segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Dor no pescoço ou músculos esticados por má postura

Dor no pescoço causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
Dor no pescoço é uma queixa comum. Os músculos do pescoço podem ficar esticados devido a má postura, como por exemplo se uma pessoa se mantiver inclinada sobre o seu computador ou sobre uma bancada de cozinha. A osteoartrite é também uma causa comum de dor no pescoço.
Raramente, a dor no pescoço pode ser um sintoma de um problema mais grave. Procure assistência médica se a dor for acompanhada de dormência ou perda de força nos braços ou mãos ou se tiver dor aguda no seu ombro ou abaixo do seu braço.

Sintomas

Sinais e sintomas incluem:
  • A dor que muitas vezes é agravada ao manter a sua cabeça numa determinada posição por longos períodos de tempo, como ao dirigir ou quando trabalha num computador
  • Rigidez e espasmos musculares
  • Diminuição da capacidade de mover a cabeça
  • Dor de cabeça

Causas

O pescoço é flexível e suporta o peso da cabeça, pelo que, pode ser vulnerável a lesões e condições que causam dor e restringem o movimento. As causas de dor no pescoço incluem:
  • Distensões musculares. O uso excessivo, como muitas horas debruçado sobre o seu computador ou smartphone, pode desencadear tensões musculares. Mesmo pequenas coisas, como a leitura na cama ou ranger os dentes, pode esticar os músculos do pescoço.
  • Articulações desgastadas. Assim como as outras articulações do seu corpo, as articulações do pescoço tendem a desgastar-se com a idade. Osteoartrite faz com que a cartilagem entre os ossos (vértebras) se possa deteriorar. Então, o corpo, forma esporões ósseos que afetam a mobilidade articular, causando dor.
  • Compressão do nervo. A hérnia de disco ou osteófitos nas vértebras do pescoço podem pressionar os nervos que se ramificam a partir da medula espinhal.
  • Lesões. Colisões na parte de trás do seu automóvel resultam muitas vezes em lesões cervicais, que ocorrem quando a cabeça é empurrada para trás e depois para a frente, esticando os tecidos moles do pescoço.
  • Doenças. Algumas doenças, tais como artrite reumatóide, meningite ou câncer, podem causar dor no pescoço.


Diagnóstico

O seu médico irá tomar uma história médica e fazer um exame físico. Ele irá verificar se existe sensibilidade, dormência e fraqueza muscular, bem como verificar o quão longe você pode mover a cabeça para a frente, para trás e para os lados.

Exames de imagem

O seu médico pode solicitar exames de imagem para obter uma melhor imagem da causa da sua dor no pescoço. Exemplos incluem:
  • Raios X. Raios-X podem revelar áreas no seu pescoço onde os seus nervos (ou na medula espinhal) possam ser prensados por esporões ósseos ou outras alterações degenerativas.
  • Tomografia computadorizada. Tomografias combinam imagens de raios-X tirados de muitas direcções diferentes para produzir cortes transversais detalhados das estruturas internas do pescoço.
  • Ressonância magnética. Este exame utiliza ondas de rádio e um campo magnético forte para criar imagens detalhadas dos ossos e tecidos moles, incluindo a medula espinhal e os nervos que vêm da medula espinhal.
É possível que os raios-X ou ressonância magnética possam evidenciar problemas estruturais no seu pescoço sem que você tenha sintomas. Estudos de imagem são mais utilizados como um complemento para uma história cuidadosa e exame físico para determinar a causa da dor.


Outros testes

Outros testes para avaliar a dor podem incluir:
  • A eletromiografia (EMG). Se o seu médico suspeitar de que a dor pode estar relacionada a um nervo comprimido, ele pode sugerir uma eletromiografia. Esta envolve a inserção de agulhas finas através da sua pele, num músculo, e a realização de testes para medir a velocidade de condução nervosa, para determinar se os nervos específicos estão a funcionar corretamente.
  • Exames de sangue. Por vezes, os exames de sangue podem fornecer evidências de condições inflamatórias ou infecciosas que possam estar a causar ou a contribuir para a sua dor no pescoço.

Tratamento

Geralmente, os tipos mais comuns de leve a moderada dor no pescoço respondem bem ao auto-cuidado dentro de duas ou três semanas. Se a dor persistir, o médico pode recomendar outros tratamentos.

Medicamentos

O seu médico pode prescrever medicamentos mais fortes para a dor do aqueles que você pode obter através de venda livre, bem como relaxantes musculares e antidepressivos tricíclicos para alívio da dor.

Terapia

Terapias podem incluir:
  • Fisioterapia. Um fisioterapeuta pode ensinar-lhe a manter uma correta postura e alinhamento, e pode ensinar exercícios de fortalecimento do pescoço, podendo usar calor, gelo, estimulação elétrica e outras medidas para ajudar a aliviar a sua dor e para evitar a reincidência.
  • Estimulação elétrica transcutânea do nervo. Eletrodos colocados sobre a pele, perto das áreas dolorosas entregam pequenos impulsos elétricos que podem aliviar a dor.
  • Tração. Tração usa pesos, polias ou uma bexiga de ar para esticar delicadamente o seu pescoço. Esta terapia, sob a supervisão de um terapeuta profissional, pode proporcionar alívio de alguma dor, especialmente dor relacionada com a irritação da raiz nervosa.
  • Imobilização de curto prazo. Um colar macio que suporte o seu pescoço pode ajudar a aliviar a dor, evitando a pressão das estruturas do pescoço. No entanto, se for utilizado por mais de três horas de cada vez ou mais de uma a duas semanas, um colar pode fazer mais mal do que bem.

Procedimentos cirúrgicos e outros

Outros procedimento para tratamento da dor no pescoço podem incluir:
  • As injecções de esteróides. O seu médico pode injetar medicamentos corticosteróides perto das raízes nervosas, nas pequenas articulações nos ossos da coluna cervical ou nos músculos do seu pescoço para ajudar a aliviar a dor. Medicamentos para entorpecimento, tais como a lidocaína, também podem ser injetados para aliviar a sua dor no pescoço.
  • Cirurgia. Raramente se torna necessária para a dor no pescoço, mas a cirurgia pode ser uma opção para aliviar a raiz do nervo ou compressão da medula espinhal.

Prevenção

A maior parte dos casos de dor no pescoço são associados com má postura combinada com desgaste relacionado com a idade. Para ajudar a evitar a dor no pescoço, mantenha a cabeça centrada sobre a sua coluna. Algumas mudanças simples na sua rotina diária podem ajudar. Considere tentar:
  • Usar uma boa postura. Quando se mantêm em pé ou sentado, certifique-se de que os seus ombros estão em uma linha reta sobre os seus quadris e as suas orelhas estão diretamente sobre os seus ombros.
  • Faça pausas frequentes. Se você viajar longas distâncias ou trabalhar longas horas em frente ao computador, levante-se, movimente-se e estique o pescoço e ombros.
  • Ajuste a sua mesa, cadeira e computador para que o monitor esteja ao nível dos olhos. Os joelhos devem estar ligeiramente abaixo dos quadris. Use os braços da sua cadeira.
  • Evite colocar o telefone entre o ouvido e o ombro quando você fala. Use um fone de ouvido ou de viva-voz.
  • Se você fuma, pare de fumar. Fumar pode colocá-lo em maior risco de desenvolver dor no pescoço.
  • Evite carregar pesados sacos com alças sobre o seu ombro. O peso pode esticar o pescoço.
  • Durma numa posição adequada. A sua cabeça e pescoço devem ficar alinhados com o seu corpo. Use um pequeno travesseiro sob o seu pescoço. Tente dormir de costas, com as coxas elevadas em travesseiros, o que vai achatar os músculos da coluna vertebral.
Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL