sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Mandíbula quebrada - Tratamento de mandíbula quebrada

Mandíbula quebrada causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
A mandíbula quebrada (ou fratura mandibular) é uma lesão facial comum. Apenas o nariz fica quebrado com mais frequência. A mandíbula quebrada é o décimo osso fraturado mais comum no corpo humano. Fraturas (quebras no osso) são geralmente o resultado de uma força direta ou trauma na mandíbula.

O maxilar ou mandibular, é o maior e principal osso da parte inferior da face.
Os homens são cerca de 3 vezes mais propensos a quebrar a mandíbula do que as mulheres, e esta condição ocorre mais comumente em pessoas com idade entre os 20 e os 30 anos.

Causas de mandíbula quebrada

As causas de mandíbula quebrada incluem:
  • Acidentes de viação
  • Assaltos
  • Lesões relacionadas com o desporto
  • Quedas

Sintomas de mandíbula quebrada

O sintoma mais comum é a dor no maxilar.
Você pode sentir que os seus dentes não se encaixam corretamente (má oclusão), mas você também pode ser incapaz de abrir a mandíbula toda, ter problemas para falar, ou inchaço na mandíbula. O queixo ou lábio inferior podem ficar dormentes por causa dos danos a um nervo que atravessa a mandíbula. No interior da boca, poderá verificar hemorragia ou encontrar uma mudança na dentição. Também podem ocorrer nódoas negras debaixo da língua ou até mesmo um corte no canal do ouvido devido ao movimento (para trás) do maxilar quebrado.

Diagnóstico de mandíbula quebrada

Um médico irá realizar um raios-X e exame físico. Geralmente, os exames de sangue não são necessários.
O exame físico será constituído por uma inspeção geral do rosto para uma óbvia deformidade, hematomas ou inchaço. O próximo passo será sentir o seu maxilar através da pele.
O médico irá verificar o movimento da mandíbula. Uma vez que o exame externo fique concluído, o médico irá verificar dentro da boca. Você será solicitado a morder, e os dentes serão avaliados para verificar o seu alinhamento.
O médico irá verificar a estabilidade do maxilar. Com uma espátula (uma vara de madeira plana) colocada na língua e entre os dentes é possível avaliar se você pode segurar a lâmina no lugar.
A melhor forma de triagem é a radiografia panorâmica em torno da mandíbula. Este tipo de raio-X pode não estar disponível em hospitais menores. Se as radiografias iniciais forem negativas, uma tomografia computadorizada pode ser indicada, se o médico achar que você tem uma mandíbula quebrada.

Tratamento para mandíbula quebrada

Auto-cuidado em casa

Se houver duvida de que a mandíbula se encontra quebrada, você precisa de ser verificado por um médico ou um dentista especializado em cirurgia oral.
O gelo deve ser aplicado na mandíbula para ajudar a controlar o inchaço enquanto se encaminha para o atendimento médico. Por vezes, você vai precisar de um copo de papel para pegar a baba ou para cuspir sangue durante a viagem para o departamento médico ou departamento de emergência médica.

Tratamento médico

Muitas pessoas que têm dor na mandíbula, não têm uma fratura na mandíbula e serão tratadas com medicamentos para a dor, e receberão instruções para implementar uma dieta leve.
Pessoas com fraturas exigem uma avaliação mais aprofundada. Muitas fraturas do maxilar estão associadas a problemas de gengiva ou danos nos tecidos, e devem ser consideradas algumas fraturas expostas. Nestes casos, os pacientes serão tratados com antibióticos.
Você também pode receber uma vacina contra o tétano. A dor será abordada e gerida de forma eficaz. Muitas fraturas mandibulares são estáveis, e o único tratamento necessário será a fiação dos dentes superiores e inferiores.
Muitas vezes, as fraturas mais instáveis requerem cirurgia. Os métodos cirúrgicos que utilizam placas em todo o local da fratura podem permitir que você mantenha um movimento normal da mandíbula e possa comer logo após a cirurgia.


Perspetiva para mandíbula quebrada

Dependendo da natureza e da localização da fratura, esta pode ter que ser corrigida com uma cirurgia. Algumas fraturas não necessitam de cirurgia e são geridas de modo mais adequado como o recurso a mudanças na dieta e no controle da dor. Algumas pessoas podem precisar de ser admitidas no hospital.

15 comentários:
Micael Gomes disse...

Olá. Será que você pode me ajudar, em fevereiro de 2015, sofri um acidente de moto, e quebrei o maxilar em três lugares, foi feita a cirurgia, mas acho que a cirurgia não foi bem feita pois meu rosto continua torto, e não consigo abrir a boca, não consegui fazer fisioterapia, pois meu maxilar doia bastante, voltei ao médico com raio X 3 D, e foi constatado uma outra fratura que impede eu abrir a boca, só que eles não quiseram se compremeter muito em fazer a cirurgia, pois achavam que era de risco, só que também o hospital não é muito estruturado, será que em outro lugar com uma medicina mais avançada e mais estrutura consigo com que meu maxilar volte ao normal?

Antunes disse...

Torna-se impossível que eu possa formular um diagnóstico para um caso em especial. De todo o modo será sempre aconselhável ouvir mais do que um especialista para verificar se as avaliações são coincidentes ou não... ou se existem outros tipos de abordagem que possam ser implementadas. De um ponto de vista geral, sem querer abordar este caso em particular, eu diria que qualquer intervenção de risco só deve ser implementada se os potenciais benefícios poderem superar o potencial risco. Dito isto, se a sua qualidade de vida está bastante reduzida, poderá haver a possibilidade de considerar uma intervenção com um certo risco, mas esta avaliação terá der feita pelo seu especialista em conjunto com você. Tudo de bom para você.

Vagner godoi disse...

Bom dia!!
Será que vc poderia tirar uma dúvida por favor sofri uma queda e fraturei minha mandíbula, a dor e suportável porém somente um dente do fundo se tocam e estou com a língua e parte da buxeixa amortecida gostaria de saber se todos casos de fratura na mandíbula e caso de cirurgia?

Antunes disse...

Olá. Como disse no artigo nem todas as fraturas terão de ser alvo de cirurgia, já que nalguns casos a situação pode ser gerida e controlada.
Tudo depende da extensão da cirurgia. Tudo de bom para você.

Anônimo disse...

sofri um acidente em 2009, e quebrei o maxilar inferior, só que ate hoje sofro com infecção na gengiva inferior, ja tomei varios remedios e nao sara,me preocupo muito,pois faz tempo, o que devo tomar? ja tomei antiinflamatorios e ate antibioticos

Augusto Antunes disse...

Só a promoção de testes permitirá identificar a causa da sua infecção. E só a identificação da causa permitirá definir medicação que possa limpar a infecção.

José Ademar disse...

Olá,fiz uma cirurgia ortognática há 26 dias, porém a placa do lado direito da mandíbula soltou-se devido á um espasmo violento que tive devido ao bruxismo severo que tenho. Após reintervenção cirúrgica, foram colocadas duas placas sendo que houve enxerto ósseo na 1a cirurgia. A pergunta que faço é: em quanto tempo posso me considerar seguro em não mais ter outro problema desses? Estou com a dentição travada por 15 dias, usando relaxante muscular e fiz aplicação de botox para bruxismo. Em quanto tempo o osso "cola"?

Leonardo Lima disse...

ola queria tirar uma duvida quebrei a mandibula em 2016, depois do tratamento percebi em fotos que esta meio inchado ainda, tem alguma coisa que eu possa fazer so para desinchar o rosto.

Augusto Antunes disse...

Uma vez que cada caso é um caso, e cada caso deverá ser avaliado presencialmente por um médico, o que se poderá dizer é que existe uma maior probabilidade de não se conseguir repor as condições existentes antes de ter quebrado a mandíbula.

NaldoIphone 5c disse...

Olá quebrei meu maxila em duas partes fui pro hospital passei uns dias tomando remédio fiz tomografia e no dia que era pra fazer a sirurjia o médico falou que não precisa ae como eu uso aparelho ele colocou uns ferros no aparelho e colocou umas ligas ae não posso abrir a boca estou sem movimento algum da boca comendo só coisa líquida vc acha que no meu caso não o osso vai se recuperar sem serurjia?????

Unknown disse...

Olá sofri um acidente de moto e trinquei o maxilar dos 2 lados bem abaixo da orelha .o médico travou minha boca com um aparelho .to sem movimento algum .com os dentes .pra ver c o osso cola de novo . Mais pode ser q n cole .e tenha q faser serurgia para coloca umas barras .fixando o maxila .tem algum risco de fikar alguma seguela .meu rosto torto .ou perder algum movimento do rosto .Obrigado

Augusto Antunes disse...

Existem sempre riscos associados a uma intervenção desse tipo. Existe sempre a possibilidade de a intervenção poder deixar alguma mazela.
Quanto melhor for o especialista que promoverá a intervenção, menor será o risco associado.

Elaine Assumpção disse...

Olá. Poderia me ajudar? Caí de queixo no chão. Está inchado e roxo. Coloquei gelo assim que aconteceu o acidente. Mas não sangrou e nenhum dente fora do lugar. Sou pouco sensível a dor. Incomoda um pouco para abrir a boca e pra falar. Mas não é impossível. É caso de procurar um médico?

Augusto Antunes disse...

Olá. Se você ainda estiver sentido dor e o inchaço se mantiver será melhor consultar um médico, para este poder mandar providenciar exames de imagem, caso se torne necessário.

Anônimo disse...

Olá sofri um acidente há seis anos atrás não fiz a cirurgia quebrei meu maxilar e minha boca continua um pouco torta e meu rosto ficou afundado hoje depois de seis anos o que eu poderia fazer para meu rosto voltar ao normal como era antes?

ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL