terça-feira, 27 de junho de 2017

Paralisia facial - Causas e tratamento

Paralisia facial causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
A paralisia facial é a perda de movimento facial que ocorre por causa de danos nos nervos, em que a musculatura facial desaparece ou fica fraca. Geralmente, isto acontece apenas num dos lados da face, sendo geralmente causada por:
  • Infecção ou inflamação do nervo facial
  • Traumatismo craniano
  • Tumor de cabeça e pescoço
  • AVC
A paralisia facial pode aparecer de repente (em caso de paralisia de Bell, por exemplo), mas também pode ocorrer gradualmente ao longo de um período de meses (no caso de um tumor na cabeça ou pescoço). Dependendo da causa, a paralisia pode durar um período de tempo curto ou prolongado.

Causas de paralisia facial

De acordo com algumas fontes de referência, paralisia de Bell é a forma mais comum de paralisia facial. Todos os anos, milhares de pessoas experimentam paralisia facial súbita devido a paralisia de Bell. Esta condição faz com que os músculos de um dos lados da face se inclinem de modo sensível. Ninguém sabe exatamente porque é que ocorre a paralisia de Bell, mas pode estar relacionada com uma infecção viral do nervo facial. A boa notícia é que a maioria dos pacientes com paralisia de Bell recupera completamente em cerca de seis meses.
Outras causas de paralisia ou fraqueza facial incluem:
  • Fratura de crânio ou lesão na face
  • Tumor de cabeça e pescoço
  • AVC
  • Otite média crônica ou outros danos no ouvido
  • Pressão arterial elevada
  • Diabetes
  • Doença de Lyme, uma doença bacteriana transmitida ao homem pela picada de carrapatos
  • Síndrome de Ramsay-Hunt, uma infecção viral do nervo facial
  • Doenças auto-imunes como a esclerose múltipla, que afta o cérebro e a medula espinhal, e síndrome de Guillain-Barré, que afeta o sistema nervoso.
O nascimento pode causar paralisia facial temporária em alguns bebês. No entanto, 90 por cento dos bebês com este tipo de lesão recupera completamente sem tratamento. Pode Este tipo de paralisia pode ocorrer no nascimento devido a certas síndromes congênitas, como a síndrome de Moebius e síndrome de Melkersson-Rosenthal.

Sintomas da paralisia facial

A paralisia que ocorre na face tem um grande impacto na qualidade de vida de uma pessoa, podendo conduzir a perda de confiança e sentimento de vergonha. Além disso, a paralisia facial pode provocar:
Pacientes que não são capazes de fechar o olho afetado terão de tomar cuidado extra para evitar danos de longa duração nos olhos.


Complicações associadas a paralisia facial

A paralisia que ocorre na face pode causar uma série de problemas, incluindo:
  • Dificuldade em fechar o olho, com possivel secagem e perda de visão
  • Obstrução nasal
  • Dificuldade em manter líquidos na boca
  • Uma mudança na aparência física
  • Uma mudança na capacidade de expressar emoção


Quando consultar o médico

Consulte o seu médico se você tiver fraqueza ou dormência no seu rosto. Procure imediatamente ajuda médica de emergência se tiver estes sintomas juntamente com uma dor de cabeça severa, convulsões ou cegueira.

Diagnóstico de paralisia facial

Certifique-se de discutir todos os sintomas com o seu médico, e compartilhe informações sobre quaisquer outras condições ou doenças que possa ter. O seu médico também pode pedir para você tentar mover os seus músculos faciais, levantando a sobrancelha, fechando os olhos, sorrindo e franzindo a testa. Testes como eletromiografia (que verifica a integridade dos músculos e os nervos que os controlam), exames de imagem e exames de sangue podem ajudar o médico a saber porque razão o seu rosto está paralisado.

Tratamento da Paralisia Facial

Estima-se que cerca de 85 por cento das pessoas com paralisia de Bell vão recuperar por conta própria, com ou sem tratamento. No entanto, estudos têm demonstrado que tomar imediatamente esteroides orais (como a prednisona) e medicamentos anti-virais pode ajudar a aumentar as chances de uma recuperação completa. A fisioterapia também pode ajudar a fortalecer os músculos e evitar danos permanentes. Para aqueles pacientes que não se recuperam totalmente, a cirurgia estética pode ajudar a corrigir as pálpebras que não fecham totalmente ou um sorriso torto.

Tratamento para outros tipos de paralisia facial

A paralisia facial devida a outras causas pode beneficiar de cirurgia para reparar ou substituir os nervos ou músculos danificados, ou para remover tumores. Pequenos pesos também podem ser colocados cirurgicamente dentro da pálpebra superior para ajudá-la a fechar. 
Alguns pacientes podem sofrer movimentos musculares incontroláveis além de paralisia. As injecções de Botox que congelam os músculos, bem como fisioterapia, podem ajudar.


Progressão e perspetivas para casos de paralisia facial

A progressão e as perspetivas para a paralisia que ocorre na face dependem da causa. Quatro em cinco casos de paralisia facial correspondem a paralisia de Bell, situação em que o paciente recupera espontaneamente dentro de alguns semanas ou talvez dentro de um par de meses. Se a condição resultar de uma infecção do sangue, muitas vezes não existe possibilidade de existir uma recuperação completa, mas nalguns casos, não existem danos permanentes do nervo.
Uma paralisia permanente pode causar problemas. A pessoa pode involuntariamente descarregar saliva e podem existir problemas alimentares. O olho afetado tende a secar e a produção de lágrimas diminui, o que pode levar à inflamação da córnea ou arranhões na córnea.

Prevenção da paralisia facial

A maioria das formas deste tipo de paralisia não pode ser evitada. No entanto, a prevenção é possível se a paralisia estiver associada com a infecção com Borrelia, através do tratamento precoce com antibióticos, enquanto ainda existem apenas sintomas de pele ao redor da picada de carrapato. Vigilância e ação rápida tornam-se aconselháveis no caso de ocorrerem picadas de carrapatos.
Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL