sábado, 15 de julho de 2017

Condromalácia - Causas, sintomas e tratamento

Condromalácia causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
As articulações do corpo são amortecidas com um tipo de tecido chamado de cartilagem articular. Este tecido resistente cobre as extremidades dos ossos dentro de uma articulação. Devido aos movimentos articulares, a cartilagem contribui para amortecer os ossos e para lhes permitir deslizar suavemente uns contra os outros.
Por vezes, a cartilagem amolece e quebra. Esta condição é chamada de condromalácia. A cartilagem perde a sua capacidade para proteger as extremidades dos ossos quando ocorrem os movimentos articulares. As extremidades dos ossos podem esfregar umas nas outras, causando dor.
Condromalácia pode afetar qualquer articulação, mas a localização mais comum é o interior do joelho, e geralmente começa como uma pequena área de cartilagem amolecida por trás da patela (rótula), podendo tornar-se dolorosa. Eventualmente, com o amolecimento da cartilagem, esta pode rachar ou fragmentar-se numa massa de fibras. Em casos graves, a cartilagem danificada pode desgastar-se completamente até à superfície inferior da rótula. Se isto acontecer, a superfície óssea do joelho exposta pode moer dolorosamente contra outros ossos do joelho. Além disso, pedaços de cartilagem podem flutuar dentro da articulação, irritando ainda mais as células que revestem a articulação. Em resposta, estas células produzem fluido dentro da articulação (chamado de derrame articular).

Causas de condromalácia

Muitos tipos diferentes de lesões articulares e distúrbios da articulação podem levar a condromalácia. No joelho, geralmente, a condromalácia está relacionada com uma lesão, uso excessivo do joelho, e ossos ao redor da articulação do joelho mal alinhados. Estas causas incluem:
  • Trauma, especialmente uma fratura ou luxação da rótula
  • Um desequilíbrio dos músculos ao redor do joelho (alguns músculos ficam mais fracos do que outros)
  • O uso excessivo (repetida flexão ou torção) da articulação do joelho, especialmente durante a prática desportiva
  • Músculos ou ossos perto da articulação do joelho mal alinhados
  • Lesão de um menisco (cartilagem no interior da articulação do joelho)
  • A artrite reumatoide ou osteoartrite
  • Uma infecção na articulação do joelho
  • Episódios repetidos de sangramento dentro da articulação do joelho
  • Repetidas injecções de esteroides no joelho
A condromalácia do joelho afeta adultos jovens mais do que em qualquer outra faixa etária, sendo especialmente comum em corredores, esquiadores, jogadores de futebol, ciclistas e outros atletas que enfatizam repetidamente os joelhos. Além disso, os trabalhadores que passam muito tempo ajoelhados (particularmente aplicadores de pavimentos) são mais propensos a desenvolver este problema.

Sintomas de condromalácia

O sintoma mais comum de condromalácia é uma dor. Esta dor pode piorar quando você sobe ou desce escadas. Esta também pode aumentar depois de uma pessoa permanecer sentada numa determinada posição por um longo período de tempo. Por exemplo, o joelho pode motivar dor quando você se levanta depois de assistir a um filme ou após uma longa viagem de carro ou avião.
A condromalácia também pode causar uma repentina dificuldade de movimentação. Estes sintomas tendem a ocorrer quando você dobra o joelho várias vezes, especialmente quando desce escadas. Nalguns casos, o joelho doloroso também pode aparecer inchado.
A condromalácia pode causar um som rangente ou sensação de moagem quando você move o seu joelho. No entanto, sons de ranger durante a flexão nem sempre significam que a cartilagem se encontra danificada.


Quando consultar um médico

Contate o seu médico sempre que tiver dor no joelho que não desaparece ou quando a articulação do joelho fica inchada.

Diagnóstico para condromalácia

O seu médico vai querer saber se você:
  • Fraturou a rótula ou qualquer outro osso na articulação do joelho
  • Torceu o joelho ou feriu o menisco do joelho (a cartilagem de absorção do choque em forma de disco no interior do joelho)
  • Foi sujeito a cirurgia no joelho
  • Teve sangramento ou uma infecção dentro da articulação do joelho
  • Foi diagnosticado com artrite no joelho
O seu médico também irá formular perguntas sobre o tipo de trabalho que você faz e as suas atividades recreativas e esportivas.
O médico irá comparar o joelho doloroso com o outro joelho normal. Ele também irá verificar se o joelho doloroso se encontra inchado, com deformidade, sensibilidade e fluido na articulação. Ele também irá verificar a posição da sua rótula e o alinhamento da articulação do joelho, podendo ainda dobrar e esticar o joelho delicadamente, para verificar se existe algum som de ranger ou sensações de moagem.
Depois, ele pode pedir um raio-X do joelho. Apesar dos raios-X padrão de joelho nem sempre detetarem a condromalácia, podem identificar outras causas de dor no joelho. Se os sintomas forem graves ou incomuns, o médico também pode solicitar uma tomografia computadorizada ou ressonância magnética do seu joelho.
Nalguns casos, o médico pode querer examinar o seu joelho através de um tipo de cirurgia chamada artroscopia. A cirurgia pode ser a única forma de ter a certeza de que o problema é a condromalácia, em vez de uma outra causa que poderia ser tratada de forma diferente.


Tratamento para condromalácia

Provavelmente, inicialmente, o seu médico irá recomendar tratamentos não cirúrgicos. Estes incluem:
  • A aplicação de gelo após o exercício, conforme necessário, para a dor ou inchaço
  • Tomar um medicamento anti-inflamatório não esteroide, como o ibuprofeno (Advil, Motrin e outros), para aliviar a sua dor no joelho e facilitar qualquer inchaço
  • Tomar outros analgésicos, como paracetamol (Tylenol), que também pode aliviar a dor
  • Iniciar um programa de exercícios para fortalecer os músculos em torno do joelho
  • Evitar exercícios de alto impacto
  • Evitar ajoelhar-se ou agachar-se
  • Usar uma fita ou uma cinta especial de rastreamento patelar para manter o seu joelho alinhado corretamente
A fisioterapeuta pode ser especialmente útil para orientar a segurança dos pacientes através destes tratamentos.Se os tratamentos não-cirúrgicos falharem, ou se você tiver sintomas graves, o médico pode recomendar uma artroscopia para verificar a cartilagem dentro do joelho. Se a cartilagem estiver suavizada ou desfiada, as camadas danificadas podem ser removidas durante a cirurgia, deixando a cartilagem saudável no seu local. Se necessário, o médico também pode corrigir o alinhamento da rótula ou de outras partes do joelho, para ajudar a reduzir o desgaste na cartilagem do joelho.


Prognóstico para condromalácia

Na maior parte dos casos, os tratamentos não cirúrgicos simples podem aliviar a dor no joelho das pessoas com condromalácia.
Se o tratamento não-cirúrgico falhar e tornar-se necessário realizar uma cirurgia, os estudos mostram que a maioria dos pacientes ficam satisfeitos com os resultados. Uma vez que a cartilagem danificada é removida cirurgicamente, geralmente, a dor diminui e as funções do joelho melhoram.


Duração de condromalácia

Normalmente, a condromalácia é um problema permanente. No entanto, muitas vezes, os tratamentos não-cirúrgicos podem aliviar a dor no joelho dentro de alguns meses. Se o tratamento não-cirúrgico falhar, o médico pode realizar uma cirurgia para remover a área de cartilagem danificada. Depois desta intervenção, a maioria dos pacientes acham que os seus sintomas melhoram.

Prevenção de condromalácia

Você pode reduzir o risco de condromalácia, impedindo lesões no joelho e não permitindo o uso excessivo das suas articulações do joelho. Para isso, considere:
  • Promover exercícios de aquecimento e alongamento antes de participar em atividades atléticas.
  • Promover exercícios para fortalecer os músculos das pernas em torno do joelho, especialmente os músculos da coxa chamados quadríceps.
  • Aumentar a intensidade do seu programa de treinamento de modo gradual. Nunca se esforce demais e rápido demais.
  • Usar sapatos confortáveis, com bom suporte, e que se encaixem bem nos pés e no seu esporte. Problemas com alinhamento do pé podem aumentar o risco de lesões no joelho. Pergunte ao seu médico sobre palmilhas que possam corrigir problemas de alinhamento.
  • Se você pratica ski ou se joga futebol, pergunte ao seu médico ou treinador sobre equipamento específico que você possa usar de modo a reduzir o risco de lesões no joelho.
  • Se você ajoelhar-se muitas vezes em superfícies duras, durante o seu trabalho, use almofadas de proteção para os joelhos.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL