segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Sistema nervoso central

Sistema nervoso central para que serve o que é função

O que é o sistema nervoso central

O sistema nervoso central (SNC) é constituído pelo cérebro, medula espinhal e os nervos ópticos. O sistema nervoso central controla os processos de pensamento, guia o movimento e regista sensações por todo o corpo.
A medula espinhal é uma única estrutura contínua que vai desde o cérebro, através da base do crânio, para baixo, até à coluna vertebral. Nervos espinhais individuais emparelhados continuam até ao cóccix. Os nervos ópticos estão colocados no fundo dos olhos e transportam informação visual do olho para o cérebro.
Por vezes, lesões ou doenças que afetam o sistema nervoso central podem causar perda permanente da função e deficiência.

O sistema nervoso é uma complexa rede altamente especializada que organiza, explica e orienta interações entre você e o mundo ao seu redor. O sistema nervoso controla:
  • Visão, audição, paladar, olfato, e sensação.
  • Funções voluntárias e involuntárias, como o movimento, equilíbrio e coordenação. O sistema nervoso também regula nas ações da maioria dos outros sistemas do corpo, tais como o fluxo sanguíneo e pressão arterial.
  • A capacidade de pensar e raciocinar. O sistema nervoso permite que você se torne consciente e possa ter pensamentos, memórias e linguagem.

Sintomas de problemas associados ao sistema nervoso

Os sintomas de um problema no sistema nervoso dependem da área do sistema nervoso que está envolvida e do que está a causar o problema. Problemas no sistema nervoso podem ocorrer lentamente e causar uma perda gradual da função (degenerativa), mas também podem ocorrer de repente e causar problemas que ameaçam a vida (aguda). Os sintomas podem ser leves ou graves. Algumas graves condições, doenças e lesões que podem causar problemas no sistema nervoso incluem:
  • Problemas de fornecimento de sangue (transtornos vasculares).
  • Lesões (trauma), especialmente ferimentos na cabeça e na medula espinhal.
  • Problemas que estão presentes no nascimento (congênitos).
  • Problemas de saúde mental, tais como transtornos de ansiedade, depressão ou psicose.
  • Exposição a toxinas, tais como monóxido de carbono, arsênio, ou chumbo.
  • Problemas que causam uma perda gradual da função (degenerativa). Exemplos incluem mal de Parkinson,  esclerose múltipla, esclerose lateral amiotrófica (ELA), doença de Alzheimer, doença de Huntington e neuropatias periféricas.
  • Infecções. As infecções podem ocorrer no cérebro (encefalite ou abcessos), membrana que envolve o cérebro e medula espinhal (meningite).
  • O uso excessivo ou retirada de medicamentos prescritos e não prescritos, drogas ilegais ou álcool.
  • Um tumor cerebral.
  • Falha do sistema de um órgão. Exemplos incluem parada respiratória, insuficiência cardíaca, insuficiência hepática (encefalopatia hepática), falha do rim (uremia).
  • Outras condições. Alguns exemplos incluem disfunção da tireoide (hiperatividade ou disfunção da tireoide), açúcar elevado no sangue (diabetes) ou baixa quantidade de açúcar no sangue (hipoglicemia), problemas eletrólitos, deficiências nutricionais, tais como de vitamina B1 (tiamina) ou deficiência de vitamina B12 e a síndrome de Guillain-Barré.

Sintomas de problemas associados ao sistema nervoso

Um súbito (agudo) problema do sistema nervoso pode causar muitos sintomas diferentes, dependendo da área do sistema nervoso envolvida. Acidente vascular cerebral e ataque isquêmico transitório são exemplos comuns de problemas agudos, podendo detetar-se o aparecimento súbito de um ou mais sintomas, tais como:
  • Dormência, formigamento, fraqueza ou incapacidade de mover uma parte ou a totalidade de um lado do corpo (paralisia).
  • Penumbra, obscuridão, visão dupla ou perda de visão em um ou ambos os olhos.
  • Perda da fala, dificuldade para falar, ou dificuldade para compreender a fala.
  • Repentina dor de cabeça severa.
  • Tontura, instabilidade ou incapacidade de levantar ou andar, especialmente se outros sintomas estiverem presentes.
  • Confusão ou uma alteração no nível de consciência ou comportamento.
  • Náuseas ou vômitos.
Os ataques também podem causar mudanças bruscas na consciência, sensação, emoção ou pensamento. Movimentos corporais anormais, tais como contrações musculares, podem ou não estar presentes. A quantidade de vezes que os ataques ocorrem e a sua gravidade dependem da causa das convulsões e da área do cérebro envolvida.
A diabetes pode causar problemas com o equilíbrio, quer como resultado de neuropatia periférica ou de acidente vascular cerebral.
Vertigem e tontura são problemas de equilíbrio e coordenação. Vertigem é frequentemente causada por um medicamento ou um problema do ouvido interno ou do cérebro. Angústia emocional, desidratação, problemas de pressão arterial e outras doenças podem causar sentimentos de tontura.
A maioria das dores de cabeça não são causadas por graves problemas no sistema nervoso central. A dor que aparece com uma dor de cabeça pode variar de latejante a dor penetrante, como ocorre com uma enxaqueca, sendo uma dor que aparece e desaparece ao longo de vários dias. Dores de cabeça são geralmente causadas por problemas com os seios nasais, couro cabeludo ou músculos ou ao redor da cabeça.
Verifique os seus sintomas para decidir se e quando você deve consultar um médico.

Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL