quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Endoftalmite - Causas e tratamento de endoftalmite

Endoftalmite causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
Endoftalmite é uma inflamação do interior do olho, que afeta o fluido vítreo no centro do olho. O fluido vítreo é uma substância clara, semelhante a gel. A inflamação pode estender-se para os tecidos circundantes responsáveis pela visão. A endoftalmite é rara.

Causas de endoftalmite

Na maioria dos casos, uma infecção provoca esta inflamação. A infecção pode ser causada por:
  • Bactérias
  • Fungos
  • Vírus
  • Parasitas
Normalmente, a maioria dos casos, resultam a partir de infecções bacterianas que se seguem a cirurgia ocular. Por exemplo, a condição pode seguir-se a um procedimento para o tratamento de cataratas ou de glaucoma. As bactérias também podem entrar no olho através de uma lesão que perfura o olho.
Menos frequentemente, uma infecção de outras partes do corpo pode viajar para o olho através do sangue.

Sintomas de endoftalmite

Os sintomas mais comuns são a perda da visão e dor. Outros sintomas variam. Os sintomas dependem do que causou a infecção ocular.

Endoftalmite pós-operatória

A causa mais comum desta condição é uma infecção bacteriana após a cirurgia de catarata. Este problema grave pode levar à perda permanente da visão.
Os sintomas variam ligeiramente. Eles dependem do facto da infecção ocorrer nas primeiras seis semanas ou de modo mais tardio (meses ou anos) após a cirurgia.
Os primeiros sintomas podem incluir:
Os sintomas tardios tendem a ser mais leves. Estes podem incluir:
  • Visão embaçada
  • Aumento da sensibilidade à luz brilhante
  • Dor ocular leve


Endoftalmite pós-traumática

Os sintomas causados por uma lesão penetrante no olho são geralmente dramáticos e incluem:
  • A diminuição dramática na visão do olho afetado
  • Dor nos olhos que se agrava
  • Olhos vermelhos
  • Pálpebras inchadas

Endoftalmite hematogênica

Endoftalmite hematogênica ocorre quando uma infecção se espalha através da corrente sanguínea e se instala no olho. Os sintomas podem desenvolver-se gradualmente e ser bastante sutis. Por exemplo, pode ocorrer uma ligeira diminuição na visão ao longo de um período de algumas semanas e podem aparecer “moscas volantes”. Estas são escuras, semi-transparentes, e apresentam formas flutuantes no campo de visão.

Diagnóstico de endoftalmite

Endoftalmite pode levar a problemas de visão graves. Um médico que se especializa em problemas nos olhos (oftalmologista) deve diagnosticar e tratar uma endoftalmite.
O médico irá rever os seus sintomas. Ele irá perguntar sobre o seu historial médico, especialmente sobre qualquer cirurgia ocular ou trauma ocular.
Depois, ele irá examinar os seus olhos, testando o quão bem você vê em ambos os olhos. O médico irá usar um oftalmoscópio. Este, é um instrumento iluminado para olhar para dentro do olho. Um ultrassom do olho pode ser encomendado. O ultrassom pode detetar detritos anormais no centro do olho.
O oftalmologista poderá recomendar um procedimento em que se anestesia o olho, e em seguida usa uma pequena agulha para retirar algum do fluido interno do olho. Este fluido é testado para bactérias ou outros organismos.

Tratamento de endoftalmite

O tratamento de endoftalmite depende de:
  • O que causou a endoftalmite
  • O estado de visão no olho afetado
Quando a condição é causada por uma infecção bacteriana, as opções incluem (um ou mais):
  • Antibióticos intravítrea. Os antibióticos são injetados diretamente no olho infetado. Normalmente, alguns vítreos são removidos para dar espaço para o antibiótico.
  • Corticosteróides. O seu médico pode injetar corticosteróides no seu olho. Eles irão diminuir a inflamação e acelerar a cura.
  • Antibióticos intravenosos. Os antibióticos podem ser injetados numa veia. Estes, podem ser prescritos para pacientes com infecção grave.
  • Antibióticos tópicos. Os antibióticos podem ser aplicados na superfície do olho, quando existe uma infecção devido a uma ferida, para além da endoftalmite.
  • Vitrectomia. Parte de fluido vítreo do olho infetado é removido, sendo substituído com uma solução salina estéril, ou outro líquido compatível. Isto geralmente é feito se a perda de visão for tão grave que a pessoa fica quase cega.
  • Quando a condição é causada por uma infecção fúngica, geralmente, o médico injeta um medicamento antifúngico diretamente no olho infetado. O medicamento também pode ser administrado por via intravenosa. A pessoa também pode receber um medicamento antifúngico oral.
O oftalmologista irá monitorar o seu progresso. Você será sujeito a exames oftalmológicos frequentes para verificar se o tratamento está a melhorar a sua visão.
Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL