quinta-feira, 13 de julho de 2017

Síndrome do túnel do carpo

Síndrome do túnel do carpo causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
Síndrome do túnel do carpo é uma condição relativamente comum que causa uma sensação de formigamento, dormência e às vezes dor na mão e dedos.


Sintomas de síndrome do túnel do carpo

Normalmente, algumas sensações desenvolvem-se gradualmente e pioram durante a noite, existindo tendência para afetar o polegar, o dedo indicador e o dedo médio.
Outros sintomas associados a esta síndrome incluem:
  • Sensação de alfinetes e agulhas a penetrar na pele (parestesia)
  • Fraqueza do polegar
  • Uma dor na mão ou braço

Causas de síndrome do túnel do carpo

A síndrome é causada pela compressão de um dos nervos que controlam a sensação e movimento nas mãos (nervo mediano).
O túnel do carpo é uma passagem estreita localizada no pulso, constituída por pequenos ossos e uma faixa resistente de tecido, que atua como uma roldana para os tendões que dobram os dedos.
Na maior parte dos casos, não se sabe porque é que o nervo mediano se comprime, mas admite-se que alguns fatores podem aumentar o risco de desenvolvimento da síndrome de túnel de carpo, tais como:
  • Uma história familiar desta síndrome
  • Gravidez, já que até cerca de 50% das mulheres grávidas desenvolvem a síndrome
  • Lesões no pulso
  • Outras condições de saúde, tais como diabetes e artrite reumatoide
  • Trabalho repetitivo e extenuante com a mão

Tratamento da síndrome do túnel do carpo

Nalguns casos, a síndrome irá desaparecer sem tratamento, mas algumas medidas simples de auto-cuidado também podem reduzir os sintomas.
Muitas vezes, a síndrome que ocorre em mulheres grávidas melhora dentro de três meses após o nascimento do bebê, apesar de poder haver necessidade de tratamento. Em algumas mulheres, os sintomas podem continuar por mais de um ano.
Tratamentos não-cirúrgicos, tais como talas de pulso e injecções de corticoide, são utilizados para tratar sintomas leves ou moderados.
Se os tratamentos não cirúrgicos falharem na concretização do objetivo de aliviar os sintomas, poderá haver necessidade de recorrer a uma cirurgia. Esta também poderá ser usada se existir um risco de dano permanente do nervo.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL