terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Câncer de boca - Causas e tratamento de câncer de boca

Câncer de boca causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
Câncer de boca é o câncer que ocorre em qualquer local na parte da frente da boca, que inclui qualquer tipo de câncer nos lábios, língua, na superfície interna das bochechas e palato duro (parte da frente do céu da boca). Câncer na parte de trás da boca, tal como no palato mole (parte de trás do céu da boca) ou na parte de trás da garganta, não são considerados câncer de boca. O câncer de boca é um tipo de câncer chamado carcinoma de células escamosas, em que as células superficiais crescem e se dividem de forma descontrolada.
O câncer de boca ocorre mais frequentemente em homens do que em mulheres. O número de novos casos de câncer de boca tem diminuindo lentamente ao longo das últimas duas décadas.
O câncer de boca está fortemente associado com o tabagismo ou mascar tabaco. Cerca de 90% das pessoas com câncer de boca usa tabaco. O risco aumenta com a quantidade e duração do uso do tabaco. O uso de álcool e passar muito tempo exposto ao sol também aumentam o risco de câncer de boca.
Pessoas com câncer de boca são mais propensas a desenvolver câncer de laringe (cordas vocais), esôfago ou de pulmão. De facto, 15% por cento dos doentes com câncer de boca são diagnosticados com um destes outros tipos de câncer, ao mesmo tempo. Cerca de 10% a 40% dos doentes vão desenvolver posteriormente um destes outros cânceres de boca.


Causas de câncer de boca

Câncer da boca ocorre quando as células nos seus lábios ou na sua boca desenvolvem alterações (mutações) no seu ADN. Essas mutações permitem que as células cancerosas continuem a crescer e se dividam quando células saudáveis morreriam. A acumulação de células cancerosas anormais na boca pode formar um tumor. Com o tempo ele pode espalhar-se dentro da boca e para outras áreas da cabeça e pescoço, ou para outras partes do corpo.
Geralmente, os cânceres de boca começam nas células planas e finas (células escamosas) que se localizam nos seus lábios e no interior da boca. A maioria dos cânceres orais são carcinomas de células escamosas.
Não está claro o que causa as mutações nas células escamosas que levam ao câncer de boca. Mas os médicos têm identificado fatores que podem aumentar o risco de câncer de boca.

Sintomas de câncer de boca

Os sintomas do câncer de boca incluem:
  • Uma ferida na boca que não cicatriza
  • Uma área na boca que apresenta descoloração e permanece assim
  • Um caroço ou espessamento na sua bochecha que não desaparece
  • Uma dor de garganta que não desaparece
  • Alterações de voz
  • Dificuldade em mastigar ou engolir
  • Dificuldade para mover a mandíbula ou língua
  • Dentes soltos
  • Dormência na sua língua ou noutra parte da boca
  • Dor ao redor dos dentes ou no maxilar
  • Dor ou irritação na boca que não desaparece
  • Perda de peso inexplicada
  • Inchaço na mandíbula
  • Um nódulo ou massa no pescoço
  • A sensação constante de que algo está preso na sua garganta
Na maioria das vezes, estes sintomas são causados por outros problemas médicos menos graves. Mas se algum dos sintomas durarem por duas semanas ou mais, consulte o seu médico.

Diagnóstico para câncer de boca

O diagnóstico começa com um exame físico. O seu médico ou dentista devem procurar manchas anormais na sua boca durante uma visita de rotina. O seu médico pode sentir todas as protuberâncias ou massas.
Se o seu médico suspeitar de um problema, você pode precisar de consultar um cirurgião oral ou um cirurgião de ouvido, nariz e garganta. Para realizar testes para o câncer, o cirurgião irá promover uma biopsia, que envolve a remoção de um pequeno pedaço de tecido a partir da área anormal. Então, o tecido será examinado sob um microscópio.
Após a realização do diagnóstico, o seu médico irá determinar se o câncer se espalhou para além da cavidade oral, através de outros testes. Ele necessita desta informação para decidir qual a melhor forma de tratamento. Os testes incluem frequentemente:
  • Ressonância magnética da cabeça e pescoço
  • Tomografia computadorizada do tórax
  • PET scan, para analisar o câncer noutras partes do corpo
O seu médico também pode olhar para a sua laringe, esôfago e pulmões, fazendo deslizar um tubo com uma pequena câmera na sua ponta, para dentro da sua garganta.

Tratamento para câncer de boca

Os médicos avaliam o crescimento de um câncer e atribuem-lhe um "estágio". Um tumor em estágio I ou estágio II está contido num local ou não se espalhou muito para os tecidos próximos. Um tumor de estágio III ou IV pode ter crescido em profundidade ou além dos tecidos circundantes.
O tratamento depende de onde o câncer começou e da sua fase. A cirurgia, o tratamento mais comum, envolve a remoção do tumor e algum tecido saudável em torno dele. Em muitos casos, o cirurgião pode remover o tumor através da boca, mas, por vezes, o cirurgião terá de remover o tumor através do pescoço ou da mandíbula. Se as células cancerosas se espalharem para os linfonodos, o cirurgião irá removê-los para tentar impedir que o câncer se espalhe para outras partes do corpo.
Uma das novidades mais excitantes do tratamento do câncer de boca é o uso da cirurgia robótica. Operações complexas que levavam horas e foram bastante debilitantes, podem agora ser realizadas com maior eficiência usando técnicas assistidas robóticas. Mas este tipo de tratamento ainda está muito confinado.
A terapia de radiação é o principal tratamento para alguns pequenos tumores. Esta usa raios-X de alta energia para matar células cancerosas. Nalguns casos, os pacientes que são sujeitos a cirurgia também recebem terapia de radiação para assegurar que todas as células cancerosas são destruídas. Mesmo que não possa curar o câncer, a radioterapia pode aliviar os sintomas, tais como dor, sangramento e problemas de deglutição.
O médico pode prescrever quimioterapia para encolher os tumores antes da cirurgia. Se um tumor for muito grande para ser operado, quimioterapia e terapia de radiação podem aliviar os sintomas.
Se o câncer for diagnosticado numa fase inicial (fase I e II), as chances de cura são muito melhores. Estes tumores têm menos de 4 centímetros no ponto mais largo e não se espalharam para os gânglios linfáticos, podendo ser tratados com cirurgia ou terapia de radiação.


Prevenção de câncer de boca

Os maiores fatores de risco para o câncer de boca são fumar e usar tabaco (tabaco de mascar). O consumo de álcool é um outro grande fator de risco. Se você fumar ou mastigar tabaco e beber álcool, o risco será ainda maior.
Se você fumar ou mastigar tabaco, obtenha ajuda para parar de fumar. Se você fumar ou mastigar tabaco agora ou se o fez no passado, pode notar sintomas. Peça ao seu médico ou dentista para verificar a sua boca, pelo menos uma vez por ano, para verificar áreas anormais, de modo a que o câncer possa ser detetado precocemente.
Este tipo de câncer está associado a permanecer muito tempo exposto ao sol. Se você permanecer no exterior durante muito tempo, especialmente como parte do seu trabalho, tome estas medidas para se proteger a si mesmo:
  • Tente evitar o sol durante as horas do meio-dia, quando é mais forte
  • Use um chapéu de abas largas
  • Use protetor solar e um bálsamo labial que possa proteger contra a luz ultravioleta
Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL