quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Impotência - Causas e tratamento de impotência

Impotência causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
Impotência significa que o pênis de um homem não fica suficientemente duro para ter relações sexuais. O homem pode não conseguir obter ou manter uma ereção. O termo médico é disfunção erétil.
Impotência não é o mesmo que ejaculação precoce.

Causas de impotência

As principais causas de impotência incluem:
  • Doença vascular (dos vasos sanguíneos). As ereções acontecem quando o sangue se acumula no corpo do pênis. A doença vascular pode limitar a quantidade de sangue que flui ou permanece no pênis, podendo resultar em problemas com ereções. A doença vascular é a causa médica mais comum de impotência.
  • Danos nos nervos. Os nervos devem funcionar normalmente para que um homem possa obter e manter uma ereção. Os nervos podem ser danificados por diabetes, esclerose múltipla, cirurgia da próstata ou danos na medula espinhal.
  • Fatores psicológicos. Problemas psicológicos, como depressão, ansiedade, culpa ou medo, podem, por vezes. causar problemas sexuais. Ao mesmo tempo, estes fatores podem ser a principal causa de impotência. Os médicos sabem que fatores físicos causam impotência na maioria dos homens com o problema. No entanto, embaraço ou "ansiedade de desempenho" podem tornar um problema físico pior.
  • Medicamentos. Muitos medicamentos causam problemas com a função sexual. Estes incluem medicamentos para a hipertensão arterial, depressão, doenças cardíacas e câncer de próstata.
  • Problemas hormonais. Os níveis anormais de certos hormônios podem interferir com ereções e desejo sexual. Problemas hormonais, tais como um baixo nível de testosterona, são uma causa rara de impotência.


Sintomas de impotência

Um homem com impotência tem um problema para começar uma ereção ou dificuldade para manter uma ereção. Isto geralmente interfere com a atividade sexual.
A impotência pode ocorrer repentinamente ou gradualmente. Alguns homens perdem lentamente a firmeza das suas ereções.
Noutros homens, especialmente aqueles cuja impotência é causada por fatores psicológicos, o problema pode ocorrer de forma imprevisível, mas pode melhorar a qualquer momento.
Homens com impotência podem continuar a ter orgasmos e ejaculações normais sem uma ereção completa.

Diagnóstico de impotência

O seu médico irá formular perguntas sobre o seu histórico médico. Ele vai querer saber se qualquer condição médica pode estar a causar a impotência. Estas podem incluir perturbações vasculares, neurológicas e hormonais.
Distúrbios vasculares afetam todo o corpo. Muitos homens que têm impotência por causa da doença vascular, também têm uma história de doença cardíaca, acidente vascular cerebral ou má circulação nas pernas.
Problemas neurológicos podem contribuir para a impotência nos homens com histórico de diabetes e lesão da medula espinhal. Eles também podem causar sintomas noutras partes do corpo.
Em homens com níveis hormonais anormais, uma diminuição da libido acompanha muitas vezes a impotência.
O seu médico irá rever os medicamentos que você toma. Estes incluem produtos e remédios à base de plantas.
O seu médico irá fazer perguntas sobre a sua vida sexual, podendo questionar a qualidade dos seus relacionamentos sexuais.
O seu médico irá examiná-lo para procurar evidências de problemas médicos. Isto incluirá um exame do pênis e testículos. O seu sangue pode ser testado para níveis de açúcar, colesterol e níveis de certas hormonas.
Ocasionalmente, o médico pode solicitar exames adicionais. Um destes testes é um estudo de tumescência peniana noturna. Esta é uma forma de determinar quantas vezes você tem ereções enquanto dorme.
Outro teste que pode ser feito é um ultrassom Doppler dos vasos sanguíneos do pênis. Este teste mede o quão bem o sangue está a fluir no seu pênis.
O seu médico pode não ser capaz de lhe dar uma razão específica pela qual você tem impotência. Mas muitos dos tratamentos funcionam bem, não importando o que causou o problema. Assim, extensos testes podem não ser necessários.


Tratamento de impotência

Existem muitos tratamentos eficazes para a impotência. O mais popular é uma classe de medicamentos chamados de inibidores da fosfodiesterase tipo 5 (iF5). Estes incluem o sildenafil (Viagra), vardenafil (Levitra), tadalafil (Cialis) e avanafil (STENDRA). Estas drogas são tomadas em forma de pílula e funcionam na maioria dos homens. Mas eles são menos eficazes nos homens com causas neurológicas de impotência.
As drogas iF5 são geralmente seguras. Mas reveja sempre os riscos com o seu médico. As drogas iF5 podem interagir com outros medicamentos e causar pressão arterial perigosamente baixa. Por exemplo, você não deve tomar medicamentos deste tipo se usar nitroglicerina ou outros medicamentos à base de nitrato.
Os efeitos colaterais mais preocupantes são o aparecimento súbito de perda de visão ou perda auditiva. Isto ocorre muito raramente, mas requer atenção médica imediata. Estas drogas podem causar outros efeitos secundários, tais como rubor e dor de cabeça.
Se as drogas iF5 não funcionarem ou não puderem ser usadas devido a potenciais efeitos secundários, o seu médico pode recomendar outras terapias. O alprostadil (Caverject, Edex, Muse) permite que o sangue flua mais livremente no pênis, levando a uma ereção. A droga pode ser injetada com uma agulha minúscula no seu pénis, mas um pequeno supositório também pode ser inserido na abertura do pénis. Os supositórios e injecções são eficazes na maioria dos homens.
Tomar testosterona adicional não vai melhorar a impotência. Para os homens que têm níveis anormalmente baixos do hormônio, a reposição de testosterona pode aumentar o desejo sexual.
A terapia psicológica pode ser eficaz em homens cuja impotência é causada principalmente por fatores psicológicos. Isto pode incluir aconselhamento, terapia comportamental ou terapia de casais.
Os homens que não beneficiam de tratamento médico ou psicológico, muitas vezes têm sucesso com dispositivos mecânicos ou protéticos. Produtos externos, conhecidos como dispositivos de erecção de vácuo, são seguros e altamente eficazes. Mas muitos homens e seus parceiros acham-nos com um aspeto desagradável.
Outra opção é um implante peniano, colocado cirurgicamente. Apenas um pequeno número de homens com impotência escolhe esta opção.
A cirurgia vascular (dos vasos sanguíneos) é por vezes recomendada para homens jovens e saudáveis que desenvolvem impotência após trauma para a virilha. Infelizmente, a taxa de sucesso a longo prazo da cirurgia não é conhecida.


Prevenção de impotência

Você pode diminuir o risco de desenvolver impotência fazendo escolhas de estilo de vida que ajudem a manter os vasos sanguíneos saudáveis e que possam ajudar a prevenir o diabetes tipo 2.
Algumas medidas podem ajudar, nomeadamente:
  • Comer uma dieta saudável e manter exercício diário
  • Evitar o consumo de cigarros
  • Manter a pressão arterial normal
  • Manter os níveis normais de colesterol
Atendendo a que certos medicamentos têm sido associados com a impotência, pergunte ao seu médico sobre a possibilidade de os substituir por outros antes de começar uma nova receita

Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL