terça-feira, 12 de setembro de 2017

Doença de Huntington

Doença de Huntington causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
A doença de Huntington faz com que as células nervosas no cérebro deixem de funcionar corretamente, o que leva a deterioração mental e perda de controle sobre grandes movimentos musculares, sendo uma doença que piora com o tempo.


Causas de doença de Huntington

Esta é uma doença hereditária (genética). Cada filho de um pai com a doença de Huntington tem uma chance de 50% de herdar a doença.
A doença é relativamente incomum, mas pode afetar pessoas de todas as etnias. A doença afeta homens e mulheres de igual modo.

Sintomas da doença de Huntington

A doença pode afetar a habilidade intelectual ao provocar:
  • Perda de memória
  • Falta de atenção
  • Demência
Os movimentos incontroláveis causados pela doença podem incluir:
  • Contorser-se
  • Falta de jeito
  • Movimentos tipo “dança”
  • Fala arrastada
  • Dificuldade para andar
  • Dificuldade de deglutição
As emoções incontroláveis associadas à doença podem incluir:
  • Alterações de personalidade
  • Depressão
  • Irritabilidade
  • Ansiedade ou falta de emoções (apatia)
Os sintomas variam de pessoa para pessoa, e também podem mudar ao longo do tempo, sendo que, geralmente começam como diferenças sutis, progredindo para deficiência profunda.
Geralmente, os sintomas começam entre as idades de 35 e 50 anos. No entanto, estes podem aparecer em qualquer idade.
A doença de Huntington é rara em crianças. Em crianças, problemas comportamentais e deterioração mental são proeminentes. Rigidez e convulsões são comuns. A doença progride mais rapidamente em crianças do que em adultos.


Quando consultar um médico

Discuta a sua história familiar de doença de Huntington com o seu médico. Considere os testes genéticos para determinar se você carrega o gene de Huntington. Você também pode querer compreender os riscos envolvidos antes de ter filhos.
Consulte o seu médico se tiver algum problema com o controle emocional, a capacidade intelectual ou movimento. Tenha em mente que estes sintomas não são específicos para a doença de Huntington.

Diagnóstico para doença de Huntington

Os sintomas da doença começam subtilmente. Como resultado, o diagnóstico não pode ser feito até que a doença começa a piorar.
Alguém com uma história familiar de doença de Huntington, e que tenha sintomas, muitas vezes é diagnosticado com base num exame físico e neurológico.
Um teste de sangue pode detetar o gene que causa a doença. Todas as pessoas que carregam o gene de Huntington, eventualmente, irão desenvolver a doença. O teste não pode prever quando os sintomas começarão.
O teste genético traz enormes consequências emocionais e práticas. Você deve discutir estas questões com o seu médico. Algumas pessoas optam por ser testadas para que possam tomar decisões informadas no futuro.
Muitos especialistas recomendam que pessoas menores de 18 anos não devam fazer um teste genético. Aos 18 anos, elas podem decidir por si próprias se querem fazer o teste.
Alguns hospitais oferecem exames pré-natais. Se você tiver uma história familiar de doença de Huntington, é possível determinar o risco de passar o gene para os seus filhos.

Tratamento da doença de Huntington

Não existe nenhum tratamento para curar a doença ou para retardar a sua progressão.
Algumas terapias podem diminuir a gravidade dos sintomas. Estas incluem a terapia da fala e terapia física.
Os medicamentos também podem ajudar a controlar o humor e movimentos involuntários.


Prognóstico para a doença de Huntington

Não existe nenhum tratamento para parar a progressão da doença.
O curso da doença varia de pessoa para pessoa. Algumas pessoas têm sintomas leves que progridem lentamente. Outras têm sintomas graves numa idade jovem.
Pessoas que se exercitam e permanecem ativas tendem a ter sintomas mais leves, sendo que, a doença também pode progredir mais lentamente nestas pessoas do que naquelas que não permanecem ativas.
No entanto, em última análise, todas as pessoas com esta doença tornam-se bastante debilitadas, tendo dificuldade em comer e engolir, tornando-se suscetíveis à infecção. Geralmente estas complicações causam a morte.
Para os adultos, o tempo a partir dos primeiros sintomas até à sua morte é habitualmente de 10 a 20 anos. Na doença de Huntington juvenil, a doença progride mais rapidamente. Geralmente, a morte ocorre dentro de 8 a 10 anos após o início da doença.


Duração da doença de Huntington

O gene que causa a doença está presente desde o nascimento. Geralmente, os sintomas começam entre os 35 e 50 anos, e duram até ao fim da vida.


Prevenção da doença de Huntington

Não existe nenhuma forma conhecida de prevenir esta doença em pessoas que herdaram a anomalia genética.
Se você tiver uma história familiar de doença de Huntington, você pode ser sujeito a um teste genético. Isto ajuda a determinar as suas chances de passar o gene para os seus filhos.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL