sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

H. pylori - Causas e tratamento de H. pylori

infecção por H. pylori causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
A infecção por H. pylori ocorre quando um tipo de bactéria chamada Helicobacter pylori (H. pylori) infeta o estômago. Geralmente, isto acontece durante a infância. Uma causa comum de úlceras pépticas, a infecção por H. pylori, pode estar presente em mais de metade das pessoas em todo o mundo.
A maioria das pessoas não percebem que têm uma infecção por H. pylori, porque elas nunca ficam doentes. Se você desenvolver sinais e sintomas de uma úlcera péptica, provavelmente, o seu médico irá testá-lo para a infecção por H. pylori, porque ela pode ser tratada com antibióticos.

Causas de infecção por H. pylori

A forma exata de H. pylori infetar alguém ainda é desconhecida. A bactéria H. pylori pode ser transmitida de pessoa para pessoa através de contato direto com a saliva, vômito ou matéria fecal. H. pylori também pode ser transmitida através de alimentos ou água contaminados.

Sintomas de infecção por H. pylori

A maioria das pessoas com infecção por H. pylori nunca terá quaisquer sinais ou sintomas. Não está claro porque é que isto acontece, mas algumas pessoas podem nascer com maior resistência aos efeitos nocivos da H. pylori.
Quando os sinais ou sintomas ocorrem associados a uma infecção por H. pylori, podem incluir:

Diagnóstico de infecção por H. pylori

Testes e procedimentos utilizados para determinar se você tem uma infecção por H. pylori podem incluir:
  • Teste de sangue. A análise de uma amostra de sangue pode revelar evidências de uma infecção por H. pylori ativa ou anterior no seu corpo. No entanto, testes de respiração e fezes são melhores para detetar infecções ativas de H. pylori do que um exame de sangue.
  • Teste de respiração. Durante um teste de respiração, você engole uma pílula, líquido ou pudim que contém moléculas de carbono marcadas. Se você tiver uma infecção por H. pylori, o carbono é liberado quando a solução é dividida no seu estômago. O seu corpo absorve o carbono e expulsa-o quando você expira. Você expirará para dentro de um saco, e o seu médico utilizará um dispositivo especial para detetar as moléculas de carbono.
  • Drogas supressoras de ácido, conhecidas como inibidores da bomba de protões, subsalicilato de bismuto (Pepto-Bismol) e antibióticos podem interferir com a precisão do teste. O seu médico irá pedir-lhe para parar de tomar os medicamentos por uma semana ou duas semanas antes de você ser sujeito ao teste. Este teste está disponível para adultos e crianças.
  • Exame de fezes. Um teste de laboratório chamado de teste do antígeno fecal procura por proteínas estranhas (antígenos) associados à infecção por H. pylori nas fezes. Tal como acontece com o teste de respiração, inibidores da bomba de protões e subsalicilato de bismuto podem afetar os resultados deste teste, pelo que, o seu médico poderá pedir-lhe para parar de tomá-los por duas semanas antes do teste.
  • Teste de escopo. Para realização deste teste, você irá ser sedado. Este teste é conhecido como um exame de endoscopia. Durante o exame, o médico enfia um tubo longo e flexível, equipado com uma pequena câmera (endoscópio) para baixo através da sua garganta e esôfago, para o seu estômago e duodeno. Este instrumento permite ao médico visualizar qualquer irregularidade no seu trato digestivo superior e permite retirar amostras de tecido (biópsia). Estas amostras são analisadas para a infecção por H. pylori. Geralmente, este teste não é recomendado apenas para diagnosticar uma infecção por H. pylori, porque é mais invasivo do que outros testes, mas pode ser usado para diagnosticar úlceras associadas a H. pylori ou se ele se tornar necessário para descartar outros problemas digestivos.

Tratamento para infecção por H. pylori

Geralmente, as infecções por H. pylori são tratadas com duas variedades de antibióticos ao mesmo tempo, para ajudar a evitar que as bactérias possam desenvolver uma resistência a um antibiótico específico. O médico também poderá prescrever uma droga supressora de ácido, para ajudar o seu estômago a curar.
Drogas que podem suprimir o ácido incluem:
  • Os inibidores da bomba de protões. Estas drogas podem parar a produção do ácido no estômago. Alguns exemplos incluem omeprazol (Prilosec, outros), esomeprazol (Nexium, outros), lansoprazol (Prevacid, outros) e pantoprazol (Protonix, outros).
  • Bloqueadores de histamina (H-2). Estes medicamentos bloqueiam uma substância chamada histamina, que desencadeia a produção de ácido. Exemplos incluem cimetidina (Tagamet) e ranitidina (Zantac).
  • Subsalicilato de bismuto. Mais comumente conhecido como Pepto-Bismol, esta droga funciona ao proteger e revestir a úlcera e protegendo contra o ácido do estômago.
O seu médico pode recomendar que você seja sujeito a por testes para H. pylori, pelo menos quatro semanas após o tratamento. Se os testes mostrarem que o tratamento não foi bem sucedido, você pode ter de promover um novo curso de tratamento com uma combinação diferente de medicamentos antibióticos.


Prevenção de infecção por H. pylori

Em áreas do mundo onde a infecção por H. pylori e as suas complicações são comuns, por vezes, os médicos podem testar pessoas saudáveis para H. pylori. Os médicos não concordam quanto ao hipotético benefício em tratar infecções por H. pylori quando a pessoa não tem sinais ou sintomas de infecção.
Se você estiver preocupado com a infecção por H. pylori ou achar que pode ter um alto risco de câncer de estômago, fale com o seu médico. Juntos, você e ele podem decidir se você pode beneficiar de triagem para infecção por H. pylori.
Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL