sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Febre amarela - Sintomas e tratamento

Febre amarela causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
A febre amarela é uma infecção viral transmitida por um tipo particular de mosquito. A infecção é mais comum em áreas da África e da América do Sul, afetando os viajantes e residentes dessas áreas.
Nos casos leves, a febre amarela causa febre, dor de cabeça, náuseas e vômitos. Mas esta febre pode tornar-se mais grave, causando problemas de coração, fígado e rim, juntamente com sangramento (hemorragia). Até 50 por cento de pessoas com a forma mais grave da febre amarela morrem da doença.
Não existe nenhum tratamento específico para este tipo de problema. Mas conseguir uma vacina contra a febre amarela antes de viajar para uma área em que o vírus é conhecido, pode protegê-lo da doença.

Causas de febre amarela

Esta condição é causada por um vírus que é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. Estes mosquitos prosperam em redor de habitações humanas, onde se reproduzem, mesmo que a água se mantenha limpa. Os seres humanos e os macacos são mais comumente infetados com o vírus da febre amarela. Quando um mosquito pica um Ser Humano ou um macaco infetado com a febre amarela, o vírus entra na corrente sanguínea do mosquito e circula antes de se estabelecer nas glândulas salivares. Então, quando o mosquito infetado pica outro macaco ou Ser Humano, o vírus entra na corrente sanguínea do hospedeiro, onde pode motivar a doença.


Sintomas de febre amarela

Durante os primeiros três a seis dias depois de uma pessoa ter contraído a febre amarela (o período de incubação) esta não vai sentir quaisquer sinais ou sintomas. Após este período, a infecção entra numa fase aguda e, em seguida, nalguns casos, ocorre uma fase tóxica que pode ser fatal.


Complicações associadas a febre amarela

A febre amarela resulta na morte de 20 a 50 por cento das pessoas que desenvolvem doença grave. As complicações durante a fase tóxica de uma infecção por febre amarela incluem insuficiência renal e hepática, icterícia, delírio e coma.
As pessoas que sobrevivem à infecção recuperam gradualmente ao longo de um período de várias semanas ou meses, geralmente sem danos significativos nos órgãos. Durante este tempo, uma pessoa pode experimentar fadiga e icterícia. Outras complicações incluem infecções bacterianas secundárias, tais como infecções de pneumonia ou de sangue.

Diagnóstico de febre amarela

Diagnosticar esta doença com base nos sinais e sintomas pode ser difícil, porque no início, a infecção pode ser facilmente confundida com malária, febre tifóide, dengue e outras febres hemorrágicas virais.
Para diagnosticar a sua condição, o seu médico provavelmente irá:
  • Fazer perguntas sobre o seu histórico médico e de viagem
  • Recolher uma amostra de sangue para testes
Se você tiver febre amarela, o seu sangue pode revelar o próprio vírus. Se não, os testes de sangue também podem detetar anticorpos e outras substâncias específicas para o vírus.

Tratamento de febre amarela

Não existem medicamentos antivirais que se tenham mostrado serem úteis no tratamento de febre amarela. Assim, o tratamento consiste principalmente em terapia de suporte num hospital. Isto inclui o fornecimento de fluidos e oxigênio, manutenção da pressão arterial adequada, substituição da perda de sangue, proporcionar diálise para insuficiência renal e tratamento de qualquer outra infecção que se desenvolva. Algumas pessoas recebem transfusões de plasma para substituir as proteínas do sangue que melhoram a coagulação.
Se você tiver febre amarela, provavelmente, o seu médico irá recomendar que fique isolado de mosquitos, para evitar transmitir a doença para outras pessoas. Uma vez que você tenha febre amarela, você estará imune à doença para o resto da sua vida.


Prevenção de febre amarela

Vacina

Uma vacina segura e altamente eficaz impede a febre amarela. Esta condição é conhecida por estar presente na África subsaariana e em partes da América do Sul. Se você morar nestas áreas, fale com o seu médico para saber se precisa da vacina contra a febre amarela. Se você pretender viajar para estas áreas, fale com o seu médico pelo menos 10 dias antes, mas de preferência três a quatro semanas antes da sua viagem começar.
Uma única dose da vacina contra a febre amarela fornece proteção por pelo menos 10 anos. Os efeitos colaterais são geralmente leves, com duração de cinco a dez dias, e podem incluir dores de cabeça, febre baixa, dores musculares, fadiga e dor no local da injecção. As reações mais significativas (tais como o desenvolvimento de uma síndrome semelhante à febre amarela real, inflamação do cérebro (encefalite) ou morte) podem ocorrer mais frequentemente em crianças e adultos mais velhos. A vacina é considerada mais segura para aqueles que têm idade entre os 9 meses e os 60 anos.
Converse com o seu médico para saber se a vacina é apropriada se o seu filho tiver menos de 9 meses, se você tiver um sistema imunitário enfraquecido (imunocomprometido), ou se você tiver mais de 60 anos.


Proteção do mosquito

Além de obter a vacina, você pode ajudar a proteger-se contra a febre amarela, protegendo-se contra mosquitos.
Para reduzir a exposição aos mosquitos, considere:
  • Evitar atividades desnecessárias ao ar livre, quando os mosquitos estão mais ativos.
  • Usar camisas de mangas compridas e calças compridas quando você entrar em áreas infestadas por mosquitos.
  • Manter-se em habitações com ar condicionado ou em locais bem-selecionados.
  • Se as suas acomodações não tiverem boas telas nas janelas ou ar condicionado, use mosquiteiros. Redes que sejam pré-tratadas com insecticida oferecem proteção adicional.
Para afastar os mosquitos com repelente, use ambos os seguintes procedimentos:
  • Repelente. Aplique repelente contendo permetrina no seu vestuário, calçado, equipamento de camping e camas de rede. Você pode comprar alguns artigos de vestuário e equipamentos pré-tratados com permetrina. A permetrina não se destina ao uso direto na pele.
  • Repelente de pele. Os produtos com os ingredientes ativos DEET, IR3535 ou Picaridin proporcionam proteção duradoura. Escolha a concentração com base nas horas de proteção de que você precisa. Em geral, concentrações mais elevadas duram mais tempo.
Tenha em mente que repelentes químicos podem ser tóxicos, pelo que deve usar apenas a quantidade necessária para o tempo que você permanecer ao ar livre. Não use DEET nas mãos de crianças pequenas ou em crianças menores de 2 meses de idade. Em vez disso, cubra o carrinho de criança ou berço do seu bebê com mosquiteiro, quando permanece no exterior.

Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL