quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Doença da descompressão - Tratamento de doença de descompressão

Doença da descompressão causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
A doença da descompressão, também chamada de barotrauma generalizada refere-se a ferimentos causados por uma rápida diminuição na pressão que o rodeia, de ar ou água. Ela ocorre mais comumente em mergulhadores, embora também possa ocorrer durante a permanência em elevada altitude como no decorrer de viagens aéreas despressurizadas. No entanto, a doença da descompressão é rara em aeronaves pressurizadas, tais como aquelas que são utilizadas em voos comerciais.

Causas de doença da descompressão

Quando você mergulha com ar comprimido, você toma oxigênio extra e nitrogênio. O corpo usa o oxigênio, mas o nitrogênio é dissolvido no seu sangue, onde permanece durante o mergulho. Quando você nada de volta em direção à superfície, após um mergulho profundo, a pressão da água em torno de você diminui. Se esta transição ocorrer muito rapidamente, o azoto não tem tempo para sair do sangue. Em vez disso, ele separa-se fora do sangue e forma bolhas nos seus tecidos ou sangue. São estas bolhas de nitrogênio que causam a doença de descompressão. A dor nas articulações é um sintoma comum.
O que acontece dentro do corpo durante a doença da descompressão é semelhante ao que acontece quando você abre uma bebida gaseificada. Ao abrir a garrafa ou lata, a pressão diminui na bebida do recipiente, o que faz com que o gás saia do líquido sob a forma de bolhas. Se as bolhas de nitrogênio se formarem no seu sangue, elas podem danificar os vasos sanguíneos e bloquear o fluxo sanguíneo normal.
Fatores que colocam você em maior risco de doença descompressiva incluem:
  • Defeitos de nascimento no músculo do coração, incluindo defeitos do septo atrial e defeito do septo ventricular
  • Ter mais de 30 anos
  • Ser do sexo feminino
  • Ter aptidão cardiovascular baixa
  • Ter elevada percentagem de gordura corporal
  • Usar álcool ou tabaco
  • Fadiga, enjôo ou falta de sono
  • Lesões (antiga ou atual)
  • Mergulho em água fria
  • Doença pulmonar
Pessoas com um orifício ou abertura anormal no coração devido a um defeito de nascimento ,têm um risco especialmente elevado de desenvolver sintomas graves de doença da descompressão. Uma vez que as bolhas criam pressão arterial elevada nos pulmões, o sangue e as bolhas das veias podem fluir mais facilmente através da abertura do coração, o que significa que o sangue pode voltar a circular nas artérias sem primeiramente ter obtido oxigênio. Uma abertura no coração também pode permitir que uma bolha de ar relativamente grande (chamada de embolia gasosa) possa circular nas artérias. Uma embolia aérea pode causar um acidente vascular cerebral.
Pessoas com asma ou outra doença pulmonar podem ter bolsas de ar de paredes finas nos seus pulmões, chamadas bolhas. Estas bolsas não esvaziam rapidamente quando as pessoas exalam. Quando a pessoa retorna à superfície após um mergulho profundo, o ar nas bolhas pode expandir-se. Se ocorrer uma rutura numa bolha, esta pode causar um colapso pulmonar ou permitir que uma bolha de ar grande (embolia gasosa) possa entrar nas artérias.

Sintomas de doença da descompressão

Os sintomas da doença da descompressão incluem:

Diagnóstico de doença da descompressão

A sua história médica e os sintomas associados ao mergulho são fatores fundamentais para o diagnóstico da doença de descompressão. Normalmente os exames de sangue e raios-X não mostram quaisquer sinais do problema.

Tratamento para doença da descompressão

O tratamento de emergência para a doença da descompressão envolve a manutenção de pressão arterial e administração de oxigânio. Alguns fluidos também podem ser administrados. A chave para o tratamento está na utilização de uma câmara de oxigénio hiperbárica, que é uma câmara de alta pressão, em que o paciente recebe 100% de oxigénio. Este tratamento inverte as alterações da pressão que permitiram que as bolhas de gás pudessem formar-se e impulsiona azoto de volta para a sua forma líquida, de modo que ele pode ser limpo mais gradualmente ao longo de um período de horas.


Prevenção da doença da descompressão

Para minimizar o risco de doença de descompressão durante um mergulho, considere:
  • Quando mergulhar e voltar à superfície, faça-o lentamente na água, e não permaneça numa grande profundidade por mais tempo do que o recomendado. Normalmente, os mergulhadores usam tabelas de mergulho que mostram quanto tempo você pode permanecer numa determinada profundidade.
  • Não voe durante 24 horas após o mergulho.
  • Não beba bebidas alcoólicas antes de mergulhar.
  • Evite banheiras de hidromassagem, saunas ou banhos quentes após um mergulho.
  • Certifique-se de que se mantem bem hidratado, bem descansado e preparado antes do mergulho. Se você teve recentemente uma doença grave, lesão ou cirurgia, fale com o seu médico antes de mergulhar.
Algumas pessoas devem evitar mergulhar, ou devem considerar riscos especiais. Se você tiver um problema cardíaco, não será seguro mergulhar. Se você tem asma, uma história de um pulmão rompido em qualquer momento da sua vida ou uma outra doença pulmonar, discuta a segurança do mergulho com um médico antes de decidir se deve mergulhar. Uma pessoa que requeira insulina para tratar a diabetes, pode ter grandes oscilações nos níveis de glicose no sangue durante um mergulho, e recomenda-se cautela. Evite mergulhar, se você tiver uma hérnia na virilha que não tenha sido reparada, uma vez que a expansão do gás na hérnia pode causar sintomas desagradáveis.

Também poderá gostar de ler:

Nenhum comentário:
Postar um comentário

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL