terça-feira, 30 de agosto de 2016

Sinusite crônica - Tratameno de sinusite crônica

Sinusite crônica causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
A sinusite crônica é uma inflamação de longo prazo dos seios nasais. Os seios nasais são espaços de ar úmido por trás dos ossos da face superior (entre os olhos e atrás da testa, nariz e bochechas). Normalmente, os seios nasais drenam através de pequenas aberturas para o interior do nariz. 

Causas de sinusite crônica

Qualquer coisa que obstrua o fluxo, pode causar um acúmulo de muco, e por vezes pus nos seios nasais. A drenagem dos seios nasais pode ser obstruída por anormalidades estruturais do nariz, infecção ou inchaço dos tecidos causado por alergias. O acúmulo de muco leva ao aumento da pressão e dor facial. Em adultos, a sinusite crônica, na maioria das vezes está associada a inchaço nasal causado por alergias, especialmente alergia a poeira inalada, mofo, pólen ou esporos de fungos. Estas alergias desencadeiam a libertação de histamina e de outros produtos químicos que provocam o revestimento interior do nariz, o que motiva o inchar e bloquear a drenagem do seio nasal.
Pólipos, tumores nasais e fraturas nasais podem obstruir a drenagem do seio nasal, levando a sinusite crônica. Sinusite crônica também pode ser vista em pessoas cujos seios e fossas nasais são anormalmente estreitas do ponto de vista estrutural. Pessoas com asma, fibrose cística, ou problemas no sistema imunológico desenvolvem sinusite crônica mais frequentemente do que as outras pessoas.

Sintomas sinusite crônica

O sintoma mais comum de sinusite crônica é a pressão dolorosa na parte superior da face, especialmente na testa, atrás do nariz, entre ou por trás dos olhos, ou na bochecha. Por vezes, a dor no seio nasal pode sentir-se como uma dor de dente. Outros sintomas incluem congestão nasal, gotejamento pós-nasal que piora durante a noite, e respiração com mau-cheiro que não está relacionada com problemas dentários. Febre e descarga nasal descolorida e espessa são sinais de sinusite aguda, uma infecção de curto prazo, geralmente causada por vírus ou bactérias. Os mesmos sintomas podem estar presentes na sinusite crônica.

Diagnóstico de sinusite crônica

O seu médico irá formular perguntas sobre os seus sintomas, há quanto tempo os tem, e a que é que você pode ser alérgico no seu ambiente habitual. Ele irá examiná-lo, dando especial atenção para o seu nariz e garganta. Durante este exame, o médico irá verificar se existem:
  • Febre
  • Sensibilidade nas áreas de seu rosto que recobrem os seios nasais
  • Inflamação e muco no nariz e garganta
  • Pólipos nasais ou um desvio de septo
  • Aumento dos gânglios linfáticos
Geralmente, o médico pode diagnosticar sinusite crônica e iniciar o tratamento com base nos seus sintomas e no exame físico. Normalmente não são necessários testes adicionais. Se o diagnóstico não for claro, ou se o seu médico suspeitar que você pode ter um bloqueio estrutural, ele pode solicitar exames para analisar os seios nasais (normalmente uma tomografia computadorizada ou ressonância magnética). Você também pode ser encaminhado para um especialista para mais testes. Um especialista em ouvidos, nariz e garganta pode analisar o seu nariz e garganta. Um especialista em alergia pode realizar exames de sangue (RAST) para descobrir a que é que você é alérgico.

Tratamento para sinusite crônica

Se você acha que tem sinusite, você pode, inicialmente, tentar algumas medidas em casa para ajudar a reduzir o inchaço e a abrir os seios nasais bloqueados. Inale vapor e use lavagens nasais com spray salino, muitas vezes. Descongestionantes, por via oral ou spray nasal, estão disponíveis sem receita médica e podem ajudar a aliviar a pressão. Para controlar a dor, tente paracetamol (Tylenol) ou ibuprofeno (Advil, Motrin e outros).
Atendendo a que, muitas vezes  a sinusite crônica é causada por inflamação relacionada com alergias, identificar, tratar e prevenir as alergias ajuda a aliviar a sinusite. Medicamentos para alergias incluem anti-histamínicos, descongestionantes, inibidores de leucotrienos e medicamentos anti-inflamatórios.
Sprays nasais de corticosteróides também podem aliviar o inchaço nasal e a inflamação dos seios nasais. Se estes sprays não ajudarem, você pode precisar de esteróides orais, tais como prednisona. Você também pode precisar de tomar antibióticos, juntamente com corticosteróides orais ou nasais. Se as alergias forem difíceis de controlar, um especialista em alergia pode testá-lo para alergias específicas e administrar imunoterapia para tratar os seus sintomas.
Se os sintomas são difíceis de controlar apenas com medicamentos, você pode precisar de recorrer a um especialista em ouvidos, nariz e garganta, que pode determinar se você precisa de drenar os seios nasais ou se precisa de cirurgia endoscópica para alargar as aberturas dos seios nasais. A cirurgia endoscópica usa pequenos instrumentos para ver e operar através das fossas nasais, até aos seios nasais. Se o bloqueio da abertura do seio nasal for limitado, a dilatação com balão pode resolver o problema e evitar uma cirurgia mais complicada.
Pólipos nasais e outros bloqueios estruturais também podem ser removidos com cirurgia endoscópica. Mesmo um desvio de septo pode ser corrigido com a cirurgia endoscópica.


Prevenção de sinusite crônica

Se você tiver sinusite crônica, evite o tabagismo e exposição ao fumo passivo. Você também deve evitar passar longos períodos de tempo ao ar livre, quando existem elevados níveis de alérgenos ou poluentes. Em espaços interiores, utilize aparelhos de ar condicionado e umidificadores, já que estes, por vezes, podem ajudar a prevenir os sintomas da sinusite crônica. Se você tiver alergias, pode ajudar a prevenir episódios de sinusite, identificando e evitando potenciais gatilhos, e tomando medicamentos apropriados, conforme indicado pelo seu médico. Várias medidas podem ser tomadas em casa para remover muitos alérgenos internos que provocam problemas de sinusite. Considere:
  • Manter as janelas fechadas, especialmente janelas do quarto. Você pode reduzir a sua exposição à contaminação interna, utilizando um filtro de partículas de ar de alta eficiência no seu ar condicionado.
  • Enquanto viaja no seu carro, mantenha as janelas fechadas e use o ar condicionado. Alguns veículos mais recentes podem ser equipados com um sistema de filtro de ar de alta eficiência.
  • Tome um banho ou lave o cabelo antes de ir para a cama à noite, para remover os poluentes ou alérgenos transportados pelo ar que se acumularam durante o dia. Não seque a roupa no exterior, já que pode reunir alérgenos.
  • Minimize atividades com forte exposição aos pólenes, como cortar grama.
  • A inalação de vapor e lavagem do nariz com uma solução salina, usadas de modo regular também podem ajudar a evitar os sintomas.
  • Certifique-se de beber bastante líquidos.

Também poderá gostar de ler:

Postar um comentário
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL