quinta-feira, 13 de julho de 2017

Cervicite - Causas, sintomas e tratamento

Cervicite causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
O colo do útero é a abertura para o útero em forma de donut. Cervicite é uma inflamação e irritação do colo do útero. Os sintomas de cervicite podem ser semelhantes a vaginite, com corrimento vaginal, coceira ou dor na relação sexual.

Causas de cervicite

Cervicite pode ser causada por doenças sexualmente transmissíveis, sendo que as mais comuns são a clamídia e gonorreia. Tricomoníase e herpes genital também podem causar esta condição. Nalguns casos, a inflamação e irritação do colo do útero não é causada por uma infecção, podendo ser devida a trauma ou exposição a substâncias químicas irritantes.

Sintomas de cervicite

Muitas vezes, a cervicite não causa sintomas, mas algumas mulheres sentem dor durante a relação sexual, coceira vaginal, corrimento vaginal com sangue, manchas vaginais ou sangramento entre os períodos (normalmente após uma relação sexual vaginal). Se a uretra também ficar infetada, a pessoa pode sentir ardor ao urinar ou pode urinar com mais frequência. Cervicite pode espalhar-se para o útero, trompas ou ovários, resultando numa condição chamada de doença inflamatória pélvica. Se você tiver doença inflamatória pélvica, você pode ter dor abdominal ou febre.


Quando consultar um médico

Se você tiver dor recorrente durante uma relação sexual, uma nova descarga vaginal, descarga que mudou de cor, ou o aparecimento de manchas vaginais ou sangramento entre os períodos, você deve agendar uma consulta com o seu médico.
Se os seus sintomas também incluem febre ou dor abdominal, consulte um profissional de saúde o mais rapidamente possível.

Diagnóstico de cervicite

O seu médico irá formular perguntas sobre o seu histórico médico e sobre a existência de quaisquer novos parceiros sexuais. Este poderá realizar um exame pélvico para verificar o seu colo do útero, podendo recorrer a um aparelho chamado espéculo. Este é um dispositivo de metal ou de plástico com a forma de um bico de pato, que mantém a vagina aberta.
Se você tiver cervicite, o revestimento do colo do útero pode aparecer vermelho, inflamado, inchado ou irritado. Em casos mais graves, pode ocorrer pus a partir do colo do útero. Durante o exame pélvico, o médico recolherá uma amostra de descarga ou pus da sua abertura cervical, para que possa ser testada num laboratório e examinada sob um microscópio, para determinar se você tem uma infecção, como gonorreia, clamídia, tricomoníase ou herpes genital. O médico também pode verificar a existência de levedura ou vaginose bacteriana. Estas infecções podem causar sintomas semelhantes, apesar de afetarem a vagina em vez do colo do útero.
O médico também irá examinar a sua área pélvica, usando os dedos para verificar a sensibilidade do colo do útero, útero ou ovários. Para isso, o profissional de saúde irá colocar os dedos dentro da sua vagina. Certifique-se de informar o seu médico se você tiver alergia ao látex antes de ele colocar as luvas para o exame.
Se o colo do útero, útero ou ovários forem afetados, é possível que você tenha uma doença inflamatória pélvica (infecção do útero, trompas ou ovários), além da inflamação e irritação do colo do útero.

Tratamento para cervicite

O tratamento é guiado pelo tipo de infecção que a pessoa tem. Se você tiver fatores de risco para uma infecção sexualmente transmissível, como coito vaginal sem proteção com um novo ou múltiplos parceiros sexuais, ou se o exame físico sugerir que você pode ter cervicite, você pode começar o tratamento com antibióticos antes de conhecer os resultados dos testes.
Geralmente, a gonorreia é tratada com uma injecção de antibiótico, a ceftriaxona (Rocephin). Normalmente, a clamídia é tratada com antibióticos orais, tais como azitromicina (Zithromax), doxiciclina (vendido sob vários nomes de marca), ofloxacina (Floxin) ou levofloxacina (Levaquin). A tricomoníase é tratada com metronidazole. Se você for alérgico a qualquer um destes antibióticos, pode ser prescrita uma alternativa.
Se você tiver herpes genital, um medicamento antiviral pode ser prescrito. Este, poderá ser o aciclovir (Zovirax), valaciclovir (Valtrex) ou famciclovir (Famvir). Você também irá necessitar de tomar a medicação por um período de tempo que pode chegar aos 10 dias, na primeira vez que você desenvolver herpes genital. Para os surtos de herpes recorrentes, você pode tomar a medicação por três a cinco dias.
Se você for diagnosticado com uma infecção sexualmente transmissível, é importante informar os eventuais parceiros sexuais recentes, para que eles possam consultar um profissional de saúde para exames e tratamento.
Cervicite causada por trauma é tratada com um antibiótico especifico para o tipo de bactéria. A inflamação associada a este tipo de condição vai curar-se dentro de alguns dias, mas pode ocorrer apenas apos algumas semanas. Convêm evitar relações sexuais até que os sintomas melhorem, para evitar mais irritação no colo do útero.


Prognóstico para cervicite

A cervicite vai desaparecer dentro de, desde alguns dias até uma semana depois de começar a tomar antibióticos. Se existir doença inflamatória pélvica, poderá demorar algumas semanas para tratar a infecção de modo completo. Doença inflamatória pélvica pode causar problemas mais sérios, tais como infertilidade ou dor de tecido cicatricial. Apesar destas condições adicionais poderem ser tratadas, por vezes requerem cirurgia.
A condição raramente volta se for tratada com o antibiótico adequado, a menos que você comece uma nova infecção devido a um parceiro sexual. O herpes genital não pode ser curado. No entanto, se você desenvolver uma doença recorrente, você pode diminuir a frequência e a gravidade dos surtos, tomando uma medicação antiviral


Duração de cervicite

Uma vez que a condição é diagnosticada e o tratamento apropriado é iniciado, os sintomas devem começar a melhorar dentro de alguns dias. Se houver qualquer sinal de doença inflamatória pélvica, você terá que tomar antibióticos por duas semanas.

Prevenção de cervicite

Cervicite é mais frequentemente causada por uma infecção sexualmente transmissível, por isso é importante usar um preservativo sempre que tiver relações sexuais, e limitar o número de parceiros sexuais que você tem. Se você for diagnosticado com uma infecção sexualmente transmissível, os seus parceiros sexuais recentes também devem ser testados e tratados.

Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL