sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Colonoscopia

Colonoscopia causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações

O que é uma colonoscopia

A colonoscopia é um exame completo do cólon ou do intestino grosso. A colonoscopia é semelhante a outro tipo de exame chamado sigmoidoscopia, que examina apenas a última parte do cólon. Para realizar a colonoscopia, o médico usa um instrumento chamado colonoscópio, que é um tubo flexível de visualização, com lentes, uma pequena câmera de TV e uma luz numa extremidade. Através de feixes de fibras flexíveis de vidro (tecnologia de fibra óptica) e um chip de computador de vídeo pequeno, o colonoscópio varre o interior do cólon e transmite imagens para uma tela de vídeo.
Durante a colonoscopia, o médico pode verificar o cólon para constatar crescimentos anormais chamados pólipos, locais de sangramento e para avaliar outras condições, tais como colite. O procedimento pode levar até uma hora, sendo feito numa sala especial ou numa área de ambulatório de um hospital. Embora o colonoscópio seja lubrificado e se possa dobrar facilmente, a pessoa será levemente sedada para minimizar qualquer desconforto.

Para que se usa uma colonoscopia

A colonoscopia é usada para observar o revestimento do cólon. Isto faz com que se torne útil na deteção de câncer de cólon, pólipos, inflamação e outros problemas do trato gastrointestinal. Rotineiramente, para procurar por um possível câncer de cólon, o médico pode recomendar a colonoscopia a cada 7 a 10 anos. A colonoscopia deve começar mais cedo em pessoas com alto risco de câncer colorretal, que possa decorrer de uma história familiar de câncer colorretal, doença inflamatória crônica do intestino ou certas síndromes hereditárias, incluindo polipose adenomatosa familiar. Uma colonoscopia regular em intervalos mais frequentes também é recomendada para avaliar qualquer pessoa que já tenha sido diagnosticada e tratada para um crescimento canceroso ou pólipo pré-canceroso do intestino que entretanto tenha sido removido.
A colonoscopia pode ser feita como um exame de acompanhamento após um exame de sangue oculto nas fezes positivo. Ela também pode ser usada para identificar a fonte do sangramento retal ou para confirmar que não são áreas de colite (inflamação do cólon) em alguém que tem sintomas.
Se o médico verificar uma área suspeita durante a colonoscopia, ele pode usar um utensílio no final do colonoscópio para tomar uma biópsia (pequena amostra de tecido) para ser examinada num laboratório. Se um pólipo for encontrado durante a colonoscopia, o médico pode usar um dispositivo para remover todo o pólipo, de modo que este possa ser enviado para análise laboratorial.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL