terça-feira, 5 de setembro de 2017

Hematúria - Diagnóstico e tratamento de hematúria

Hematúria causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
Hematúria é a presença de células vermelhas de sangue na urina. Se houver células vermelhas suficientes, a urina pode tornar-se de cor vermelha brilhante, rosa ou cor de “cola”. No entanto, muitas vezes, a urina parece completamente normal, porque não existe sangue suficiente para causar uma mudança de cor. Neste caso, a condição é chamada hematúria "microscópica".

Causas de hematúria

Existem muitas causas possíveis de hematúria, incluindo:
  • Infecção do trato urinário. A hematúria pode ser causada por uma infecção em qualquer parte do trato urinário, mais comumente na bexiga (cistite) ou rim (pielonefrite).
  • Pedras nos rins.
  • Os tumores do rim ou da bexiga.
  • Exercício. Hematúria devida a exercício é uma condição inofensiva que produz sangue na urina após exercício extenuante, sendo mais comum em homens do que em mulheres.
  • Trauma. Uma lesão traumática em qualquer parte do trato urinário (dos rins até à abertura uretral) pode causar hematúria.
  • Drogas. A hematúria pode ser causada por medicamentos, tais como diluentes de sangue, incluindo heparina, warfarin (Coumadin), medicamentos como aspirina ou drogas contendo sulfa e ciclofosfamida (Cytoxan).
  • Glomerulonefrite. A glomerulonefrite corresponde a uma família de doenças que são caracterizadas por inflamação dos glomérulos, as unidades de filtragem dos rins. Glomerulonefrite é uma complicação rara de certas infecções virais e bacterianas (incluindo infecções na garganta). Esta também pode ocorrer em pessoas com certas doenças auto-imunes, como lúpus eritematoso sistémico (LES) ou lúpus e vasculite. Por vezes não existe nenhuma causa identificável.
  • Distúrbios hemorrágicos. Estes incluem a família de hemofilias.

Sintomas de hematúria

Por si só, hematúria raramente causa sintomas. Uma exceção ocorre quando a bexiga tem tanto sangue que se formam coágulos e o fluxo de urina é bloqueado. Isto pode causar dor no local da obstrução na parte baixa da bacia. Os sintomas normalmente vêm da causa da hematúria, e variam de acordo com a condição:
  • Glomerulonefrite, Se glomerulonefrite não for grave, pode não causar quaisquer sintomas. Se os sintomas aparecerem, eles podem incluir inchaço, especialmente nas extremidades inferiores, micção reduzida e pressão arterial elevada.
  • Infecção nos rins ou bexiga. Os sintomas dependem do local da infecção, mas podem incluir dor intensa de um lado no meio das costas, febre, calafrios, náuseas e vômitos, dor acima da região pubiana ou da bexiga, mau-cheiro de urina, necessidade de urinar com mais frequência do que o normal, e dor ou desconforto durante a micção.
  • Infecção da próstata. Pode haver dor na parte inferior das costas ou na área entre o escroto e o ânus, dor durante a ejaculação, sangue no sêmen e, por vezes febre e calafrios.
  • Tumor no rim ou na bexiga. A maioria dos tumores nos rins e bexiga crescem sem causar qualquer dor ou desconforto. Quando os sintomas se desenvolvem, os mais comuns são dor abdominal, micção mais frequente e dor no final da micção.
  • Pedras nos rins. Quando uma pedra nos rins fica presa num dos ureteres (os tubos estreitos que ligam cada rim à bexiga), pode causar dor nas costas, de lado ou na virilha, náuseas e vômitos ou dor ao urinar e micção frequente.
  • Distúrbios hemorrágicos. Distúrbios devidos a sangramento tendem a causar sangramento anormal em todo o corpo, não apenas na urina. Dependendo do problema específico do sangramento, os sintomas podem incluir contusões anormais, hemorragia prolongada devido a cortes, sangramento na pele, sangramento nas articulações ou no trato gastrointestinal (causando fezes pretas ou a presença de sangue vermelho vivo nas fezes), ou sangramento gengival, mesmo com uso de fio dental suave ou escovação.
  • Trauma . Por vezes (raras) podem ocorrer sinais de lesão traumática para a superfície do corpo, como hematomas, inchaço, perfurações e feridas abertas.


Diagnóstico para hematúria

O seu médico vai querer uma amostra da sua urina para confirmar que você tem hematúria. Nas mulheres, o sangue pode entrar na urina durante a menstruação. O seu médico pode querer repetir o teste de urina entre os períodos menstruais.
Depois do médico confirmar que você tem hematúria, ele irá formular perguntas sobre o seu histórico médico e histórico médico da sua família, especialmente qualquer história de doença renal, problemas de bexiga ou distúrbios hemorrágicos. O seu médico também poderá formular perguntas sobre qualquer trauma recente ou exercício extenuante, recentes infecções virais ou bacterianas, os medicamentos que toma, e os seus sintomas, incluindo micção mais frequente, dor ao urinar e dor num flanco.
O seu médico também irá examiná-lo. Ele irá medir a sua temperatura e pressão arterial, e verificará se você tem dor ou desconforto no seu flanco ou sobre a bexiga. O médico pode recomendar que as mulheres passem por um exame pélvico, e os homens sejam submetidos a um exame de próstata.
O seu médico irá pedir-lhe uma amostra de urina fresca para um exame de urina. A urina será analisada no laboratório para verificar as proteínas, as células brancas e células vermelhas, de modo a identificar uma infecção do rim ou da bexiga, ou inflamação do rim (glomerulonefrite).
Em seguida, dependendo da causa suspeita da sua hematúria, poderão vir a ser encomendados testes adicionais.

Tratamento de hematúria

O tratamento de hematúria depende da sua causa. Em geral, as pessoas com hematúria relacionada ao exercício não precisam de nenhum tratamento para além de modificar os seus programas de exercícios. Pessoas com hematúria relacionada com a droga vão melhorar se pararem de tomar a medicação que causou o problema. Normalmente, os antibióticos irão curar a hematúria relacionada com uma infecção. Para outras causas de hematúria, o tratamento pode ser mais complexo:
  • Pedras nos rins. Por vezes, pedras menores podem ser liberadas do trato urinário através da ingestão de muitos líquidos. Pedras maiores podem exigir cirurgia ou litotripsia, procedimento que quebra a pedra.
  • Trauma. O tratamento depende do tipo e da gravidade das lesões. Em casos graves pode ser necessária uma cirurgia.
  • Tumor na bexiga e no rim. O tratamento é determinado pelo tipo de câncer e pela quantidade de câncer que se espalhou (fase), bem como a idade do paciente, saúde geral e preferências pessoais. Os principais tipos de tratamento são a cirurgia, a quimioterapia, terapia de radiação e imunoterapia, um tipo de tratamento que estimula o sistema imunitário para combater o câncer.
  • Glomerulonefrite. O tratamento pode incluir antibióticos para o tratamento de qualquer infecção, medicamentos chamados diuréticos que ajudam a aumentar a quantidade de urina excretada do corpo, medicamentos para controlar a pressão arterial elevada e mudanças na dieta para reduzir o trabalho dos rins. No entanto, as crianças que desenvolvem glomerulonefrite após uma infecção estreptocócica, frequentemente recuperam sem qualquer tratamento. Se for causada por uma desordem auto-imune, tais como lúpus, podem ser prescritos medicamentos para suprimir o sistema imunitário, incluindo corticosteroides ou ciclofosfamida (Cytoxan, Neosar).
  • Distúrbios hemorrágicos. O tratamento depende do tipo específico de distúrbio hemorrágico. Os pacientes com hemofilia podem ser tratados com infusões de fatores de coagulação ou com plasma congelado fresco.
Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL