sexta-feira, 30 de junho de 2017

Hemoptise - Causas, sintomas e tratamento

Hemoptise causas sintomas diagnóstico tratamento prevenção riscos complicações
Hemoptise ou tossir sangue pode ser causado por uma variedade de doenças pulmonares. Tosse com sangue pode assumir diferentes formas. O sangue pode ser vermelho ou rosa e espumoso, ou pode ser misturado com muco.
A tosse com sangue, mesmo em pequenas quantidades, pode ser alarmante. No entanto, a produção de um pouco de escarro tingido de sangue não é incomum e normalmente não é grave. Ligue para o número telefónico de emergência médica ou procure atendimento de emergência se você tossir sangue em grandes quantidades ou tossir sangue frequentemente.

Causas de hemoptise

Hemoptise refere-se a tossir sangue de alguma parte dos pulmões (vias respiratórias). Sangue vindo de outros locais, como do estômago, pode parecer que surge a partir dos pulmões. É importante que o seu médico possa determinar o local do sangramento, e então determinar porque é que você está a tossir sangue.
A principal causa da tosse com sangue é a bronquite crônica ou bronquiectasia. Outras causas possíveis desta condição incluem:
  • DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica) e outras doenças pulmonares
  • Fibrose cística
  • O uso de drogas, como crack
  • Corpo estranho
  • Granulomatose com poliangeíte (granulomatose de Wegener)
  • Abscesso pulmonar
  • Câncer de pulmão
  • Enfisema
  • Estenose da válvula mitral
  • Infecção parasitária
  • Pneumonia
  • A embolia pulmonar (coágulo de sangue numa artéria no pulmão)
  • Trauma no peito
  • Tuberculose


Sintomas e sinais de hemoptise

Na hemoptise, o sangue é espumoso, uma vez que se encontra misturado com ar e muco. Por vezes o muco fica manchado de sangue e a quantidade de sangue pode variar. O sangue pode ter uma cor vermelha brilhante ou pode apresentar cor de ferrugem. Se a tosse for acompanhada de febre alta, falta de ar, tonturas, dor no peito e sangue na urina ou fezes, procure atendimento médico urgente sem demora.


Quando consultar um médico

A razão mais comum para a tosse com sangue é a bronquite aguda, que normalmente melhora sem necessidade de recorrer a tratamento. Pessoas com bronquite e com pequenas quantidades de sangue no muco durante o tempo máximo de uma semana podem aguardar com cuidado e esperar que a sua condição possa melhorar.
Consulte o seu médico se tossir sangue. Ele pode determinar se a causa é menor ou potencialmente mais grave. Recorra ao número telefónico de emergência médica se você tossir muito sangue ou se o sangramento não parar.
A tosse com sangue também pode ser um sinal de uma condição médica séria. Consulte o seu médico se tiver algum destes sintomas:
  • Sangue no muco que dura mais de uma semana, ou se o sangramento for grave ou piorar, ou se a condição aparecer e desaparecer ao longo do tempo
  • Dor no peito
  • Perda de peso
  • Suores durante a noite
  • Febre elevada
  • Falta de ar com o seu nível de atividade normal
As pessoas que necessitam de tratamento para a tosse com sangue são quase sempre tratadas num hospital, até que a causa seja identificada e a ameaça de hemorragia grave deixe de existir.

Diagnóstico para hemoptise

Em pessoas que tossem sangue, os testes concentram-se na determinação da taxa de sangramento e na avaliação de qualquer risco para a respiração. A causa para hemoptise deve então ser identificada. Os testes para a tosse com sangue incluem:
  • História e exame físico. Ao falar e examinar uma pessoa que está a tossir sangue, o médico recolhe pistas que ajudam a identificar a causa.
  • Raio-X do tórax. Este teste pode mostrar uma massa no peito, áreas de líquido ou congestão nos pulmões, mas também pode não identificar qualquer anormalidade.
  • A tomografia computadorizada. Ao produzir imagens detalhadas das estruturas no peito, uma tomografia computadorizada pode revelar algumas causas para a tosse com sangue.
  • Broncoscopia. Um médico utiliza um endoscópio (tubo flexível com uma câmera na sua extremidade) através do nariz ou da boca até à traqueia e vias aéreas. Usando uma broncoscopia, um médico pode ser capaz de identificar a causa da hemoptise.
  • Hemograma completo. Um teste do número de células sanguíneas brancas e vermelhas no sangue, juntamente com plaquetas (células que ajudam o coágulo de sangue).
  • O exame de urina. Certas causas de hemoptise também resultam em anormalidades neste simples teste de urina.
  • Perfil químico do sangue. Este teste mede eletrólitos e função renal, que podem ser anormais em algumas causas de hemoptise.
  • Os testes de coagulação. Alterações na capacidade de coagulação do sangue podem contribuir para o sangramento e tosse com sangue.
  • Gasometria arterial, sendo este um teste dos níveis de oxigênio e de dióxido de carbono no sangue. Os níveis de oxigênio podem ser baixos em pessoas com esta condição.

Tratamento para hemoptise

Para as pessoas que tossem sangue, os tratamentos visam parar o sangramento, bem como tratar a causa subjacente da condição. Tratamentos para hemoptise incluem:
  • Embolização da artéria brônquica. Um médico insere um cateter através da perna, numa artéria que fornece o sangue aos pulmões. Ao injetar corante e visualizar as artérias numa tela de vídeo, o médico identifica a fonte do sangramento. Esta artéria será então bloqueada, utilizando bobinas de metal ou uma outra substância. Geralmente, o sangramento pára e outras artérias compensam a artéria recém bloqueada.
  • Broncoscopia. Ferramentas na extremidade de um endoscópio podem ser utilizadas para tratar algumas das causas da tosse com expetoração de sangue. Por exemplo, um balão insuflado dentro das vias aéreas pode ajudar a corrigir uma hemorragia parada.
  • Cirurgia. Tosse com sangue, se for grave e com risco de vida, pode exigir uma cirurgia para remover um pulmão (pneumectomia).


Prevenção de hemoptise

Algumas das medidas que podem ser tomadas para prevenir a hemoptise incluem:
  • Parar de fumar para prevenir hemoptise ou escarro sanguinolento. Fumar deve ser interrompido para controlar os casos de hemoptise ou expetoração com sangue, já que o fumo pode criar infecção pulmonar.
  • Álcool e dieta desempenham um papel importante na prevenção de hemoptise ou escarro sanguinolento. O álcool deve ser evitado para proteger os pulmões e o sistema digestivo desta condição. Se você beber álcool, não exceda os limites diários recomendados (três a quatro unidades por dia para os homens e entre duas e três unidades por dia para as mulheres). O álcool deve ser consumido em quantidades controladas e dentro do limite prescrito.
  • Dieta equilibrada que pode melhorar o sistema imunológico.
  • Vacinas, que podem desempenhar um papel crucial na prevenção de hemoptise ou escarro sanguinolento: Se você quiser proteção avançada contra hemoptise, é importante obter as vacinas que ajudam a combater a gripe, bem como pneumonia. As vacinas podem ser úteis para bebês, crianças pequenas, mulheres grávidas, pessoas com mais de 65 anos de idade e pessoas que sofrem de sistema imunitário deficiente.
  • Capacidade de trabalhar. Pacientes que sofrem de crises de falta de ar podem beneficiar muito de descanso entre as tarefas, durante o trabalho.
Nenhum comentário:
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL