgicos estéreis que são utilizados para lacerações. Eles também são utilizados para fechar as incisões duma cirurgia. Algumas feridas (devido trauma ou decorrentes de uma cirurgia) são fechadas com grampos de metal em vez de suturas.

Para que se usa a sutura

As suturas podem ser usadas para fechar feridas superficiais ou profundas. Para fechar uma ferida profunda, um médico pode precisar de costurar as duas bordas camada por camada, colocando e deixando algumas suturas sob a superfície da pele.
Existem dois tipos de suturas que são utilizadas para a reparação de feridas:
  • Suturas não absorvíveis são ideais para feridas de pele, porque elas fazem com que uma ferida fique mais imperceptível, ficando esteticamente mais atraente. Quando estas suturas são usadas em feridas da pele, elas são removidas da ferida depois desta ter cicatrizado. Na maioria das áreas de pele, leva cerca de sete dias para que ocorra uma ligação de tecido entre os dois bordos da ferida. Depois disso, os pontos podem ser removidos com segurança, e a ferida pode continuar a curar sem pontos no local. Se os pontos forem deixados na pele durante mais tempo do que o necessário, eles são mais propensos a deixar uma cicatriz permanente. Suturas não absorvíveis também são ideais para feridas internas que precisam de curar por um tempo prolongado. Dependendo do material de que as suturas são feitas, as suturas não absorvíveis podem ser permanentes ou deteriorar-se muito lentamente. Elas mantêm a sua força durante 300 dias ou mais. As suturas são feitas a partir de fibras naturais ou a partir de fios sintéticos, como o nylon, polipropileno, polietileno ou poliéster. No fim de uma cirurgia, estas suturas de longa duração são usadas para segurar em conjunto os tecidos internos fibrosos, uma vez que estes tecidos não têm muito fluxo de sangue e exigem muito tempo para curar completamente. Quando suturas não absorvíveis são usadas em tecidos profundos, elas são deixados no lugar permanentemente.
  • Camadas que curam rapidamente podem ser reparadas com suturas absorvíveis. Estas suturas são feitas a partir de materiais que podem dissolver-se gradualmente no interior do corpo, tais como as fibras que revestem intestinos de animais. Estas suturas são excepcionalmente fortes nos primeiros dias de cura, porque elas são feitas com várias fibras, o que as torna menos prováveis de quebrar. No entanto, elas perdem a maior parte da sua força até ao final das duas primeiras semanas de cicatrização. As suturas absorvíveis são ideais para reparar músculos, porque os músculos necessitam de suturas fortes quando estão a curar. Pontos absorvíveis não são removidos. O corpo absorve-os, geralmente dentro de cerca de 60 dias.

Preparação de sutura

Antes de suturar o seu corte, o médico precisa de saber:
  • Como é que o seu corte aconteceu – O corte foi feito por um pedaço de vidro, madeira ou metal que poderia ter quebrado dentro da ferida? A ferida foi contaminada pela sujeira, estrume ou saliva (animal ou humana)?
  • Quando o corte aconteceu - Se você esperou várias horas antes de procurar tratamento, então o risco de infecção é maior.
  • Se você é alérgico a algum tipo de anestésico ou antibiótico
  • Os seus medicamentos atuais - Você está a tomar qualquer medicamento que possa aumentar o sangramento ou retardar a cura?
  • A data aproximada da sua última vacina contra o tétano
Estas perguntas ajudarão o médico a saber se as suturas podem constituir um meio adequado para ajudar a sua ferida a cicatrizar. Algumas feridas contaminadas não devem ser fechadas com suturas, porque isso poderia evitar a drenagem de uma infecção. Algumas feridas que se mantiveram abertas por mais de seis horas, também não devem ser fechadas com suturas. Nestes casos, a ferida pode ser limpa, mantida aberta sob uma atadura e deixar-se curar lentamente a partir dos bordos exteriores para dentro.
O seu médico irá verificar se o seu sentido de tato é normal ao redor do corte. O médico também irá sentir o pulso e irá verificar se você pode mover os seus músculos normalmente perto do corte. Isto vai ajudar o médico a saber se os nervos, vasos sanguíneos importantes ou tendões foram cortados. Ocasionalmente, torna-se necessário verificar quão profundo é o corte através da inserção de um cotonete ou um instrumento de sondagem. O médico irá olhar para a ferida para verificar se existem pequenos pedaços de sujeira, vidro, metal ou outros detritos. Se necessário, o médico irá pedir um raio-X, que pode revelar fragmentos de vidro ou de metal na ferida.

Como se faz a sutura

Primeiramente, o médico irá anestesiar a área em torno do corte, utilizando uma agulha para injetar um anestésico local. Em seguida, gentilmente, ele irá cortará os pelos perto das bordas da ferida. Em seguida, irá liberar a ferida com soro fisiológico (uma solução de sal) e remover qualquer sujeira óbvia ou tecido morto.
Depois, a pele em torno da ferida pode ser passada com um líquido antibacteriano. Um pedaço de pano ou papel estéril podem ser colocados em redor da área do corte para protegê-lo de bactérias e de outros contaminantes, ao mesmo tempo que é reparado.
Se necessário, o médico irá primeiramente reparar as camadas mais profundas da ferida e, mais tarde, a superfície da pele. Para colocar pontos, o médico irá utilizar um instrumento que compreende uma agulha cirúrgica curvada, com rosca. Depois de passar a agulha e linha através do tecido, o médico vai puxar o fio apertado, dando um nó e cortando as pontas do fio com uma tesoura.
Normalmente, as feridas recentemente reparadas são revestidas com uma pomada antibiótica e cobertas com uma ligadura.
Se a sua última vacina anti-tetânica não estiver registada nos seus registos médicos e você não tiver a certeza de ter sido sujeito a uma vacina contra o tétano nos últimos cinco anos, a maioria dos médicos recomendam uma dose de reforço. Se tiverem decorrido mais de 10 anos desde a sua última vacina contra o tétano, então você precisa definitivamente de um reforço.


Acompanhamento após uma sutura

Uma vez que você chega a casa, se você tiver uma ferida recém-suturada num braço ou numa perna, você deve tentar manter a área lesada elevado acima do nível do seu coração durante a maior parte do primeiro dia da sua recuperação. Isto fará com que se torne menos provável que a ferida inche, podendo curar mais facilmente. Você também deve certificar-se de que o curativo permanece limpo e seco, especialmente durante as primeiras 24 a 48 horas.
Para lacerações na maioria das partes do corpo, os pontos podem ser removidos em cerca de sete dias. Para lacerações no rosto, os pontos podem ser removidos mais cedo (em três a cinco dias). Uma remoção precoce pode ajudar a minimizar uma cicatriz. Para lacerações de mais de uma articulação, o médico pode recomendar deixar pontos no local por até 14 dias, porque requer um tempo mais longo para uma ferida cicatrizar com força suficiente para resistir ao puxar repetido e alongamento que a pele sofre quando está próxima de uma articulação.

Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL