terça-feira, 4 de julho de 2017

Enurese - Causas e tratamento

Enurese causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
Enurese é o termo médico para a incontinência urinária durante o sono. Xixi na cama é bastante comum entre as crianças e muitas vezes é apenas uma fase do seu desenvolvimento. Enurese é mais comum entre meninos do que entre meninas.
Pessoas com enurese molham a cama ou liberam a urina em momentos inapropriados. Liberação de urina durante a noite (enurese noturna) é muito mais comum do que durante o dia. Enurese, comumente afeta crianças jovens, sendo uma condição involuntária. Muitos casos de enurese resolvem-se por si só, quando a criança amadurece, embora algumas crianças precisem de tratamento comportamental ou fisiológico a fim de permanecer secas.
Existem dois tipos principais de enurese em crianças. A enurese primária que ocorre quando uma criança nunca estabeleceu o controle da bexiga. Enurese secundária que ocorre quando uma pessoa estabeleceu o controle da bexiga por um período de seis meses, mas em seguida ocorrem recaídas. Para ser diagnosticada com enurese, uma pessoa deve ter pelo menos cinco anos de idade ou ter atingido uma idade de desenvolvimento de cinco anos. Abaixo dessa idade, os problemas com o controle da bexiga são considerados normais.

Causas de enurese

Uma série de situações pode causar esta condição. Algumas das causas mais comuns de enurese incluem:
  • Fatores genéticos (que tendem a ocorrer nas famílias)
  • Dificuldades para acordar do sono
  • Estresse
  • Desenvovimento mais lento do que o normal do desenvolvimento do sistema nervoso central (o que reduz a capacidade da criança para parar o esvaziamento da bexiga durante a noite)
  • Fatores hormonais (hormônio antidiurético não é produzido de modo suficiente; este hormônio diminui a produção de urina durante a noite)
  • Infecções do trato urinário
  • Anormalidades na válvula de uretra em meninos ou no ureter nas meninas ou meninos
  • Anormalidades na medula espinhal
  • Uma bexiga pequena
Enurese não é um problema mental ou comportamental. Isto não acontece porque a criança está com preguiça de sair da cama para ir ao banheiro.
As crianças conseguem controlar a bexiga em diferentes idades. Com a idade de 6 anos, a maioria das crianças já não urina durante o sono. Xixi na cama até aos 6 anos de idade não é incomum, mesmo que possa ser frustrante para os pais. Se a criança tiver menos de 6 anos de idade, geralmente, o tratamento não se torna necessário.

Diagnóstico de enurese

Apesar da maioria das crianças que fazem xixi na cama serem saudáveis, o seu médico pode ajudar a determinar se a condição do seu filho é causada por um problema médico. Em primeiro lugar, o seu médico irá fazer perguntas sobre o dia-a-dia do seu filho e hábitos noturnos. Em seguida, o seu médico irá fazer um exame físico e, provavelmente, um teste de urina para verificar se existe infecção ou diabetes.
O médico também pode formular perguntas sobre como é que as coisas estão a correr em casa e na escola do seu filho. Embora você possa estar preocupado com o problema do seu filho, os estudos mostram que as crianças que fazem xixi na cama não apresentam um maior risco de estarem emocionalmente perturbadas, quando comparadas com outras crianças. O seu médico também irá formular perguntas sobre a sua vida familiar, porque o tratamento pode depender de mudanças em casa.

Tratamento para enurese

A maioria das crianças superam a enurese sem tratamento. No entanto, você e o seu médico podem decidir se o seu filho precisa de tratamento. Existem 2 tipos de tratamento, nomeadamente terapia comportamental e medicamentos. A terapia comportamental ajuda a ensinar o seu filho a não molhar a cama. Alguns tratamentos comportamentais incluem:
  • Limitar a ingestão de fluidos antes de deitar.
  • Motivar o seu filho a ir ao banheiro no início da rotina do sono e depois novamente antes de dormir.
  • Usar um sistema de alarme que toca quando a cama se molha, ensinando e ajudando a criança a responder às sensações da bexiga durante a noite.
  • Criar um sistema de recompensa para noites secas.
  • Pedir ao seu filho para mudar os lençóis da cama quando ele molha a cama.
  • Treinamento da bexiga. Neste caso, a criança deve segurar a sua urina por períodos mais longos e mais longos durante o dia, num esforço para esticar a bexiga, para que ela possa reter mais urina. 

Medicamentos

O seu médico pode receitar medicamentos para o seu filho, se ele tiver pelo menos 7 anos de idade e se a terapia de comportamento não tiver funcionado. Mas, os medicamentos não são uma cura para a condição. Um tipo de medicamento ajuda a bexiga a reter mais urina e outro tipo de medicamento pode ajudar os rins a produzir menos urina. Estes medicamentos podem motivar efeitos colaterais, tais como boca seca.

Ajudar a criança a lidar com enurese

Enurese pode levar a problemas de comportamento, porque uma criança pode sentir culpa e vergonha. É verdade que o seu filho deve assumir a responsabilidade da enurese, mas ele não deve sentir-se culpado. É importante que o seu filho saiba que a enurese não é "culpa" dele. Punir o seu filho por molhar a cama não vai resolver o problema.
Pode ser importante informar a criança de que não se sabe a causa exata da condição. Explique que ela tende a funcionar nas famílias (por exemplo, se você molhou a cama em criança, deve compartilhar essas informações com o seu filho).
Lembre o seu filho de que não existe problema em usar o banheiro durante a noite. Coloque iluminação especial no percurso do quarto para o banheiro, para que o seu filho possa encontrar facilmente o seu caminho. Você também pode cobrir o colchão do seu filho com uma capa de plástico para tornar a limpeza mais fácil. Se ocorrerem acidentes, elogie o seu filho por tentar ajudar na limpeza.

Prevenção de enurese

Apesar da enurese não poder ser evitada, um efeito colateral da condição é a vergonha e constrangimento social que causa. Crianças que fazem xixi podem evitar acampamentos e outras atividades onde a sua enurese se possa tornar óbvia. A perda dessas oportunidades podem causar uma perda de auto-estima, isolamento social e problemas de ajustamento.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL