quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Queratose pilar

Queratose pilar causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
Queratose pilar é uma condição comum e inofensiva da pele que faz com que ocorram manchas ásperas e secas, assim como pequenas saliências, que geralmente ocorrem nos braços, coxas, bochechas ou nádegas. Geralmente, estas ocorrências não machucam e não provocam coceira.
Queratose pilar é muitas vezes considerada uma variante da pele normal, que não pode ser curada ou prevenida. Mas você pode tratá-la com hidratantes e cremes prescritos pelo médico, para ajudar a melhorar a aparência da pele. Geralmente, a condição desaparece por volta dos 30 anos de idade.

Sintomas de queratose pilar

Queratose pilar pode ocorrer em qualquer idade, mas é mais comum em crianças pequenas. Sinais e sintomas associados a esta condição incluem:
  • Pequenas saliências indolores, geralmente nos braços, coxas, bochechas e nádegas
  • Pele áspera e seca nas áreas com saliências
  • Condição que piora quando ocorrem mudanças sazonais, sedno que, com baixa umidade a pele tende a ficar mais seca
  • Solavancos tipo lixa que se assemelham a carne de ganso

Causas de queratose pilar

Queratose pilar resulta do acúmulo de queratina, uma proteína dura que protege a pele contra substâncias e infecções prejudiciais. A queratina forma um tampão escamoso que bloqueia a abertura do folículo piloso. Normalmente, este tampão causa manchas de pele áspera e esburacada.
Ninguém sabe exatamente porque é que a queratina se acumula, mas pode ocorrer em associação com doenças genéticas ou devido a outras condições de pele, tais como dermatite atópica. A pele seca tende a piorar esta condição.


Quando consultar um médico

Normalmente, tratamento para a queratose pilar não se torna necessário. Mas se você estiver preocupado com a aparência da sua pele ou pele do seu filho, consulte o seu médico de família ou um especialista em doenças de pele (dermatologista).

Diagnóstico de queratose pilar

Geralmente, a pessoa não precisa de consultar o seu médico em casos de ocorrência de queratose pilar. Se você visitar o seu médico, ele será capaz de diagnosticar a doença olhando para a pele afetada, não se tornando necessário mais nenhum ensaio.


Como preparar a consulta médica

Provavelmente, você começará por consultar o seu médico de família. Este pode encaminhá-lo para um especialista em doenças de pele (dermatologista). Você pode querer preparar uma lista de perguntas para colocar ao seu médico.
Para queratose pilar, algumas perguntas básicas incluem:
  • O que é que provavelmente está a causar os sintomas?
  • Quais são as outras causas possíveis para os sintomas?
  • Esta condição é provavelmente temporária ou crônica?
  • Qual é o melhor tipo de tratamento?
  • Quais são as alternativas para a abordagem primária que você está a sugerir?
  • Existe uma alternativa genérica para o medicamento que está a prescrever?


O que esperar do seu médico

Provavelmente, o seu médico fará várias perguntas. Esteja pronto para responder de modo adequado e pronto, para reservar tempo para abordar todas as situações que se tornam necessárias. O seu médico pode perguntar:
  • Quando começaram os sintomas?
  • Os sintomas têm sido contínuos ou ocasionais?
  • O que, se alguma coisa, parece melhorar os sintomas?
  • O que, se alguma coisa, parece piorar os sintomas?
  • Outros membros da família têm alterações cutâneas semelhantes?
  • Você ou o seu filho têm uma história de asma, febre do feno ou outras alergias?
  • Você ou o seu filho têm ou tiveram eczema agora ou no passado?

Tratamento para queratose pilar

Geralmente, a queratose pilar desaparece gradualmente por si própria. Enquanto isto acontece, você pode usar qualquer um dos vários produtos disponíveis para ajudar a melhorar a aparência da pele afetada. Se hidratantes e outros produtos de auto-cuidado não ajudarem, o médico pode prescrever cremes medicamentosos. Estes incluem:
  • Cremes para remover as células mortas da pele. Cremes que contenham ácido alfa hidroxi ou ácido lático podem ajudar a afrouxar a condição e a remover as células mortas da pele. Eles também podem hidratar e suavizar a pele seca. Dependendo da sua força, estes cremes (esfoliantes tópicos) estão disponíveis através de venda livre ou mediante receita médica. O seu médico pode aconselhá-lo sobre a melhor opção e sobre quantas vezes deve aplicar. Os ácidos presentes nestes cremes podem causar vermelhidão, irritação ou ardor na pele, mas estes não são recomendados para crianças pequenas.
  • Cremes para prevenir folículos cobertos. Cremes derivados de vitamina A (retinóides tópicos) trabalham ao promover a renovação celular e impedindo a formação de folículos pilosos obstruídos. Tretinoína (Retin-A, Renova, Avita) e tazarotene (Avage, Tazorac) são exemplos de retinóides tópicos. Estes produtos podem irritar e secar a pele. Além disso, se você estiver grávida, o médico pode sugerir atrasar a terapia retinóide tópica ou escolher outro tratamento
Usar regularmente um creme medicado pode melhorar a aparência da pele. Mas se você parar de o usar, a condição retorna. E mesmo com tratamento, a queratose pilar tende a persistir durante anos.


Testes clínicos para queratose pilar

Os ensaios clínicos são estudos de investigação que envolvem participantes voluntários. Estes estudos humanos ajudam os médicos a entender melhor, a diagnosticar, tratar e prevenir doenças ou condições.
Existem milhares de ensaios clínicos ativos e estudos de investigação.
Os investigadores desenvolvem continuamente novos estudos, pelo que, pode perguntar ao seu médico sobre estudos clínicos existentes, para saber mais sobre oportunidades de pesquisa adicionais.

Estilo de vida e remédios caseiros para queratose pilar

Medidas de auto-ajuda não impedirão a queratose pilar nem podem fazê-la desaparecer, mas torna-se possível melhorar a aparência da pele afetada:
  • Use água morna e limite o tempo do banho. Banhos longos ou banhos quentes removem a oleosidade da pele. Limite o banho a cerca de 10 minutos ou menos. 
  • Mantenha a suavidade da sua pele. Evite sabões duros. Delicadamente, remova a pele morta (esfoliação) com um pano. A lavagem vigorosa ou remoção de plugues do folículo podem irritar a pele e agravar a situação. Depois de lavar ou tomar banho, seque delicadamente a pele com uma toalha, para que alguma umidade permaneça.
  • Tente cremes medicamentosos. Aplique um creme de venda livre que contenha ureia (Nutraplus, Eucerin), ácido láctico (AmLactin, Lac-Hydrin), ácido alfa hidroxi ou ácido salicílico. Estes cremes ajudam a soltar e remover as células mortas da pele, mas também hidratam e suavizam a pele seca. Coloque estes produtos antes de usar hidratantes.
  • Hidrate-se. Enquanto a pele ainda estiver úmida do banho, aplique um hidratante que contenha lanolina (Lansinoh, Medela), geléia de petróleo (vaselina) ou glicerina (Glysolid). Estes ingredientes acalmam a pele seca e mantêm a umidade. Hidratantes mais espessos funcionam melhor, como Eucerin e Cetaphil. Reaplique o produto na pele afetada, várias vezes ao dia.
  • Use um umidificador. Baixa umidade resseca a pele. Adicione umidade ao ar dentro de sua casa.
  • Evite o atrito de roupas apertadas. Proteja a pele afetada da fricção causada pelo uso de roupas apertadas.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL