terça-feira, 8 de novembro de 2016

Calvície hereditária - Causas e tratamento de calvície hereditária

Calvície hereditária causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
A calvície hereditária é a causa mais comum de perda de cabelo. A calvície hereditária não é realmente uma doença, mas uma condição natural causada por uma combinação de fatores genéticos, níveis hormonais e processo de envelhecimento.
Quase todos os homens e mulheres irão notar perda de cabelo ou queda de cabelo à medida que envelhecem. No entanto, até 40% de homens e mulheres vão experimentar uma forma mais óbvia desta condição. A perda de cabelo começa normalmente quando a pessoa atinge os 20 ou 30 anos, embora nas mulheres, as mudanças sejam mais perceptíveis após a menopausa. A condição também é chamada alopecia androgenética e, nos homens também é chamada de calvície de padrão masculino.


Causas de calvície herditária

Os pesquisadores começaram a entender mais sobre a causa deste tipo de perda de cabelo. Sob a influência de uma forma da hormona masculina (testosterona), existe um ciclo normal de alterações no crescimento do cabelo, o que resulta num cabelo mais curto, mais fino ou "miniaturizado". Eventualmente, o crescimento do cabelo em certas partes do couro cabeludo pára completamente, o que motiva o padrão típico de perda de cabelo. Ao contrário da sabedoria popular que refere que a calvície é hereditária da família da mãe, a condição parece depender de genes contribuídos por ambos os pais.

Sintomas de calvície hereditária

A calvície hereditária padrão começa com afinamento dos cabelos e muitas vezes progride para completa perda de cabelo em partes do couro cabeludo. Cabelos no travesseiro, na banheira ou no pente são sintomas pouco fiáveis de perda de cabelo. Qualquer pessoa perde em média 100 cabelos por dia, e mais cabelo pode cair em certas circunstâncias, como após o parto ou durante uma doença grave.

Nos homens, normalmente, a perda de cabelo começa nas têmporas e na coroa, e prossegue num padrão em forma de M. Na fase mais avançada, apenas uma borda de cabelo ao longo da lateral e traseira do couro cabeludo permanece.
Nas mulheres, a perda de cabelo tende a ser mais generalizada, mas mais escondida. O topo da cabeça (no meio) é mais comumente afetada, muitas vezes num padrão de "árvore de Natal". Em contraste com os homens, a linha fina ao longo da testa e têmporas, geralmente permanece normal em mulheres. A perda completa do cabelo em qualquer local no couro cabeludo é invulgar e pode sugerir que possa ser decorrente de um problema com uma causa diferente, tal como a alopecia areata (uma doença do sistema imunitário que provoca manchas carecas), uma infecção por fungos ou um grande número de outras condições de pele.


Diagnóstico para calvície hereditária

Normalmente, a calvície hereditária é diagnosticada tanto pelo seu padrão como pela história de um tipo semelhante de perda de cabelo que afeta membros da família. Na maioria das pessoas, não existe necessidade de promover mais testes.

Tratamento para calvície hereditária

Minoxidil e finasterida podem evitar a perda de cabelo e promover o crescimento de cabelo novo. No entanto, este efeito é bastante imprevisível de uma pessoa para outra.
Perucas e cabelo postiço podem ser usados. Além disso, uma variedade de técnicas cirúrgicas também podem ser usadas, incluindo:
  • Redução do couro cabeludo. Tiras de pele calva são removidas cirurgicamente para diminuir o tamanho de uma careca.
  • Abas de cabelo. Uma faixa de pele bem como o crescimento de cabelo pode ser movida a partir de uma área cosmeticamente menos importante para uma mais importante.
  • Transplantes de cabelo. Plugues minúsculos de pele contendo entre 1 a 15 cabelos são movidos a partir da parte traseira ou lateral do couro cabeludo para uma área calva. Os "micrografts," mais recentes que contêm muito poucos cabelos, produzem os melhores resultados, mas são mais caros e demorados do que os tipos mais antigos de transplantes. Até 700 enxertos individuais podem ser necessários para completar um tratamento. Pode levar até dois anos para se notarem os benefícios da cirurgia de substituição de cabelo.
Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
Postar um comentário

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL