quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Epiglotite - Tratamento e prevenção de epiglotite

Epiglotite causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
A epiglote é a aba de tecido localizada logo acima da traqueia, que dirige o fluxo de ar e o alimento na garganta. Quando respiramos, a epiglote move-se para permitir que o ar passe para os pulmões. Quando se come, a epiglote cobre a parte superior da traqueia, de modo que o alimento entra no tubo de deglutição (esôfago), e não para dentro dos pulmões.
Epiglotite é uma infecção rara, mas potencialmente fatal que provoca inchaço súbito da epiglote, que muitas vezes se agrava rapidamente, às vezes em questão de horas. Sem tratamento oportuno, a epiglotite pode tornar-se tão grande que bloqueia a traquéia, o que torna difícil a respiração, podendo causar a morte.
Epiglotite pode ocorrer em qualquer idade. Anteriormente, a epiglotite ocorria mais comumente em crianças com idade entre os 3 e os 7 anos, mas com o desenvolvimento de uma vacina contra Haemophilus influenzae tipo b (Hib), a epiglotite é agora cada vez mais rara em crianças vacinadas.

Sintomas de epiglotite

Os sinais e sintomas mais comuns associados a esta condição incluem:

Quando consultar um médico

Chame uma ambulância ao primeiro sinal de dificuldade respiratória inexplicada, especialmente se for acompanhada por uma dor de garganta, febre, salivação ou respiração ruidosa.

Diagnóstico para epiglotite

Epiglotite é uma emergência. Se você achar que o seu filho tem esta infecção, procure ajuda de emergência imediatamente. Nunca tente olhar para a parte de baixo da garganta de uma pessoa que seja suspeita de ter epiglotite. Pressionar sobre a língua para olhar para a parte inferior da garganta pode causar uma epiglote ainda mais inchada e bloquear ainda mais as vias aéreas.
Por vezes, os raios-X do pescoço podem identificar uma epiglote alargada, mas o tempo necessário para realizar os raios-X pode atrasar o tratamento e outros testes importantes.
Depois dos médicos no hospital confirmarem que a epiglote está inflamada, a via aérea é mantida aberta com um tubo de respiração. Os exames de sangue e/ou esfregaços da garganta são feitos para determinar qual o organismo que está a causar a infecção.


Tratamento para epiglotite

Epiglotite precisa de ser tratada no hospital, para que a respiração da pessoa afetada possa ser controlada. Se a pessoa estiver com dificuldade para respirar, ela pode precisar de um tubo de respiração inserido na sua garganta.
Os antibióticos devem ser iniciados imediatamente após a respiração ser estabilizada e depois de amostras de sangue serem tomadas. Geralmente, os antibióticos são dados através de uma linha intravenosa (na veia). Uma vez que a infecção fica sob controle, os antibióticos podem ser tomados por via oral até que o tratamento esteja completo. Medicamentos adicionais podem ser administrados para controlar a febre e a dor.


Prognóstico para epiglotite

Com o tratamento adequado, as pessoas costumam recuperar completamente. No entanto, a chave será reconhecer os sintomas numa fase inicial, de modo a que o tratamento possa ser iniciado antes de começarem as dificuldades.


Duração de epiglotite

A maioria das pessoas começa a recuperar dentro de 24 a 48 horas após ter recebido antibióticos. Normalmente, os tubos de respiração podem ser removidos logo depois disso. Poderá demorar até uma semana ou mesmo mais para que uma pessoa possa recuperar completamente.

Prevenção de epiglotite

A maioria dos casos de epiglotite em crianças podem ser evitados vacinando-as contra Haemophilus influenzae tipo b (Hib) e infecções por pneumococos.

Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL